Diário Logo

Notizia Logo

Aline caminha pelas beiradas rumo ao pódio do BBB 23

Faltando pouco mais de duas semanas para o fim do BBB 23, Aline Wirley ganhou a última ‘Festa do Líder’ desta temporada e caminha silenciosamente rumo ao pódio do programa.  A cantora, famosa integrante do nostálgico grupo ‘Rouge’, entrou como um dos grandes nomes da temporada. Muito querida fora do programa, levou para o confinamento […]

8 de abril de 2023

Reportagem de: O Diário

Faltando pouco mais de duas semanas para o fim do BBB 23, Aline Wirley ganhou a última ‘Festa do Líder’ desta temporada e caminha silenciosamente rumo ao pódio do programa. 

A cantora, famosa integrante do nostálgico grupo ‘Rouge’, entrou como um dos grandes nomes da temporada. Muito querida fora do programa, levou para o confinamento os olhares carinhosos que costuma receber na ‘vida real’. Boa ouvinte, Aline conseguiu, como poucos nesta edição, se posicionar, questionar e até chamar pro embate sem perder o rebolado. 

É verdade, porém, que Aline podia mais. Sua trajetória carece de conflitos. Houveram boas possibilidades, mas o medo de errar ou o excesso de sensatez podaram parte da firmeza que fortalece o jogador junto ao público. 

Os maiores adversários de Aline no BBB são Domitila Barros e Fred Nicácio, ambos ofereceram possibilidades de boas narrativas para a cantora e seguem na casa. 

Domitila ouviu de Aline que não parecia tão ‘good vibes assim’ e foi provocada a se mostrar por inteiro. A miss procurou Aline e conseguiu, em partes, suavizar o conflito. 

Embora sigam como opção de voto uma da outra, o embate enfraqueceu. Domitila já disse que não vai ‘dar palco’ para Aline, ainda mais nesta fase do programa. 

Com Fred Nicácio ‘o buraco é mais embaixo’, subjetivamente Fred alimenta em Aline uma neura grande sobre ‘omissão’. Ao se ver como a única preta num grupo com outras 3 mulheres brancas que tem como adversário um grupo totalmente preto Aline se questiona e pondera mais as falas de Nicácio. 

O médico a acusa de omissão e o medo de, quem sabe, estar sendo conivente com um grupo racista provoca em Aline uma, compreensível, paralisia no jogo (dada a complexidade e importância do tema).

Esta nova semana do BBB será acelerada, teremos três eliminações e três novas lideranças, o ritmo intenso pode facilitar que novos conflitos surjam, ou até mesmo alimentar antigos dilemas. 

Com uma conduta até aqui impecável, Aline tem nas mãos a chance de se destacar na reta final da temporada, e sendo esta uma edição sem um grande favorito, esse turbo pode facilitar e muito seu caminhar rumo ao pódio do programa.

Tradicionalmente acostumado a votar movido pelo ranço o público do BBB certamente tem motivos pra eliminar outros jogadores antes de pensar em tirar Aline, além disso, como dito antes, seus maiores rivais seguem no jogo, ou seja: suas narrativas, ainda que mornas permanecem vivas e podem pegar fogo a qualquer momento, ainda mais sendo elas protagonizadas por dois grandes nomes do grupo rival. Não são quaisquer rivalidades. 

Se Aline vai aproveitar a reta final para turbinar sua trajetória no BBB só o tempo nos dirá mas é fato que já conseguiu fazer do confinamento uma ótima vitrine, o que não se pode dizer de todos do ‘Camarote’ deste ano.

Veja Também