Diário Logo

O Diário Logo

4 cervejas que levam café em suas receitas

Com o Brasil liderando a produção mundial de café, segundo o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, e ocupando o terceiro lugar no consumo de cerveja, conforme o Relatório Global de Consumo de Cerveja, da Kirin Holdings, surge uma fascinante união entre essas duas paixões. Embora, para alguns, seja uma descoberta recente, especialistas ressaltam a harmonização […]

22 de maio de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

Com o Brasil liderando a produção mundial de café, segundo o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, e ocupando o terceiro lugar no consumo de cerveja, conforme o Relatório Global de Consumo de Cerveja, da Kirin Holdings, surge uma fascinante união entre essas duas paixões. Embora, para alguns, seja uma descoberta recente, especialistas ressaltam a harmonização perfeita entre café e estilos específicos de cerveja, como Stouts, Porters e suas variações. 

Segundo Ana Paula Komar, beer sommelier do Clube do Malte, clube de assinaturas de cerveja, a mistura das duas bebidas mais consumidas no mundo resulta em uma experiência interessante. “O café e o malte passam por um processo de torrefação dos grãos. Por isso, alguns estilos se assemelham ao sabor do café e sua junção resulta em uma experiência distintiva e memorável”, afirma.

Cervejas torradas

As cervejas Porter e Stout têm uma longa história que remonta aos portos ingleses do século XVIII, no qual trabalhadores portuários, conhecidos como porters, buscavam uma bebida revigorante após o árduo expediente. Desde então, esses estilos evoluíram e se diversificaram, incorporando nuances de maltes tostados, torrados e notas sutis de café.

A Porter, com sua rica paleta de aromas de panificação, biscoito, tostado e chocolate, oferece uma experiência sensorial única, enquanto a Stout se destaca por seus aromas intensos de café, cacau e malte tostado. Com uma variedade de estilos e variações, há uma cerveja escura para cada paladar, desde as clássicas Fuller’s London Porter e Guinness Draught até as potentes Imperial Stouts brasileiras, como Dum Petroleum e Lohn Bier Carvoeira.

Cervejas com café

Além das tradicionais Porter e Stout, existem cervejas que incorporam o café em sua essência. Desde a Chicago Blues Amburana, maturada em barris de Amburana para um aroma equilibrado de café e chocolate, até a Benedita Coffee Stout da cervejaria Louvada, com notas de torra fresca de café e cacau, cada opção oferece uma experiência única e cativante.

A beer sommelier lista quatro cervejas que contêm a essência do café em sua composição. Veja abaixo! 

Caneca com cerveja em um fundo marrom
As cervejas do estilo american stout levam furrundu, doce típico cuiabano, e café (Imagem: V_Sot_Visual_Content | Shutterstock)

1. Cerveja Louvada Benedita Coffee Stout

Cerveja do estilo American Stout. Leva em sua receita furrundu, um doce típico cuiabano, além de adição de café. Nos aromas e sabores (únicos!), traz notas de torra fresca de café e nuances de cacau. A cerveja Benedita Coffee Stout foi medalha de prata no Concurso Brasileiro de Cervejas 2021.

Coloração: negra
Temperatura ideal: 4º a 8ºC
Amargor: alto
Teor alcoólico: 6,5%
Sugestão de harmonização: chocolate, comida mexicana e panacota.

2. Cerveja Fuller’s London Porter 

Considerada mundialmente como a mais fina Porter, ela já foi premiada em todo o mundo. Uma cerveja intensa, cremosa e elaborada a partir de uma mistura de maltes Brown, Crystal e Chocolate, balanceada pelo tradicional lúpulo Fuggles. No sensorial traz notas de chocolate, biscoito, toffee e café, característicos do estilo.

Coloração: cobre/ âmbar
Temperatura ideal: 8º a 10ºC
Amargor: moderado
Teor alcoólico: 5%
Sugestão de harmonização: sorvete de creme, carnes de caça e aves.

3. Cerveja Chicago Blues Castanheira

A tosta da castanheira realça os sabores adocicados e agrega notas amendoadas e de castanha na cerveja. A maturação com madeira traz mais complexidade para a cerveja devido à troca de aromas e sabores entre a bebida e a madeira. Essa cerveja traz ainda as características típicas do estilo no aroma e sabor, com notas de café e chocolate. Uma bela opção para apreciar em dias de clima mais frio.

Coloração: negra
Temperatura ideal: 6º a 10ºC
Amargor: moderado
Teor alcoólico: 6,3%
Sugestão de harmonização: chocolate com bacon, sorvete de creme e petit gateau.

4. Cerveja Dama Bier Stout 

Produzida com três diferentes maltes e dois tipos de lúpulos cuidadosamente selecionados para proporcionar uma sensação complexa e agradável na boca. Encorpada, com sabor suave que lembra uma mistura de café, chocolate e caramelo. Já foi premiada três vezes, levando medalha de prata no International Beer Challenge 2015 na categoria Stouts & Porters; medalha de prata no Australian Beer Awards 2015 na categoria Stout; e medalha de ouro no World Beer Awards 2015 na categoria Sout & Porter.

Coloração: negra
Temperatura ideal: 8º a 12ºC
Amargor: moderado
Teor alcoólico: 5,5%
Sugestão de harmonização: carnes grelhadas, musse de chocolate e sorvete de creme.

Por Janayna Villani

Veja Também