Diário Logo

O Diário Logo

5 nutrientes que ajudam a prevenir a queda de cabelo

A queda de cabelo pode ter diversas causas, desde fatores genéticos até questões hormonais e estresse. Entre essas razões, a deficiência de nutrientes importantes desempenha um papel significativo, afetando tanto a saúde dos fios quanto a do corpo como um todo. Isso porque a falta deles pode enfraquecer os folículos capilares, levando à queda. No […]

4 de julho de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

A queda de cabelo pode ter diversas causas, desde fatores genéticos até questões hormonais e estresse. Entre essas razões, a deficiência de nutrientes importantes desempenha um papel significativo, afetando tanto a saúde dos fios quanto a do corpo como um todo. Isso porque a falta deles pode enfraquecer os folículos capilares, levando à queda.

No entanto, o médico Iago Ferreira Carega, especialista capilar e tricologista da clínica especialista em transplante capilar e ciências capilares de Guarulhos, Vitta Capelli, explica que o consumo de nutrientes, por exemplo, não soluciona definitivamente a queda dos cabelos, mas auxilia no fortalecimento e desenvolvimento dos fios, pois são fatores coadjuvantes. 

Abaixo, o médico lista alguns nutrientes importantes para ajudar a prevenir a queda de cabelo. Confira!

1. Vitamina A

A vitamina A auxilia na produção de queratina e colágeno, principais fatores para a composição dos fios. Sua função mais importante é o crescimento capilar. O sebo protege e hidrata o couro cabeludo, sendo que a deficiência dessa vitamina contribui para a queda capilar. Portanto, sua reposição é essencial para amenizar o problema.

Fontes naturais de vitamina A: 

  • Ovos
  • Óleo de fígado de bacalhau
  • Batata-doce
  • Ameixa seca
  • Cenoura crua ou cozida
  • Fígado de frango ou de vaca
  • Leite de vaca
  • Espinafre cru ou cozido
  • Manga

2. Vitamina B

As vitaminas do complexo B auxiliam significativamente na saúde capilar, ajudando na prevenção do envelhecimento dos fios e na queda. A ingestão da biotina, riboflavina, B3, B5, B12 e ácido fólico são os principais componentes. A vitamina B3 auxilia também no aumento da circulação no couro cabeludo, e a B5 previne a perda de coloração natural dos fios. A B12 é a principal para a saúde capilar, pois está presente nos principais processos do organismo. 

Fontes naturais de vitamina B12:

  • Leites e derivados
  • Ovos
  • Peixes como atum e salmão
  • Ostras
Mulher sentada em bancada tomando suco de laranja, ela está vestindo uma camiseta branca e uma camisa azul.
A vitamina C auxilia no fortalecimento capilar e na produção de colágeno (Imagem: New África | Shutterstock)

3. Vitamina C

A vitamina C auxilia no fortalecimento capilar, na hidratação, na produção de colágeno e tem ação antioxidante. Para absorver esse nutriente da melhor maneira, tenha uma alimentação natural.

Fontes naturais de vitamina C:

  • Morango
  • Tomate
  • Laranja
  • Limão
  • Kiwi
  • Pimentão
  • Caju
  • Mamão
  • Carambola

4. Ferro

O ferro ajuda de forma muito eficaz no combate à queda capilar, pois coopera na oxigenação dos folículos capilares, ajudando na resistência dos fios, além de auxiliar contra a anemia, doença que pode gerar a queda de cabelo.

Alimentos ricos em ferro:

  • Feijão
  • Couve-flor
  • Espinafre
  • Beterraba
  • Fígado bovino
  • Grão-de-bico
  • Tofu
  • Lentilha
  • Nozes e amêndoas

5. Zinco

O zinco ajuda no fortalecimento dos fios capilares, pois contribui para a formação de queratina, para a multiplicação celular e para a produção de colágeno.

Alimentos ricos em zinco:

  • Carne bovina e de frango
  • Camarões
  • Sementes de abóbora
  • Ostras
  • Castanhas

Ingestão equilibrada de vitaminas

Segundo o médico, o excesso de vitaminas também pode prejudicar a saúde dos cabelos, assim como a falta delas. Portanto, o uso suplementos alimentares que combatem a queda dos fios precisa ser recomendado por um médico ou especialista capilar.

“Após identificar a queda intensa dos cabelos, procure uma clínica de medicina capilar para avaliar o seu caso e indicar os melhores tratamentos e procedimentos segundo suas necessidades. Dessa forma, se as causas forem a falta de vitaminas, você terá um parâmetro de quanto irá investir nelas para combater este mal e quantas doses diárias terá que ingerir”, conclui Iago Ferreira Carega.

Por Higor Vicente

Veja Também