Diário Logo

O Diário Logo

7 dicas para lidar com o namoro na adolescência dos filhos

À medida que o Dia dos Namorados se aproxima, muitos jovens podem estar vivenciando as emoções do primeiro namoro. Este é um período de descobertas e intensos sentimentos, mas também pode ser um momento de ansiedade para os pais, que observam seus filhos navegando nas águas, muitas vezes turbulentas, das relações amorosas pela primeira vez. […]

11 de junho de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

À medida que o Dia dos Namorados se aproxima, muitos jovens podem estar vivenciando as emoções do primeiro namoro. Este é um período de descobertas e intensos sentimentos, mas também pode ser um momento de ansiedade para os pais, que observam seus filhos navegando nas águas, muitas vezes turbulentas, das relações amorosas pela primeira vez.

Segundo a psicóloga Patrícia Peixoto, especialista em Neuropsicologia e Terapia Cognitivo-Comportamental, é fundamental que os pais se mantenham presentes e receptivos, oferecendo suporte sem invadir a privacidade dos jovens. Por isso, ela sugere algumas dicas práticas para ajudá-los a lidar com esta nova fase dos filhos de forma saudável e construtiva. Confira! 

1. Diálogo aberto

Encoraje conversas abertas e sem julgamentos sobre relacionamentos e sentimentos. É importante que os adolescentes sintam que podem compartilhar suas experiências e dúvidas sem medo de repreensão ou desdém.

2. Estabeleça limites

Enquanto é essencial oferecer certo grau de liberdade, é igualmente importante definir limites claros que garantam a segurança e o bem-estar do adolescente. Por isso, discuta expectativas sobre horários, encontros e comunicação.

3. Educação afetiva e sexual

Providencie informações corretas e apropriadas sobre saúde sexual e afetiva. A falta de informação pode levar a mitos e concepções erradas sobre relacionamentos e sexo.

Mãe e filha sentadas juntas e com o rosto próximo, uma de frente para a outra e com o sorrindo
É importante respeitar a individualidade dos filhos (Imagem: Gladskikh Tatiana | Shutterstock)

4. Respeite a individualidade

Cada adolescente é único e pode experimentar seus relacionamentos de maneira diferente. Respeitar essa individualidade é crucial para que eles desenvolvam autoconfiança e autoestima.

5. Seja um modelo positivo

Demonstre relacionamentos saudáveis em sua própria vida. Os adolescentes aprendem frequentemente por observação, e ver seus pais ou responsáveis envolvidos em interações positivas pode servir como um modelo valioso para suas próprias relações.

6. Dê apoio nas dificuldades

Esteja pronto para oferecer apoio se o relacionamento terminar ou se tornar difícil. O fim de um namoro pode ser especialmente doloroso e confuso para um jovem, e o suporte emocional dos pais é fundamental.

7. Fortaleça a relação com os filhos 

A psicóloga Dra. Cristiane Pertusi, especialista em atendimento familiar, complementa que é crucial entender que o primeiro namoro pode ser uma experiência fundamental para o desenvolvimento da identidade pessoal e social dos jovens.

“Os pais devem encorajar a autoexploração e o autoconhecimento, elementos que ajudam o adolescente a estabelecer relações mais saudáveis e equilibradas. Acompanhar de perto, mas com respeito ao espaço do jovem, é a chave para um suporte efetivo durante essa fase de descobertas”, afirma.

Embora o primeiro namoro possa ser desafiador para os pais, é também uma oportunidade excelente para fortalecer a relação com os filhos e guiá-los por meio de um aspecto crucial do amadurecimento. Com comunicação, respeito e orientação adequada, é possível ajudar os filhos a navegar seus primeiros passos no mundo complexo dos relacionamentos amorosos. É uma jornada que, embora repleta de desafios, também está cheia de crescimento e aprendizado tanto para os pais quanto para os adolescentes.

Por Taís Lopes

Veja Também