Diário Logo

O Diário Logo

5 dicas para definir o tema do quarto do bebê

Preparar o quarto para a chegada de um novo filho é um dos momentos mais especiais para os pais. Além disso, é uma tarefa muito prazerosa e repleta de amor. As opções de temas são inúmeras e variadas, como animais, esportes, personagens, formas geométricas, entre muitos outros. Por isso, confira 5 dicas que vão te […]

24 de junho de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

Preparar o quarto para a chegada de um novo filho é um dos momentos mais especiais para os pais. Além disso, é uma tarefa muito prazerosa e repleta de amor. As opções de temas são inúmeras e variadas, como animais, esportes, personagens, formas geométricas, entre muitos outros.

Por isso, confira 5 dicas que vão te ajudar a encontrar uma temática para o espaço do seu bebê.

1. Opte por temas que transmitem a personalidade da criança

Para a arquiteta e urbanista Marina Belotto, a escolha do tema não deve ser feita visando apenas aquilo que está na moda, para não ser algo sem identidade. Ela sugere optar por algo que esteja relacionado com a história da família, com a expectativa de personalidade da criança e que seja atemporal. “Eu gosto de pensar que escolher o tema reflete muito do emocional daquele momento”, afirma.

2. Selecione os itens de acordo com o tema

Definir a temática do quarto é importante para não sair comprando tudo que encontra pela frente. Assim, fica mais fácil de selecionar somente os itens que estão relacionados com o espaço. Isso também ajuda a economizar dinheiro.

3. Considere o crescimento da criança

No momento de escolher o tema para o quarto, deve-se levar em consideração que o bebê crescerá, logo, os gostos dele poderão mudar ao longo do tempo. Por isso, pensar em temáticas que funcionem nos primeiros anos de vida da criança e que possam ser adaptadas facilitará o trabalho no futuro.

“Pegar um conceito de estilo, criar uma cartela de cores e materiais e fazer uma base mais neutra, que possa acompanhar essa transformação, e aí introduzir elementos temáticos em almofadas, papel de parede e objetos que possam ser trocados mais para frente, é uma solução que adoto muito não só em quarto de bebê, mas também em quarto de crianças e adolescentes”, explica a designer de interiores Mimy Anselmo.

Quarto de bebê com parede azul, berço, cômoda e luminária
O ideal é escolher uma paleta de cor que permita usar mais tons em outros elementos decorativos (Imagem: Pixel-Shot| Shutterstock)

4. Escolha cores versáteis

Escolha uma paleta de cor agradável e versátil, que possa harmonizar facilmente com diversos elementos decorativos. Tons neutros ou suaves são ideais como base, permitindo a inclusão de detalhes temáticos por meio de acessórios, roupas de cama e decorações. 

5. Incorpore texturas diferentes

Os bebês têm uma curiosidade natural e adoram explorar diferentes texturas. Escolha um tema que permita incluir uma variedade de texturas, como tapetes felpudos, cortinas leves, brinquedos de pelúcia e almofadas variadas. Isso não apenas enriquece a decoração, mas também oferece estímulos sensoriais essenciais para o desenvolvimento do bebê.

“Estudos mostram que crianças que têm um espaço de dormir e brincar bem-organizado e estimulante tendem a apresentar maior independência, criatividade e concentração. Além disso, essas crianças também demonstram uma maior capacidade de lidar com desafios e resolver problemas, habilidades fundamentais para seu crescimento e desenvolvimento”, explica a psicóloga Marilia Scabora.

Veja Também