Diário Logo

Notizia Logo

7 benefícios do consumo de peixe para a saúde

O consumo de peixe tem sido celebrado ao longo dos séculos não apenas por seu sabor delicioso, mas também por favorecer a saúde do corpo. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde (OMS), recomenda o consumo de 1 a 2 porções de pescado por semana para prevenir e controlar diversas doenças. Além […]

26 de março de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

O consumo de peixe tem sido celebrado ao longo dos séculos não apenas por seu sabor delicioso, mas também por favorecer a saúde do corpo. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde (OMS), recomenda o consumo de 1 a 2 porções de pescado por semana para prevenir e controlar diversas doenças. Além disso, é um ingrediente incrivelmente versátil que pode ser utilizado para criar uma variedade de pratos deliciosos e saudáveis.

Por isso, a seguir, confira 7 benefícios do consumo de peixe para a saúde!

1. Promove a saúde cardiovascular

Os ácidos graxos ômega 3 presentes no peixe ajudam a reduzir os níveis de triglicerídeos (gorduras do organismo) no sangue, diminuindo a pressão arterial e a formação de coágulos sanguíneos. No entanto, para obter tais benefícios, é preciso cuidado com o modo de preparo.

“Deve-se excluir a versão empanada frita! Use a versão empanada na farinha de amêndoas e no forno! Exclua dos temperos itens que contenham glutamato monossódico, amido modificado, xaropes e maltodextrinas”, recomenda a nutricionista Fernanda Paulucci.

2. Melhora a saúde do cérebro

Devido ao seu alto teor de DHA, componente crucial dos tecidos cerebrais associado a diversos benefícios, os peixes melhoram a função cerebral em adultos e reduzem o risco de doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer. Além disso, segundo a nutricionista Marianne Fazzi, o ômega 3 presente em sua composição, bem como as vitaminas B, C e E, favorece a formação de membranas cerebrais.

“As membranas das bilhões de células cerebrais são construídas a partir do ômega 3. Há evidências que relacionam o baixo consumo desse ácido graxo a problemas cognitivos e que ele auxilia no tratamento de inflamações no cérebro. Além disso, as proteínas do complexo B estão associadas à produção de neurotransmissores, enquanto as vitaminas E, C e selênio possuem ação antioxidante, retardando o envelhecimento das células do cérebro”, explica a especialista.

3. Evita problemas oculares

Peixes como o salmão, atum, sardinha e cavala são ricos em vitamina A e ácidos graxos ômega 3, que ajudam a prevenir problemas oculares como síndrome do olho seco, cataratas e degeneração macular relacionada à idade (DMRI).

4. Auxilia na perda de peso

Fonte de proteína magra e com baixo teor de gordura, os pescados ajudam a manter a massa muscular e aumentam a sensação de saciedade, reduzindo o consumo de calorias e gorduras saturadas ao longo do dia. No entanto, é importante notar que apenas o consumo de peixe não garante a perda de peso. É essencial adotar uma dieta balanceada, bem como praticar exercícios físicos regulares e manter hábitos de vida saudáveis.

“Nosso corpo é uma máquina perfeita e programada para sobreviver. Dessa forma, tudo o que comemos e que não será utilizado pelo organismo é armazenado em forma de gordura, nossa reserva de energia. O importante é saber a quantidade correta e adequada para suas necessidades, de modo a não ter excesso ou deficiência”, explica a nutricionista Kelly Balieiro.

Mulher deitada em uma cama dormindo
O peixe contém proteínas de alta qualidade que favorecem a qualidade do sono (Imagem: Damir Khabirov | Shutterstock)

5. Melhora o sono

Os peixes contêm proteínas de alta qualidade, o que contribui para o sono, já que esses nutrientes ajudam a regular os níveis de açúcar no sangue e mantêm os níveis de energia estáveis ao longo do dia. O indicado é consumir truta, salmão e sardinha, ricos em ômega 3 e vitamina B6, responsáveis por, respectivamente, reduzir a apneia do sono e produzir melatonina.

6. Alivia os sintomas da artrite

Os tipos de pescados citados anteriormente também podem ser utilizados para ajudar a reduzir inflamações nas articulações e a aliviar as dores da artrite, porque os ácidos graxos ômega 3 presente neles melhoram a rigidez nas articulações e a amplitude dos movimentos.

“[O ômega 3] é um importante ácido graxo anti-inflamatório. Ele auxilia no processo de recuperação de diversas células do organismo, por fazer parte da estrutura delas”, completa Ricardo Zanuto, nutricionista e mestre e doutor em Fisiologia Humana e Biofísica.

7. Fortalece ossos e dentes

Alguns tipos de peixe, como salmão, sardinha e atum, são boas fontes vitamina D, que desempenha um papel crucial na saúde dos ossos e dentes. “A vitamina D melhora a capacidade do corpo em combater infecções, auxilia na absorção de cálcio, fósforo e minerais importantes para a saúde óssea”, explica a Dra. Jackeline Barbosa, vice-presidente da área médico-científica da Herbarium, indústria farmacêutica líder e referência em fitoterápicos no Brasil.

Veja Também