Diário Logo

O Diário Logo

8 curiosidades sobre o focinho do cachorro 

O focinho do cachorro desempenha um papel central na vida do animal e na forma como ele interage com o mundo ao redor. Além de ser uma poderosa ferramenta para detectar uma ampla gama de odores, o nariz tem funções que vão desde comunicação a regulação térmica. Ou seja, é cercado por uma infinidade de […]

23 de maio de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

O focinho do cachorro desempenha um papel central na vida do animal e na forma como ele interage com o mundo ao redor. Além de ser uma poderosa ferramenta para detectar uma ampla gama de odores, o nariz tem funções que vão desde comunicação a regulação térmica. Ou seja, é cercado por uma infinidade de curiosidades interessantes para descobrir. Por isso, a seguir, confira algumas delas! 

1. Marcas individuais 

Os padrões no nariz do cachorro são diferentes para cada animal, assim como as impressões digitais em humanos. Inclusive, há softwares capazes de identificar cães por meio do focinho, ajudando a encontrar animais perdidos. 

Além disso, dependendo da raça, cada nariz tem um formato e tamanho diferentes. Alguns são curtos e chatos, como os dos buldogues, enquanto outros, longos e pontiagudos, como os dos dobermans. 

2. Resfriamento 

Os cachorros usam o nariz para regular a temperatura corporal. Isso porque, diferentemente dos humanos, eles não possuem glândulas de suor. Quando estão quentes, podem respirar mais rápido, trazendo ar fresco por meio do focinho. 

3. Sentido do olfato 

O olfato dos cachorros é considerado por alguns um superpoder! Isso porque eles têm até 300 milhões de receptores olfativos, comparados aos 5 milhões dos humanos, o que permite detectar cheiros em concentrações extremamente baixas que nós, humanos, não conseguimos sentir. 

Pessoa fazendo um coração ao redor do focinho do cachorro
A umidade no focinho do cachorro ajuda na sensibilidade do olfato (Imagem: tanya.asfir | Shutterstock)

4. Umidade 

Se você tocar no nariz de um cachorro, perceberá que ele é úmido e gelado. Isso ocorre devido ao muco produzido para ajudar na absorção de moléculas de cheiro. A umidade também ajuda a melhorar a sensibilidade do olfato. 

5. Marcação territorial 

O cachorro não marca território apenas com xixi. As glândulas odoríferas no nariz do pet também são usadas para isso. Assim, quando ele esfrega o focinho em objetos ou áreas, ajuda a estabelecer uma identidade olfativa e a comunicar informações aos outros cães. 

6. Sensibilidade tátil 

Os focinhos dos cachorros são muito sensíveis ao toque e podem detectar até mesmo as mudanças mais sutis em sua superfície. Isso os ajuda a explorar o ambiente e a interagir com outros animais e objetos. 

7. Capacidade de reconhecimento 

Já percebeu que os cães têm o hábito de cheirar pessoas e outros animais? Isso acontece porque eles utilizam o olfato para identificar indivíduos pelo cheiro e associar esses odores a experiências passadas. 

8. Saúde e bem-estar 

O estado do focinho de um cachorro pode fornecer pistas importantes sobre sua saúde. Mudanças na cor, textura ou umidade possivelmente indicam problemas de saúde, como alergias, infecções ou desidratação. Por isso, ao identificar qualquer alteração, consulte um veterinário! 

Veja Também