Diário Logo

O Diário Logo

10 termos da astrologia para conseguir interpretar o mapa astral

Que tal aprender a interpretar seu próprio mapa astral?

13 de maio de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

A astrologia é um campo vasto e complexo que possui uma linguagem própria, repleta de termos específicos que descrevem diferentes aspectos do cosmos e da personalidade humana. Compreender o significado deles é fundamental para quem deseja explorar e entender melhor sobre o assunto e, assim, conseguir interpretar com mais precisão o mapa astral e os padrões e aspectos do céu.

Por isso, abaixo, confira 10 termos da astrologia para conseguir interpretar o mapa astral!

1. Ascendente

O signo ascendente é aquele que estava subindo no horizonte no momento do seu nascimento. Ele marca o começo da experiência individual e a primeira interação com o mundo. O signo que está lá aponta como a pessoa estrutura a sua personalidade e como seu corpo físico tende a se comportar. Ele é a primeira casa do mapa astral e representa as marcas de expressão, o jeito de se comunicar e o estilo próprio de ser.

2. Signo descendente

É o signo que estava descendo no horizonte no momento do seu nascimento. O descendente está oposto ao ascendente. Simboliza a experiência dos encontros e a arte de se relacionar. O signo que está nessa casa representa o que a pessoa busca em um relacionamento e qual tipo de relação ela atrai. Essa casa fala sobre os relacionamentos estáveis, casamentos, parcerias e sociedades.

3. Fundo do céu

É o ponto mais baixo do momento do nascimento e do mapa astral. Simboliza as raízes, a base, a família e a ancestralidade. Essa casa representa a sustentação do indivíduo. O signo que está ali dá indícios de como foi a relação da pessoa com a sua família, o que ficou registrado emocionalmente da sua infância. Também representa como lidamos com a nossa casa.

4. Meio do céu

É o ponto mais alto do momento do nascimento e do mapa astral, considerada uma das casas mais importantes. Simboliza a escolha do caminho que a pessoa irá trilhar no mundo. O meio do céu representa a missão do indivíduo, que, por meio do amadurecimento e crescimento, se torna mais palpável. É a casa que fala sobre carreira, futuro, sentimento de reconhecimento e participação na sociedade.

5. Nodos lunares

Os nodos lunares são pontos calculados que representam o encontro entre a órbita da Terra ao redor do Sol e a órbita da Lua ao redor da Terra. São pontos orientadores na vida. Ali se encontra o propósito espiritual. É um guia para saber qual direção mais assertiva para crescer e se desenvolver.

Os nodos lunares também são conhecidos como cauda do dragão (nodo sul) e cabeça do dragão (nodo norte). Isso porque antigamente a lenda dizia que durante os eclipses um dragão celeste engolia o astro, que ficava oculto no céu.

O nodo norte está ligado à missão e ao propósito espiritual. Representa o que a pessoa vem desenvolver, atingir e conquistar. Já o nodo sul é o passado, o que precisa ser integrado e resolvido. Para alguns astrólogos, o nodo sul é a representação da bagagem cármica.

Mesa de madeira com papéis espalhados com desenhos do mapa astral. Na imagem, também há uma caneta, vela e cartas
A retrogradação é quando um planeta se move para trás (Imagem: Shyntartanya | Shutterstock)

6. Retrogradação

Quando um planeta está mais próximo da Terra, temos a impressão de que ele está “andando para trás”. Esse movimento é aparente e, na astrologia, simboliza revisão e ajustes. Os assuntos que o planeta que está retrógrado representa podem passar por uma reflexão, como se precisassem de uma reavaliação.

Por exemplo, o planeta Mercúrio representa a comunicação e a mente; então, durante os períodos de retrogradação, podem ocorrer mais falhas de comunicação, ideias do passado podem voltar e a mente exigir um pouco mais de atenção e vigilância.

7. Quadratura

A quadratura é um aspecto astrológico que ocorre quando se forma um ângulo de 90° entre os astros ou pontos do mapa astral. É considerado um aspecto desafiador, simboliza um conflito existente entre esses pontos. Ocorre entre os planetas que estão posicionados em signos da mesma triplicidade (cardinal, fixo e mutável). No mapa astral é representado pelas linhas vermelhas menores, mostrando que ali ocorre uma tensão. Os assuntos envolvidos podem precisar de mais esforço para serem desenvolvidos.

8. Sinastria

Sinastria é uma técnica utilizada para analisar as facilidades, os desafios e as possibilidades em um relacionamento. Para isso, o mapa astral de ambas as pessoas é visto de maneira conjunta. A popularização da sinastria ocorreu com casais, mas ela pode ser utilizada para entender qualquer relação, seja familiar, com amigos e, até mesmo, com colegas de trabalho. Por meio da análise, é possível entender as possíveis divergências, o que cada um valoriza, como um pode complementar o outro e como pode ser a dinâmica dessa relação.

9. Trânsitos

São movimentos dos planetas em relação às posições no mapa astral de uma pessoa em um determinado momento. Os trânsitos são usados para prever eventos e influências temporárias na vida de alguém.

10. Casa astrológica

São doze divisões angulares do céu que representam diferentes áreas da vida, como carreira, relacionamentos, família e saúde, em um mapa astral. Cada casa astrológica tem um significado único e é governada por um signo zodiacal correspondente.

Por Franciele Campara e Redação EdiCase

Astróloga, reikiana e professora com formação em Pedagogia

LEIA MAIS EM VIVER BEM:

Veja Também