Diário Logo

O Diário Logo

De olho na tecnologia, inovação e sustentabilidade, Padrão inicia renovação da frota por carros elétricos

Conglomerado passa a contar com modelo que não utiliza combustíveis fósseis nem mesmo durante a partida do motor.

12 de junho de 2024

Carro elétrico deixa a frota da Padrão Serviços mais sustentável | Divulgação

Reportagem de: Especial AGFE

Sustentabilidade é inovação. É com essa ideologia que a Padrão Serviços vem construindo o futuro alinhado às boas práticas de ESG. Exemplo disso é o início da renovação da frota de carros a combustão por elétricos, por meio de um planejamento estratégico consistente, assertivo e estruturado para atender à demanda de diferenciais competitivos de mercado. Essa é uma estratégia que tem como foco diminuir a utilização de automóveis que se alimentam de combustíveis feitos com recursos naturais não renováveis, além de serem mais econômicos.

Esse é um passo que o conglomerado adota olhando para os sinais que o mundo tem alarmado quando o assunto é frear a emissão de gases que provocam o efeito estufa/aquecimento global. Mas se tratando do Brasil, ainda é um passo que exigiu muito planejamento, sobretudo financeiro, porque não há um incentivo grande para essas políticas sejam adotadas. Os elétricos têm valores muito mais elevados em comparação com os carros convencionais, que aumentaram de preço de forma exorbitante na pandemia e não retornavam ao que eram antes.

Alguns fatores foram primordiais para a Padrão na hora de escolher o modelo, principalmente o trabalho em conjunto de quatro importantes fatores como a bateria recarregável que armazena a energia elétrica, inversor para converter a corrente elétrica em corrente alternada, motor de indução para fazer o carro funcionar e sistemas de recuperação de energia para garantir o pleno funcionamento do veículo, foram primordiais para implantarmos a adesão dos carros elétricos. Mudamos com o foco naquilo que é mais sustentável/inovador. O meio ambiente é quem ganha, porque aqui na Padrão, na nossa frota, os carros elétricos além de reduzirem as emissões de gases de efeito estufa, melhoram a qualidade do ar e ainda reduzem ruídos.

Se olharmos para a economia, eles têm um custo de manutenção mais baixo, um menor custo de abastecimento e podem ser mais eficientes. Pesquisas mostram que o carro elétrico consome cerca de R$ 0,18 por km rodado, enquanto o carro a combustão econômico consome cerca de R$ 0,45 e a sua eficiência chega em até 95% de eficiência na utilização. 

A Padrão acredita que este projeto também possa diferenciar a empresa no mercado, atrair e reter clientes, além de reduzir e melhorar a eficiência operacional, fortalecendo a reputação e relações com todos os seus stakeholders. A verdade é que o mercado vem sinalizando para as empresas que quem tem esse olhar para práticas sustentáveis, como a aquisição de carros elétricos, sai na frente no quesito inovação e sustentabilidade, fortalecendo o posicionamento como líder inovadora, preparada para o futuro. E está preparada para o futuro quem se adianta. O Projeto de Lei Suplementar PLS 304/2017 do senador Ciro Nogueira (PP-PI), aprovado em 2020 pelo senado, determina que a partir de 2030 a venda de veículos novos movidos a combustíveis fósseis no Brasil seja proibida. Daqui a seis anos, a Padrão já estará de olho em novas metas para ajudar o meio ambiente.  

Conheça mais sobre a Padrão Serviços. Acesse o site!

Veja Também