Diário Logo

O Diário Logo

5 hábitos que aceleram o envelhecimento da área dos olhos

Genética, exposição solar, poluição, estresse, noites mal dormidas e marcas de expressão, adicione tudo isso e o resultado são “pés de galinha”, olheiras e bolsas ao redor dos olhos. Ninguém está imune ao envelhecimento natural da pele, mas alguns maus hábitos potencializam o quadro de forma substancial.  Por isso, a Dra. Paola Pomerantzeff, dermatologista e membro […]

6 de maio de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

Genética, exposição solar, poluição, estresse, noites mal dormidas e marcas de expressão, adicione tudo isso e o resultado são “pés de galinha”, olheiras e bolsas ao redor dos olhos. Ninguém está imune ao envelhecimento natural da pele, mas alguns maus hábitos potencializam o quadro de forma substancial. 

Por isso, a Dra. Paola Pomerantzeff, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, aponta os maus hábitos mais comuns e dá dicas de como evitar e amenizar o envelhecimento precoce dessa região. Confira! 

1. Esfregar a área dos olhos 

É de conhecimento geral que devemos remover toda a maquiagem antes de dormir. Porém, remover não quer dizer esfregar, mesmo que algumas sombras e rímeis à prova d’água sejam teimosos em sair da pele.

“Remover a maquiagem de forma indelicada pode causar danos à pele delicada dos olhos, o que pode resultar em olheiras. Utilize um removedor de maquiagem à base de óleo. Uma solução micelar também pode fazer o trabalho sem precisar enxaguar o rosto”, afirma a Dra. Paola Pomerantzeff. 

2. Não utilizar cremes 

Um creme para os olhos é um dos componentes mais importantes da sua rotina antienvelhecimento. Segundo a Dra. Paola Pomerantzeff, a pele ao redor dos olhos é a mais fina de todo o corpo, o que a torna muito mais sensível e suscetível a danos, e, além disso, piscamos milhares de vezes ao dia, ou seja, esse movimento constante gera os primeiros sinais de envelhecimento.

Mulher sorrindo se olhando no espelho passando creme na região dos olhos
Existem diferentes tipos de cremes para a região dos olhos (Imagem: Ground Picture | Shutterstock)

3. Utilizar o creme errado 

Os cremes para a região dos olhos são distintos e criados para diferentes funções. “Para linhas finas ou pés de galinha, procure um creme que contenha retinol. Para olheiras, o ideal é utilizar cremes que contenham agentes clareadores como vitamina C, alcaçuz e niacinamida; vitamina K e arnica também são eficazes para aliviar o inchaço e melhorar a aparência da descoloração”, explica a dermatologista. 

No caso dos inchaços e bolsas ao redor dos olhos, além de reduzir o consumo de alimentos salgados e álcool – principais culpados por acúmulo de líquidos sob os olhos –, a médica recomenda utilizar um creme que contenha cafeína. “Ela estimula a circulação e contrai os vasos sanguíneos sob a pele, diminuindo a aparência dos olhos inchados. Como antioxidante, também protege a pele dos danos causados pelo sol”, completa a Dra. Paola Pomerantzeff. 

4. Aplicar o creme de maneira incorreta

A maneira de aplicar o creme também faz grande diferença. Conforme explica a dermatologista, a maneira correta é: “Depois de lavar o rosto e antes de aplicar o sérum e o hidratante, use uma quantidade de creme para os olhos ou gel do tamanho de uma ervilha. Aguarde alguns minutos antes de aplicar seu protetor solar ou maquiagem para garantir que o produto seja completamente absorvido.”

5. Alimentação errada 

Um estilo de vida saudável continua sendo a melhor defesa contra os olhos envelhecidos. “Em sua dieta, verifique se há alimentos ricos em nutrientes necessários para a pele mais brilhante e mais jovem ao redor dos olhos: a vitamina K, que incentiva a produção de colágeno e o crescimento de novas células, a vitamina C, que ilumina a pele e previne mais danos, e a vitamina B, que aumenta a produção de ácidos graxos, o que ajuda a pele a reter a elasticidade”, finaliza a dermatologista.

Por Maria Claudia Amoroso 

Veja Também