Diário Logo

O Diário Logo

4 dicas para conhecer as maravilhas do arquipélago de Tonga

Localizado na Polinésia, Tonga é um arquipélago exuberante composto por 170 ilhas, das quais apenas cerca de 36 são habitadas. Situado no Oceano Pacífico Sul, é conhecido por sua beleza natural deslumbrante, águas cristalinas e praias intocadas. Com uma rica herança cultural polinésia, Tonga possui uma sociedade profundamente enraizada em tradições e costumes ancestrais. Sua […]

11 de abril de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

Localizado na Polinésia, Tonga é um arquipélago exuberante composto por 170 ilhas, das quais apenas cerca de 36 são habitadas. Situado no Oceano Pacífico Sul, é conhecido por sua beleza natural deslumbrante, águas cristalinas e praias intocadas.

Com uma rica herança cultural polinésia, Tonga possui uma sociedade profundamente enraizada em tradições e costumes ancestrais. Sua capital, Nuku’alofa, é o centro político e cultural do país, enquanto as ilhas oferecem aos visitantes uma variedade de experiências únicas.

A seguir, confira 4 dicas para aproveitar o melhor de Tonga!

1. O reino de Tonga

Conheci esse país da Oceania, na Polinésia, durante uma viagem às ilhas do Pacífico Sul, em um roteiro que incluiu as paradisíacas Fiji e Samoa. Escolhi Tonga porque é um dos poucos lugares no mundo onde ainda é permitido mergulhar com baleias-jubartes no seu habitat natural. Chegando lá, me encantei com as praias de areias branquinhas e águas azul-turquesa, com seu povo alegre e cultura exótica. A melhor época para ir é entre abril e outubro.

2. Como chegar

O caminho mais fácil a partir do Brasil é voar para Auckland, na Nova Zelândia. Sua capital Nuku’Alofa fica a aproximadamente três horas de avião dali. Para chegar às melhores ilhas, como Vava’u ou Ha’apai, é preciso pegar um voo doméstico operado pela companhia aérea Real Tonga.

Pessoa nadando com baleia
É possível nadar com baleias, contudo há regras estritas para proteger o bem-estar dos animais (Imagem: Mark Nyman | Shutterstock)

3. Nadando com as baleias-jubartes

Foi uma experiência incrível, emocionante e inesquecível em minha vida! Um encontro único e que só acontece em alguns meses do ano, quando as baleias vêm da Antártica à procura de locais seguros para cuidar de seus filhotes. Elas ficam por lá até que eles ganhem força, resistência e estejam preparados para o retorno às terras geladas do sul. É possível nadar com elas, mas há regras para assegurar o bem-estar dos animais, a fim de evitar que mudem seu comportamento natural na interação com os que se aventuram em suas águas.

4. O que fazer

Além de nadar com as baleias e curtir as outras ilhas nos quatro arquipélagos principais, você pode visitar Nuku’alofa, em um passeio de volta inteira pela ilha principal, a Tongatapu. Não deixe de conhecer o Palácio Real, o famoso coqueiro de três cabeças e os espetaculares blow holes. Eles são gêiseres de águas que jorram por mais de 5 quilômetros de recifes ao longo da costa da ilha, em um verdadeiro espetáculo da natureza.

Por Flávia Ribeiro – revista Qual Viagem

Na busca pelo que faz seu coração vibrar, ela já colocou em seu currículo de viajante aventuras como descer corredeiras na Nova Zelândia, mergulhar em naufrágios da Segunda Guerra Mundial no Mar Vermelho, pedalar nas curvas da estrada da morte na Bolívia, fazer trekking em locais incríveis na Patagônia e por aí vai.

Veja Também