Diário Logo

O Diário Logo

4 características do gato da raça burmilla

A raça burmilla é relativamente nova. Ela surgiu na Grã-Bretanha, na década de 1980, por um cruzamento acidental entre um gato persa chinchila e uma fêmea birmanesa. Isso resultou em quatro gatinhos diferenciados, com pelagem prateada com pontas mais escuras, o que impressionou os criadores da época. Inclusive, “burmilla” é a combinação do nome das […]

13 de maio de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

A raça burmilla é relativamente nova. Ela surgiu na Grã-Bretanha, na década de 1980, por um cruzamento acidental entre um gato persa chinchila e uma fêmea birmanesa. Isso resultou em quatro gatinhos diferenciados, com pelagem prateada com pontas mais escuras, o que impressionou os criadores da época. Inclusive, “burmilla” é a combinação do nome das duas raças que deram origem a esse tipo de felino. Depois, foram feitos novos cruzamentos até chegar ao padrão conhecido hoje.

A seguir, conheça algumas características interessantes do gato da raça burmilla!

1. Aspectos físicos

O burmilla é um gato de porte médio – podendo pesar entre 5 e 6 kg –, elegante e gracioso, com uma estrutura muscular bem proporcionada. Segundo a TICA (The International Cat Association), sua principal característica é a pelagem curta e sedosa, de fundo branco prateado brilhante com pontas ou sombreados em preto, marrom, azul, chocolate, lilás, caramelo, bege e damasco. Seus olhos amendoados geralmente exibem uma tonalidade verde ou dourada. As orelhas são médias e ligeiramente arredondadas, enquanto sua cauda é proporcional ao corpo e geralmente é arredondada na ponta.

2. Temperamento e personalidade

Esse gato é conhecido por seu temperamento encantador e sua personalidade cativante e amorosa. Ele é extremamente carinhoso e sociável, sendo muito apegado aos tutores. Além disso, adora estar perto de pessoas, seguindo o tutor pela casa em busca de atenção e afago.

É também uma raça bastante inteligente e curiosa, gostando de explorar o ambiente e se envolver em brincadeiras – mesmo conseguindo se divertir sozinho em alguns momentos. Inclusive, conforme informações da TICA, ele mantém a sua personalidade de filhote mesmo quando adulto. Ademais, devido à natureza doce, ele se dá bem com crianças e outros animais de estimação.

Gato burmilla deitado
Gatos da raça burmilla costumam ser saudáveis (Imagem: JE Jevgenija | Shutterstock)

3. Cuidados com a alimentação e a saúde

Segundo a TICA, o burmilla é um gato que não tem muitas particularidades em relação à alimentação, sendo necessário apenas oferecer ração de boa qualidade, que forneça os nutrientes essenciais, como proteínas, vitaminas e minerais, e em quantidade adequada para evitar o sobrepeso.

Além disso, é importante manter água limpa e fresca sempre à disposição. Quanto à saúde, essa raça tende a ser saudável. Todavia, necessita de acompanhamento veterinário, vacina e tratamento parasitário para evitar doenças e outros problemas.

4. Educação e socialização

A educação e socialização do burmilla são aspectos importantes para garantir que ele se torne bem-comportado. Desde filhote, é importante proporcionar a ele um ambiente estimulante e seguro para explorar e interagir. Isso inclui fornecer brinquedos adequados, áreas para escalada e arranhaduras, além de estabelecer uma rotina de alimentação e cuidados consistentes. A socialização precoce, por sua vez, é fundamental para que o bichano se acostume com diferentes pessoas, animais e situações, ajudando a evitar problemas comportamentais no futuro.

Veja Também