Diário Logo

O Diário Logo

7 tonalidades naturais para usar na decoração da casa

Conheça a tendência no design de interiores, tons naturais estão recebendo um destaque maior nas casas

28 de junho de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

Nos últimos anos, certas tendências de design de interiores não apenas se destacaram, mas também se mantiveram relevantes ao ajudar a criar ambientes e decoração tanto elegantes quanto acolhedores. Os tons naturais, por exemplo, têm ganhado destaque significativo. Este fenômeno reflete um período em que buscamos conexões profundas – com a natureza, com outros indivíduos e nós mesmos.

Para explorar melhor essa tendência no décor, as arquitetas Carina e Ieda Korman, líderes do escritório Korman Arquitetos, analisam o apelo duradouro dessas cores e exemplificam como podem ser integradas de maneira harmoniosa em uma variedade de estilos decorativos. Confira!

Por dentro do hype

A busca crescente por bem-estar e conforto dentro das residências é o fator-chave para torná-las uma escolha bastante popular e relevante no design moderno. Mas não só isso, as profissionais da Korman Arquitetos explicam que as cores naturais são muito apreciadas pela capacidade de conceber um ambiente que parece estar sempre atualizado e nunca fora de moda.

“Sem dúvidas, é uma forma de trazer a natureza para dentro de casa, algo que se tornou ainda mais importante nos últimos anos, com as pessoas buscando um refúgio contra o estresse cotidiano”, ressalta Carina Korman.

Essas cores despertam sensações de calma e tranquilidade que atribuem um impacto psicológico positivo. Além disso, elas são extremamente democráticas e podem ser adaptadas para qualquer tipo de projeto, complementa Ieda Korman.

“Sua versatilidade permite que sejam integradas em diversos estilos decorativos, desde o escandinavo ao rústico, garantindo uma estética atemporal“, diz. Além disso, as arquitetas analisam que a paleta está sempre em movimento, uma vez que sempre recebem atualizações por meio do desenvolvimento de novas tonalidades.

Cores do momento

As arquitetas garantem que a especificação dessas cores não se refere a uma moda passageira, pois oferecem uma paleta atemporal. Veja algumas dessas tonalidades e suas características únicas na decoração:</p>&lt;/p>

1. Bege areia

Este tom suave é ideal para obter uma base neutra em qualquer ambiente. “O bege areia é extremamente versátil e pode ser empregado em qualquer cômodo, trazendo luminosidade e um toque de sofisticação”, comenta Ieda Korman.

Ainda segundo ela, se sintoniza bem com outros tons, proporcionando um pano de fundo perfeito para o décor. No entanto, se aplicado em excesso, torna o ambiente monótono ou sem personalidade e, para evitar esse erro, é recomendada a complementação com texturas e acessórios variados.

2. Marrom chocolate

Profundo e sofisticado, o marrom chocolate adiciona luxo e calor aos ambientes. “É ideal para detalhes em móveis de madeira ou acentos decorativos”, indica Carina Korman. A cor tem o poder de transformar uma sala comum em um espaço muito elegante. “Mas se usado demais pode endurecer a decoração. Por isso, combinamos com outras cores mais claras e iluminação adequada”, alerta.

3. Terracota

Sua versatilidade permite a presença tanto em grandes superfícies quanto em detalhes. Vibrante, a terracota evoca o calor e pode ser aplicada em paredes ou acessórios para um toque mediterrâneo”, destaca Ieda Korman. Porém, sua intensidade pode dominar o ambiente se não for executada com moderação.

4. Verde oliva

Remetendo às folhas das árvores, o verde oliva é relaxante. “Gosto muito quando o intuito é oferecer um ambiente natural e sereno, funcionando bem em salas de estar e quartos”, afirmam as arquitetas da Korman Arquitetos. Essa cor evoca frescor e conexão com o exterior, mesmo em ambientes urbanos.

sala de estar com sofá cinza, tapete cinza e poltrona marrom e cinza
O cinza é um tom neutro que combina o melhor dos dois mundos: terrosos e modernos (Imagem: JP Image | Projeto: escritório Korman Arquitetos)

5. Cinza pedregulho

Este é um tom neutro que combina o melhor dos dois mundos: terrosos e modernos. “O cinza pedregulho é um convite à estabilidade e é perfeito para a arquitetura contemporânea de loft e estúdios”, diz Ieda.

Ademais, ela acrescenta que a cor se complementa perfeitamente com materiais como o aço, ferro e o vidro. Porém, em demasia ele deixa o ambiente frio ou impessoal e, para evitar esse equívoco, Ieda e Carina Korman recomendam combiná-lo com texturas e cores mais intensas.

6. Amarelo

Extasiante e alegre, o amarelo é ótimo para iluminar espaços e adicionar um toque mais quente. “Para quem tem medo de utilizar cores tão alegres, o amarelo pode marcar presença em detalhes como almofadas e mantas, entregando um efeito acolhedor”, sugere Carina Korman.

7. Vermelho telha

Quente e convidativo, o vermelho telha é magistral na formação de pontos focais em um ambiente e seu tom profundo converte uma área simples em um espaço cheio de personalidade. Atenção: assim como aconselhado para as cores anteriores, o exagero oprime o ambiente e a decoração.

Bônus: equilibrando com estilos decorativos

  • Escandinavo: vai bem com tons como bege areia e cinza pedregulho, sempre com o propósito de manter a estética minimalista e adicionar um toque de calor;
  • Boho: combinações de terracota, verde oliva e amarelo ocre resultam em uma atmosfera vibrante e acolhedora;
  • Rústico: marrom chocolate e vermelho telha são formidáveis para destacar a madeira e outros elementos naturais típicos desse estilo na decoração;
  • Moderno: para um visual contemporâneo, cinza pedregulho e verde oliva agregam uma elegância sutil.

Por Emilie Guimarães

LEIA MAIS EM VIVER BEM:

Veja Também