Diário Logo

Notizia Logo

‘A Cigarra e a Formiga’ é atração infantil no Teatro Vasques, em Mogi

O espetáculo teatral ‘A Cigarra e a Formiga’, clássica Fábula de Esopo que ganhou popularidade ao ser recontada pelo poeta francês Jean de La Fontaine, é o carro-chefe da Tearts Produções Artísticas. E a novidade é que a peça é atração no Teatro Vasques, em Mogi das Cruzes, no próximo dia 13 (quinta-feira), às 8h30, […]

3 de abril de 2023

Reportagem de: O Diário

O espetáculo teatral ‘A Cigarra e a Formiga’, clássica Fábula de Esopo que ganhou popularidade ao ser recontada pelo poeta francês Jean de La Fontaine, é o carro-chefe da Tearts Produções Artísticas. E a novidade é que a peça é atração no Teatro Vasques, em Mogi das Cruzes, no próximo dia 13 (quinta-feira), às 8h30, 10h00 e 13h30.

O enredo é aquele que tem ensinamentos morais capazes de encantar gerações e gerações: enquanto Dona Formiga segue “na maior canseira” pelas trilhas carregando folhas e frutos para abastecer a despensa, a Cigarra “canta e encanta”.

Quando chega o inverno e seus sopros gelados, elas travam diálogos sobre a importância da conquista de alimentos, ao mesmo tempo em que interagem com um terceiro personagem, o “sempre por perto e maroto Beija-Flor”, que é poeta e dançarino.

Até aí, todo mundo conhece. Mas na encenação da Tearts, que já percorreu palcos e movimentou público em toda a região do Alto Tietê, o destaque fica com a demonstração de “valores como a importância do ser, o amor, a amizade e a esperança”.

E há ainda um item adicional, que mostra o valor de cada uma das profissões: “a formiga percebe que não consegue viver sem a arte de seus companheiros, e numa história de amor e amizade falamos da importância de todas as áreas, passando pela figura do operário, do professor, do médico, do faxineiro e dos artistas também”, explica a fundadora da companhia, Jamili Bensivenga Miguel, que coleciona mais de 45 anos de experiência teatral.

Jamili continua, dizendo que ‘A Cigarra e A Formiga’ é opção ideal tanto para famílias como para turmas escolares, já que os conteúdos apresentados no palco, além de entreter, oferecem aprendizado lúdico e didático. “Levamos as crianças a trabalhar com diferentes linguagens a partir da adaptação desta história”, afirma ela, que mostra que as atividades envolvem também “artes plásticas, para construir os personagens e o cenário, músicas e coreografias, e portanto podem ser utilizadas mais tarde, em sala de aula.

“Trabalhamos com arte para a educação, de modo a proporcionar uma ferramenta para que os professores possam introduzir cultura, trabalhar e fazer arte cênica com as crianças”, finaliza a organizadora.

Veja Também