Diário Logo

Notizia Logo

Ao pagar fiança de quase 5 milhões, Daniel Alves será solto na Espanha

Inicialmente, a data estipulada para o pagamento foi na quinta (21) e sexta-feira (22), porém, o valor não foi depositado a tempo do expediente bancário

25 de março de 2024

Em fevereiro, Daniel Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão pelo crime de agressão sexual | Daniel Alves - Reprodução

Reportagem de: Ana Lívia Terribille

Daniel Alves, ex-jogador de futebol, foi liberado sob fiança nesta segunda-feira (25) e aguarda a sua soltura da prisão em Barcelona, na Espanha. O valor foi fixado em 1 milhão de euros, o equivalente a R$ 5,4 milhões, assegurando a sua liberdade provisória enquanto o caso é investigado. De acordo com o G1, os juízes da Audiência Provincial de Barcelona, responsáveis pelo processo, estão aguardando a entrega dos passaportes do ex-jogador para efetivar a sua liberação.

Inicialmente, a data estipulada para o pagamento da fiança foi na quinta-feira (21) e sexta-feira (22), porém, o valor não foi depositado a tempo dentro do horário bancário.

Com a liberdade provisória, a sentença de Daniel Alves estabeleceu a obrigatoriedade de manter uma distância de pelo menos 1 quilômetro da residência da vítima, de seu local de trabalho ou de qualquer outro local frequentado por ela. Vale destacar que a mulher é de Barcelona.

Ainda, segundo o G1, o futebolista está preso no presídio de Brians 2, um complexo presidencial a 40 quilômetros de Barcelona, onde Alves tem uma casa. Ele também não pode se comunicar com a denunciante através de nenhum meio, além de não poder deixar a Espanha. Daniel deve também comparecer semanalmente ao Tribunal de Barcelona ou quantas vezes lhe for solicitado.

“O tribunal delibera, por maioria e com voto individual: ‘Acordar a prisão provisória de Daniel Alves, que pode ser evitada mediante o pagamento de uma fiança de 1.000.000 euros e, se o pagamento for verificado, e acordada a sua libertação provisória, ou retirada de ambos os passaportes, espanhol e brasileiro, a proibição de sair do território nacional, e a obrigação de comparecer semanalmente a este Tribunal Provincial, bem como quantas vezes for convocada pela Autoridade Judiciária”, destaca a determinação.

Relembre o caso

Daniel Alves foi condenado, em fevereiro, a quatro anos e meio de prisão pelo crime de agressão sexual. O ex-jogador foi acusado de estupro de uma mulher em uma boate em Barcelona.

Veja Também