Diário Logo

O Diário Logo

Fabiana Cozza abre agenda do centenário de Dona Ivone Lara hoje no Sesc Mogi

O Sesc Mogi das Cruzes dá início a uma jornada de eventos e shows que celebram a vida, a arte e o pioneirismo de Dona Ivone Lara, sambista que completou 100 anos de vida no ano passado. A primeira atração será o show Canto da Noite na Boca do Vento, com a cantora Fabiana Cozza […]

13 de abril de 2023

Reportagem de: O Diário

O Sesc Mogi das Cruzes dá início a uma jornada de eventos e shows que celebram a vida, a arte e o pioneirismo de Dona Ivone Lara, sambista que completou 100 anos de vida no ano passado. A primeira atração será o show Canto da Noite na Boca do Vento, com a cantora Fabiana Cozza hoje, às 20h, com entrada gratuita.

Fabiana Cozza apresenta o repertório do disco Canto da Noite na Boca do Vento, inspirado no verso do clássico Sonho Meu, de Dona Ivone Lara e Délcio Carvalho, seu parceiro mais constante.  

A cantora tem oito discos lançados, entre eles “Canto da Noite na Boca do Vento”, de 2019, dedicado à obra de Dona Ivone Lara, com quem Fabiana dividiu palcos e estúdios.  

VEJA TAMBÉM: Três anos antes de falecer, Dona Ivone Lara realizou um show em Mogi das Cruzes, em frente à UMC, em uma edição da Virada Cultural. 

Na apresentação de hoje à noite, Fabiana Cozza estará com os músicos: Douglas Alonso (bateria e percussão), Henrique Araújo (direção musical e cavaquinho) e João Camarero (violão 6 e 7 cordas).  

No domingo

Já neste domingo, os 45 anos do disco Samba, Minha Verdade, Samba, Minha Raiz, serão celebrados em um show com Adriana Moreira e participação especial de Xeina Barros.  

Lançado em 1978, Samba, Minha Verdade, Samba, Minha Raiz, primeiro álbum de Dona Ivone Lara, é um registro histórico, cujo repertório permanece pouco explorado e revisitado. O show celebra também o aniversário do maior sucesso da carreira de Dona Ivone, Sonho Meu, gravado em 1978 por Maria Bethânia com participação especial de Gal Costa.  

Adriana Moreira é considerada uma das maiores intérpretes do samba paulista. Tem três discos lançados e dividiu palcos e estúdios com Dona Ivone Lara em diversas ocasiões.  

Xeina Barros atuou como pandeirista com Monarco, Núcleo de Samba Cupinzeiro, Quarteto de Cordas Vocais, Agnaldo Luz e Chorando na Sombra. Integrou o grupo piracicabano Água de Vintém, fundado em 2011.  

No palco, estarão os músicos Alfredo Castro (percussão), Gian Correa (violão 7 cordas), Henrique Araújo (direção musical e cavaquinho), Marcelo Martins (cavaquinho bandolim), Pedro Moreira (percussão e trombone) e Raphael Moreira (percussão).  

Será neste domingo (16), às 16h, em programação livre para todos os públicos e grátis 

Outras atrações

Até o final do mês, o Sesc Mogi das Cruzes cumpre uma agenda especial centrada no centenário de nascimento da carioca Ivone Lara que é considerada a “Rainha do Samba” por seu pioneirismo no samba, um ambiente marcado no passado pelo protagonismo masculino.

 Na próxima quinta-feira (20), às 20 h, o Sesc recebe show com a cantora Ilessi que apresentará um repertório onde as letras e as músicas são de Dona Ivone, como Alguém me Avisou, Andei para Curimá e Axé de Ianga (Pai Maior). O show propõe recortes de repertório, instrumentação e sonoridades que reafirmam duas características marcantes da obra de Dona Ivone: a ancestralidade do batuque e os arranjos vocais de um coro feminino.  

Ilessi Souza é cantora, compositora, professora de canto e pesquisadora musical. Atuando desde 1998, tem quatro discos lançados, sendo o mais recente “Dama de Espadas”, de 2020.  

No palco, ela estará ao lado de Henrique Araújo (direção musical, cavaquinho e bandolim), Marcelo Miranda (piano), Noa Stroeter (contrabaixo acústico), Sthe Araújo (percussão e voz), Victória dos Santos (percussão e voz) e Xeina Barros (percussão e voz).  

Já a aula show Dona Ivone Lara e o Pioneirismo Feminino no Carnaval será com Manu da Cuíca e Raquel Tobias na sexta-feira (21), também com entrada gratuita.

As artistas apresentam a relação pioneira de Dona Ivone Lara com o carnaval do Rio de Janeiro. Interpretam sambas enredo e de terreiro compostos por Dona Ivone ao longo de sua trajetória nas escolas de samba Prazer da Serrinha e Império Serrano.  

Manu da Cuíca é escritora, compositora e percussionista Manu é autora do samba-enredo “História pra Ninar Gente Grande”, que rendeu o título do carnaval carioca de 2019 para a Estação Primeira de Mangueira.  

Raquel Tobias é compositora, cantora, escritora e intérprete de escolas de samba de São Paulo como Mocidade Alegre, Imperatriz da Sul, Lavapés e Estrela do 3o Milênio. Também é autora do livro “Aqui Tudo é Samba” (Editora Kazuá). Músicos: Gian Correa (violão 7 cordas), Henrique Araújo (cavaquinho) e Xeina Barros (percussão).  

Outras rodas de samba e de conversa, inclusive uma “rodinha” para crianças serão destaque nos próximos dias e podem ser acompanhadas no site do Sesc Mogi das Cruzes (acesse aqui), onde é possível conferir os horários e as ações preparadas pela unidade.

Veja Também