Diário Logo

O Diário Logo

8 tipos de animais de estimação exóticos

Gatos e cachorros são os mais famosos entre os animais de estimação. Fofos e companheiros, proporcionam diversas alegrias. Porém, espécies exóticas também estão conquistando o coração de quem prefere um bichinho diferenciado. Mas, atenção: antes de escolher um animal de estimação exótico, é necessário buscar lugares que façam a venda de forma legalizada pelo Ibama […]

12 de abril de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

Gatos e cachorros são os mais famosos entre os animais de estimação. Fofos e companheiros, proporcionam diversas alegrias. Porém, espécies exóticas também estão conquistando o coração de quem prefere um bichinho diferenciado.

Mas, atenção: antes de escolher um animal de estimação exótico, é necessário buscar lugares que façam a venda de forma legalizada pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), pois a comercialização fora das normas é considerada tráfico.

Além disso, ofereça a eles um ambiente confortável e respeite as necessidades de cada espécie. Muitos deles precisam de um espaço maior. Se você não possui, talvez seja melhor repensar a escolha. E, sempre que possível, adote em vez de comprar.

A seguir, conheça 8 tipos de animais de estimação exóticos!

1. Miniporco

Miniporco vestindo roupa colorida
Pelagem do miniporco precisa de cuidados especiais (Imagem: Vyshnova | Shutterstock)

Ter um miniporco dá trabalho, assim como cães e gatos. Ele precisa ir ao veterinário duas vezes por ano, ser vacinado, e a pelagem demanda cuidado especial e hidratação uma vez por semana. Ao optar por adotar esse animal, saiba que ele vive em média 18 anos. É um bichinho fofo, que gosta de brincar e receber carinho e atenção.

2. Iguana

Uma iguana em uma árvore
Iguana necessita de cuidados com relação à temperatura (Imagem: Angela N Perryman | Shutterstock)

Um dos animais domésticos exóticos mais populares, a iguana é um réptil presente na América Central, América do Sul e no Caribe. Quando adulta, atinge quase 2 m de comprimento e, com os cuidados corretos, vive até 20 anos. É muito sensível ao calor e ao frio; logo, é necessário cuidado em relação à temperatura do ambiente ocupado por ela.

3. Minicoelho

Minicoelho em cima de uma mão
Minicoelho é inteligente e dócil (Imagem: Lamberrto | Shutterstock)

O minicoelho, uma graça, cabe na palma da mão e não faz barulho. Além disso, é inteligente, dócil e se dá bem com outros animais. O pelo dele é limpo e não tem cheiro. Ele aprende a fazer as necessidades fisiológicas no lugar em que o ensinar. A alimentação dele é à base de frutas, ração, legumes e verduras.

4. Pato-carolino

Dois patos-carolinos em um lago
Pato-carolino é fácil de ser cuidado (Imagem: Bappa Pabitra | Shutterstock)

O pato-carolino é uma ave fácil de ser cuidada. Às vezes, pode ser arisca, mas, se criada com humanos, torna-se mansa. Alimenta-se de sementes, plantas aquáticas e castanhas. Gosta de ficar em árvores e perto de lagos. Caso não tenha uma árvore, pode ser feita uma casinha de madeira com a alimentação próxima a ela. É indicado para quem mora em casa e possui espaço suficiente para ele.

5. Sagui-comum

Sagui-comum em cima de um tronco de árvore
Sagui-comum é um dos menores macacos já encontrados (Imagem: Marcelorpc | Shutterstock)

O sagui-comum, um dos menores macacos já encontrados, é tímido com humanos e não gosta de ser controlado, nem de passar frio. A alimentação é à base de ração, frutas, sementes de girassol e ovos. O lugar ideal para ele é em um viveiro, onde bata sol e longe de correntes de ar.

6. Cobra

Cobra-do-milho em cima de uma flor
Cobra-do-milho é uma das espécies não peçonhentas autorizadas para criação pelo Ibama (Imagem: Galina Savina | Shutterstock)

Também é possível ter cobras como animais de estimação. O Ibama autoriza a posse apenas de espécies não peçonhentas, como jiboia, cobra-do-milho, píton da índia e píton real. Algumas podem medir mais de 10 metros, outras não passam de 25 cm. São carnívoras e se alimentam principalmente de aves e pequenos mamíferos. Além disso, precisam viver em condições ideais de temperatura e umidade.

7. Dragão-barbudo

Dragão-barbudo em galho
Muito interativo, o dragão-barbudo gosta de explorar fora de seu habitat quando supervisionado (Imagem: tanya.asfir | Shutterstock)

O dragão-barbudo é um réptil fascinante, conhecido por sua expressão curiosa e pelas “barbas” que se expandem quando está excitado ou se sente ameaçado. Originário da Austrália, é relativamente fácil de cuidar, mas exige um terrário espaçoso com pontos de calor e de sombra para regular sua temperatura corporal. Sua dieta é variada, incluindo vegetais, frutas e insetos.

8. Ouriço-pigmeu-africano

Ouriço-pigmeu-africano
O ouriço-pigmeu-africano é tímido, mas curioso (Imagem: Todd Condon Photography | Shutterstock)

O ouriço-pigmeu-africano, pequeno mamífero com espinhos menos intimidantes do que seus parentes selvagens, é conhecido por sua natureza tímida, mas curiosa. Adapta-se bem à vida doméstica, desde que tenha um ambiente tranquilo e seguro para explorar. Alimenta-se de uma combinação de ração específica para ouriços, insetos e uma variedade de frutas e legumes. Noturno, torna-se mais ativo e divertido durante as horas da noite.

Veja Também