Diário Logo

O Diário Logo

3 dicas para evitar repetições de palavras no texto

Dados recentes do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) destacam que metade dos alunos no Brasil obtiveram nível 2 ou mais em leitura. Apesar de o dado mostrar uma melhora no desempenho dos estudantes em comparação com avaliações anteriores, o percentual ainda fica abaixo da média mundial (74%), apurada pela Organização para a Cooperação […]

16 de abril de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

Dados recentes do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) destacam que metade dos alunos no Brasil obtiveram nível 2 ou mais em leitura. Apesar de o dado mostrar uma melhora no desempenho dos estudantes em comparação com avaliações anteriores, o percentual ainda fica abaixo da média mundial (74%), apurada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). 

Neste contexto, é essencial o treino da escrita e da leitura para o desenvolvimento das habilidades linguísticas dos alunos. Por isso, Renata Ramisch, linguista da Redação Nota 1000, oferece orientações valiosas para diversificar o vocabulário e melhorar a qualidade textual, evitando a redundância de termos. Confira!

Importância de evitar repetições

De acordo com a profissional, evitar repetições em uma redação é essencial para manter a fluidez e o interesse do leitor. “Um texto repetitivo tende a se tornar monótono e desinteressante. A variedade no vocabulário não apenas o torna mais dinâmico, mas também amplia a capacidade de persuasão. Além disso, contribui para a precisão e clareza na comunicação das ideias, um aspecto fundamental em qualquer texto com função comunicativa”, afirma. 

Estratégias para evitar a repetição

Há estratégias que podem ser adotadas para evitar a repetição excessiva de palavras e expressões. A utilização de sinônimos e a reestruturação de frases são técnicas usadas. Porém, a revisão cuidadosa da redação se configura como algo essencial. Neste processo, é possível identificar e corrigir as repetições, buscando alternativas diversificadas para a versão final do texto. 

Além do uso de sinônimos, deve-se explorar outras formas de variar o vocabulário, e a chave para isso acontecer é a leitura constante dos mais diversos tipos de textos, como os de jornais, quadrinhos, revistas, clássicos da literatura, além de dicionários de sinônimos, antônimos e conceitos.

O emprego adequado de pronomes e referentes, bem como o uso de conceitos mais abrangentes, conhecidos como hiperônimos, também são estratégias para a melhoria do conteúdo. “No entanto, é fundamental não apenas aprender novas palavras, mas também compreender seu contexto de uso e praticar sua utilização”, destaca a linguista. 

Revise cuidadosamente o seu texto

Segundo Renata, na hora de escrever uma redação, o primeiro passo é reconhecer quais são os conceitos-chave, que precisam aparecer mais de uma vez ao longo do conteúdo. Após essa etapa, a principal estratégia para evitar repetições é a revisão da primeira versão. A seguir, confira as dicas da especialista:

1. Atente-se a palavras/expressões repetidas e estruturas sintáticas recorrentes

O estudante pode destacar, assinalar ou sublinhar essas repetições. Isso permite visualizar quais conceitos-chave estão sendo reiterados e como estão distribuídos ao longo do texto, identificando quando essas repetições ocorrem em proximidade excessiva. 

Menina sorrindo escrevendo em um caderno
Usar sinônimos é uma ótima forma de construir melhores textos (Imagem: Sklo Studio | Shutterstock)

2. Aplique estratégias de correção das repetições encontradas no texto

Inicialmente, o estudante pode substituir palavras que se repetem por sinônimos ou termos mais abrangentes. Depois, pode ainda utilizar pronomes diversos, cuidando para serem incorporados ao conteúdo de maneira clara e adequada.

A diversidade vocabular é particularmente valiosa nesse processo, sendo recomendado expandir o vocabulário antes de situações como a redação do Enem, que tem um peso representativo na nota final desta prova, porta de entrada para o ensino superior. A fim de reduzir a repetição de estruturas sintáticas, é útil reorganizar as frases e buscar formas de parafrasear, ou seja, expressar a mesma ideia de maneira diferente. 

3. Revise a clareza dos referentes e do texto como um todo

Simplesmente substituir palavras pode ser arriscado, se não for algo feito de forma consciente e criteriosa. Após corrigir as repetições, é essencial fazer uma nova leitura do texto, agora assumindo o papel do leitor.

Durante essa revisão, o estudante deve verificar se todos os pronomes deixam claro a que se referem, evitando ambiguidades ou confusões. Além disso, verificar se os termos utilizados são apropriados para o gênero textual exigido na proposta de redação também se refere a um cuidado importante.

Por fim, deve-se lembrar que o uso excessivo de termos complexos torna o texto pretensioso e, se o aluno não compreender completamente seu significado e contexto de uso, pode levar a uma imprecisão vocabular. Assim, saber exatamente o que se está dizendo é crucial para que o texto seja claro e conciso.  

Por Gabriela Canaveira Monteiro

Veja Também