Diário Logo

O Diário Logo

7 benefícios do whey protein e como inseri-lo na dieta

O whey protein é um suplemento alimentar derivado do soro do leite. Ele é amplamente conhecido por sua riqueza em proteínas de alta qualidade, contendo todos os aminoácidos essenciais necessários para o corpo humano. Quando consumido, ele é rapidamente digerido e absorvido pelo organismo, o que o torna uma escolha popular entre atletas, fisiculturistas e […]

3 de junho de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

O whey protein é um suplemento alimentar derivado do soro do leite. Ele é amplamente conhecido por sua riqueza em proteínas de alta qualidade, contendo todos os aminoácidos essenciais necessários para o corpo humano. Quando consumido, ele é rapidamente digerido e absorvido pelo organismo, o que o torna uma escolha popular entre atletas, fisiculturistas e aqueles que buscam melhorar sua saúde geral.

Abaixo, confira alguns benefícios do whey protein e como consumir corretamente!

1. Aumento de massa muscular

O whey protein auxilia no aumento da massa muscular devido à sua composição rica em aminoácidos essenciais. Quando consumido após o treinamento de resistência, por exemplo, ele proporciona uma rápida disponibilização de aminoácidos aos músculos, facilitando a recuperação e promovendo a hipertrofia.

“Independentemente de ir à academia ou não, esse suplemento pode ser bem-vindo, sem exageros, na rotina de qualquer pessoa que não tenha contraindicação. Inclusive, é um suplemento de grande valia para prevenir e ajudar a tratar a sarcopenia, auxiliando na manutenção da massa magra, freando a perda de músculos que ocorre com o avanço da idade”, explica a nutróloga Dra. Marcella Garcez.

2. Ajuda na perda de peso

Proteínas são mais saciantes do que carboidratos e gorduras, o que significa que consumir whey protein pode ajudar a reduzir o apetite e a ingestão calórica total, facilitando o controle do peso. Além disso, é conhecido por aumentar o metabolismo, ajudando o corpo a queimar mais calorias durante o processo de digestão e metabolização das proteínas.

3. Rapidamente absorvido pelo organismo

O whey protein é particularmente benéfico para pessoas com dificuldades digestivas devido à sua alta digestibilidade e biodisponibilidade. Este tipo de proteína é rapidamente absorvido pelo organismo, o que minimiza o desconforto gastrointestinal frequentemente associado a outras fontes de proteína mais difíceis de digerir.

4. Favorece a saúde capilar

O whey protein pode contribuir para a saúde capilar devido ao seu rico perfil de aminoácidos essenciais, que são fundamentais para a síntese de queratina, a principal proteína estrutural do cabelo. “Oitenta por cento do nosso couro cabeludo é formado por proteínas, e o Whey Protein tem aquelas necessárias para deixar os fios mais fortes e saudáveis”, acrescenta Marcos Kawasaki, dermatologista e fundador da Novofio, clínica de transplantes e tratamentos capilares.

Mulher tomando whey protein
O whey protein ajuda a estimular a produção de colágeno (Imagem: Eldar nurkovic | Shutterstock)

5. Beneficia a saúde óssea

O whey protein pode ter um impacto positivo na saúde óssea. “A ingestão adequada de proteínas é vital para sustentar a saúde óssea e garantir sua estruturação adequada, juntamente a outros nutrientes essenciais”, explica a Dra. Iana Mizumukai de Araújo, nutricionista da Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (ABRASSO). Isso porque as proteínas de alta qualidade ajudam a estimular a produção de colágeno, fundamental na estrutura óssea.

6. Ação antioxidante

O whey protein pode ajudar a aumentar os níveis de glutationa no corpo, um dos antioxidantes mais potentes e abundantes nas células humanas. A glutationa é importante para a proteção celular contra os danos oxidativos causados por radicais livres, que podem levar ao envelhecimento precoce e ao desenvolvimento de várias doenças crônicas.

“As células do nosso corpo estão constantemente sujeitas a danos tóxicos pela formação de radicais livres, que são provenientes de reações que ocorrem na membrana das células, e são responsáveis pela ocorrência de diversas enfermidades e processos degenerativos do organismo humano”, explica o cardiologista Bruno Ganem.

7. Ajuda a imunidade

O whey protein pode fortalecer o sistema imunológico devido à sua rica composição de peptídeos bioativos que desempenham papéis importantes na defesa do organismo. As imunoglobulinas, por exemplo, são anticorpos que ajudam a combater infecções, enquanto a lactoferrina possui propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias.

Conforme a farmacêutica Paula Molari Abdo, o sistema imunológico é composto por uma série de células que mantêm a defesa do corpo, protegendo o organismo contra doenças e infecções causadas por agentes externos como bactérias, vírus e parasitas. Quando a imunidade está baixa, o corpo encontra dificuldade para se proteger, deixando o organismo mais exposto às chamadas doenças oportunistas.

Consumo correto de whey protein

Uma das formas mais comuns de consumir o whey protein é misturando uma porção com água, leite ou suco, criando um shake proteico que pode ser consumido como um lanche entre as refeições ou após o exercício para promover a recuperação muscular.

As necessidades diárias de proteína variam de acordo com a fase da vida e as condições de saúde. “Apenas o médico poderá realizar uma avaliação nutricional, levando em consideração fatores como idade, peso, sexo, altura, histórico familiar de saúde e intensidade da atividade física, para recomendar a quantidade ideal de proteína para o seu organismo e a melhor forma de ingeri-la sem colocar sua saúde em risco”, pontua a Dra. Marcella Garcez.

Isso porque consumi-la em excesso pode ser prejudicial à saúde, podendo sobrecarregar órgãos como rins e fígado, aumentar a ingestão calórica e contribuir para o ganho de peso. “É preciso levar em consideração os outros alimentos ricos em proteína que consumimos ao longo do dia e, quando somados, podem acabar excedendo as recomendações diárias desse nutriente”, explica a endocrinologista Deborah Beranger.

Veja Também