Diário Logo

Notizia Logo

O que esperar do 2º maior festival da cultura japonesa do Brasil, em Mogi

Mais de 120 mil pessoas são esperadas para o Festival Akimatsuri, o segundo maior da cultura japonesa no Brasil

29 de março de 2024

Cultura japonesa em destaque | Divulgação

Reportagem de: O Diário

A contagem regressiva começou. Falta praticamente uma semana para Mogi das Cruzes sediar o segundo maior festival de cultura japonesa do Brasil (veja imagens das montagens). Nos dois primeiros finais de semana de abril, dias 6, 7, 13 e 14, será realizada a 37ª edição do Festival de Outono Akimatsuri, com atrações artísticas, culturais e gastronômicas.

Os mais de 120 mil visitantes aguardados para a edição deste ano terão uma imersão à cultura japonesa. O evento é realizado pelo Bunkyo de Mogi no seu centro esportivo, localizado à avenida Japão, nº 5919, bairro da Porteira Preta, das 10h às 22h aos sábados, e das 10h às 21h aos domingos.

Em uma área de 240 mil metros quadrados, toda a decoração inspira a cultura japonesa, que também poderá ser vivenciada na prática pela Vila Cultural, com as oficinas de shodô (escrita japonesa), cerimônia do chá, origami, mangá, tanabata, soroban (calculadora japonesa) e muitas outras atividades abertas para que os visitantes tenham a experiência prática dos costumes e tradições japonesas.

No palco da festa, mais de 60 atrações. Entre elas, grupo de danças folclóricas japonesas, bandas de K-Pop, cantores nikkeis e variados grupos de taikos (tambores japoneses), que trazem um pouco da cultura de várias províncias do Japão.

O festival também tem o concurso de Miss Akimatsuri no primeiro sábado (clique aqui e conheça as 15 candidatas). No segundo sábado, vai escolher o Miss e Mister Akimatsuri Júnior, voltado para crianças de 6 a 9 anos. As inscrições terminam dia 1º, segunda-feira.

A área do palco é coberta e tem cadeiras para conforto e comodidade do público. Confira as atrações:

  1. Cultura de Okinawa: para quem gosta da energia e alegria da cultura de Okinawa vai se surpreender com o “Uchiná kai Mensorê – Bem-vindo à Okinawa” um show especial no domingo, dia 7, a partir das 18h30, com grandes nomes da cultura okinawana: a banda Heroes Sanshin Band, o grupo de taiko Yuriki no Kizuna Eisa Taiko e o grupo de dança Takaryu Hananokai Juliana Izu Renjo.  “O palco do Akimatsuri sempre oferece um mix da cultura japonesa. Em quatro dias de atividades, temos desde artistas que tocam instrumentos clássicos como shamisen e músicas enka, até os grupos de K-Pop que estão em alta na atualidade. Para este ano, decidimos trazer algo a mais, ao reunirmos pela primeira vez grandes nomes da cultura de Okinawa e oferecermos o espetáculo “Uchiná kai Mensorê” que vai reunir todo o encanto da ilha mais festiva e colorida do Japão”, detalha Frank Tuda, presidente do Bunkyo de Mogi das Cruzes e coordenador do festival Akimatsuri. O show trará uma performance que une o tradicional ao moderno, com músicas folclóricas e clássicas de Okinawa e versões especiais de grandes clássicos da música popular brasileira, como Asa Branca, de Gonzaguinha.
  2. Cosplay: neste ano, uma das novidades do Akimatsuri é o concurso de cosplay, com uma programação especial e que conta com grandes nomes da cultura geek.  A atração acontecerá no segundo domingo do festival,  dia 14 de abril, a partir das 11h.
  3. Ritual das lanternas: outra atração muito esperada é a cerimônia de tooro nagashi – o ritual de soltar os barquinhos de isopor com velas na lagoa para homenagear as almas dos antepassados. Segundo a crença, a escuridão das águas reflete as luzes coloridas dos barquinhos, levando as almas dos familiares já mortos. O ritual é feito no Japão para lembrar as vítimas das bombas de Hiroshima e Nagasaki, e no Akimatsuri é uma atrações mais aguardadas do primeiro final de semana, registrando uma média de público de mais de 3 mil pessoas só para essa atividade, que acontece no sábado (6), a partir das 17h45. Os barquinhos são confeccionados pelas escolas japonesas de Mogi das Cruzes e podem ser adquiridos no evento a R$ 20 ou as famílias podem levar os seus, feitos em casa.
  4. Gastronomia: há também uma ampla Praça de Alimentação com uma grande diversidade de pratos orientais. Vão desde os mais comuns, como yakissoba, sukyaki, até os mais diferentes como o okonomiyaki, que é pizza japonesa. A culinária do Akimatsuri ainda reserva outras surpresas para quem gosta de degustar pratos típicos japoneses, como o churrasco com wagyu, carne típica japonesa e uma das mais caras no mundo. No festival os pratos preparados com ela são vendidos a preço acessível para que todos tenham acesso a essa iguaria da culinária japonesa. Este ano, estarão sendo vendidos blends com wagyu que terá um toque especial: wasabi, um tempero muito usado na culinária oriental. No total, são mais de 35 boxes na Praça de Alimentação que servem também udon, tempurá, gyoza, harumaki, takoyaki, oniguiri, yakitori, e outras iguarias, como doces, pastel, churrasco e espetinhos de carne, frango e linguiça.
  5. Negócios: há também um Centro de Negócios com 150 estandes, divididos entre os setores automotivos, de prestação de serviços, alimentação, mini-shoppings e importados e utilitários agrícolas.
  6. Responsabilidade social: ao término do Akimatsuri, todos os produtos hortifrutigranjeiros expostos são doados para creches, asilos e outras entidades todos os alimentos usados na exposição do Pavilhão Agrícola. “É um compromisso que mantemos há anos”, frisa Frank Tuda. Outra compartida social do evento é a doação de espaços para entidades. Todos os anos, associações beneficentes e filantrópicas da cidade são convidadas para participarem, sem custo. Este ano, entre as que estarão presentes são a Creche Curumim de Jundiapeba, Ikoi-no-Sono e mais de 80 artesãos que fazem parte dos projetos da Secretaria Municipal da Cultura da Prefeitura de Mogi das Cruzes.
  7. Ingressos com descontos: os ingressos para a 37º Festa do Akimatsuri estão disponível online no site www.akimatsuri.com.br ou diretamente na bilheteria da festa por R$ 26 (inteira) e R$ 13 (meia), neste caso para estudantes com carteirinha, professores, pessoas a partir de 60 anos, portadores de deficiência e inscritos no CAD único de assistência social. Crianças até 7 anos não pagam a entrada. Estacionamento R$ 40.
  8. Exposição agrícola: o Akimatsuri surgiu em 1986 para agradecer às boas colheitas e ainda hoje mantém a tradição de destacar a produção hortifrutigranjeira da região. Para tanto, é montado um Pavilhão de Exposição Agrícola com 800 metros quadrados com mais de 500 itens doados por cerca de 120 produtores de flores, frutas, legumes, hortaliças, ovos do Alto Tietê – região que faz parte do Cinturão Verde do Estado de São Paulo. O setor de fungicultura também é representado com grande variedade: shimeji, shitake, eryngui, enoki, kikurague, champignon, portobello, nameko e yamabushi. O melhor é que quase todos os itens estão à venda, a preço de produtor. Então, quer for ao festival, pode voltar com uma sacola cheia de frutas/verduras/legumes fresquinhos e de grande qualidade.
Produtos para o evento | Reprodução
Produtos para o evento | Reprodução

Serviço

  • Dias 6, 7, 13 e 14 de abril.
  • Centro Esportivo do Bunkyo de Mogi das Cruzes, Avenida Japão, 5919, bairro Porteira Preta, Mogi das Cruzes.
  • Sábado das 10 às 22 horas
  • Domingo das 10 às 21 horas
  • Ingresso: R$ 26 (inteira); R$ 13 (meia-entrada destinada às pessoas acima de 60 anos, estudantes e professores com carteirinha, portadores de deficiência e inscritos no CAD único de assistência social).
  • Entrada gratuita para crianças até 7 anos com adulto pagante
  • Estacionamento: R$ 40
  • Telefone para informações: (11) 4791-2022/Whatsapp
  • Sitewww.akimatsuri.com.br
Veja Também