Diário Logo

O Diário Logo

Aulas de canoagem em Guararema se firmam como referência e revelam campeões

O imponente rio Paraíba do Sul, que cruza e emoldura o cenário natural e urbano de Guararema, é um destaque não apenas no turismo, mas também no mundo dos esportes. Aproveitando essa riqueza natural, a Prefeitura diz que ampliou as aulas de canoagem na cidade, disponibilizando mais horários. O município é um dos poucos que […]

7 de maio de 2023

Reportagem de: O Diário

O imponente rio Paraíba do Sul, que cruza e emoldura o cenário natural e urbano de Guararema, é um destaque não apenas no turismo, mas também no mundo dos esportes. Aproveitando essa riqueza natural, a Prefeitura diz que ampliou as aulas de canoagem na cidade, disponibilizando mais horários. O município é um dos poucos que utilizam o curso d’água desta forma e sediará, ainda neste ano, a II Etapa do Campeonato Paulista de Canoagem.

Uma novidade sobre esse tema é que Mogi das Cruzes também estuda a implantação de aulas de canoagem (veja abaixo).

Em Guararema, o projeto surgiu em 2015 e os treinos continuam sendo gratuitos e dando sustentação para talentos revelados na cidade, como o jovem Max Cunha, hoje com 14 anos. O atleta descobriu a paixão pelo esporte no projeto e é bicampeão brasileiro de canoagem slalom na categoria menor. Ele acaba de ser contemplado com a Bolsa Atleta Nacional, na primeira colocação de sua categoria.

Com o apoio, ele poderá custear equipamentos e viagens para campeonatos. Esse pode ser um importante passo para o sonho dele: conquistar uma medalha olímpica.

O projeto em Guararema começou com o ex-atleta da seleção brasileira, João Vitor Machado, que representou o país por mais de dez anos em torneios Pan-americanos e Mundiais. Ele foi o primeiro professor, ajudando a tornar a cidade uma referência na formação do esporte.
Max começou a praticar canoagem com João, quando tinha apenas seis anos de idade, quando o projeto da Prefeitura começou. 
Sua mãe, Rosy, relembra o começo do envolvimento do filho com o esporte. 

“Ele fazia natação, mas o professor precisou parar. Na época eu havia me inscrito para o projeto de canoagem da Prefeitura e perguntei se meu filho poderia participar”, conta. Logo ele “se apaixonou”, e continuou recebendo o apoio da família. 

Max ganhou o primeiro campeonato paulista em 2017 e desde então tem subido na carreira. Em 2021, aos 13 anos, foi campeão brasileiro da modalidade e no ano passado conquistou o bicampeonato. 

“Para os primeiros campeonatos fizemos vaquinhas. Ele sempre contou com o apoio da Prefeitura, amigos e família”, conta a mãe lembrando uma história muito comum no mundo do esporte. A necessidade de um empurrão para custear os grandes gastos para participar de campeonatos. 

Max também já foi duas vezes campeão paulista, em 2018 e 2019. Em 2021 venceu o Campeonato Paranaense de Canoagem Salom – Tomazina/PR, entre outras conquistas. 

A falta de recursos é comum no mundo do esporte. É por isso que o Bolsa Atleta será um divisor de águas, permitindo a compra de equipamentos apropriados e a possibilidade de financiar viagens para outras cidades e clínicas de canoagem.

A contemplação do Bolsa Atleta é referente ao desempenho de Max no ano passado, quando passou em sua categoria na primeira colocação do ranking nacional. 

O jovem conta que treina praticamente toda a semana e, quando vai para campeonatos, “chega uns três dias antes para se familiarizar”, preparando o terreno. Ele sempre gostou de esportes aquáticos e se interessou muito pela canoagem, “por tudo que trabalha”.

“Dá melhorias para você, condicionamento físico. É algo que ajuda bastante. Meu corpo evoluiu bastante. É algo que eu recomendo para todos”, comenta.

Ele relata que “comemorou” o recebimento do Bolsa Atleta, que “não foi fácil de conseguir”. Ele espera poder continuar representando a cidade Brasil afora.

Criada em 2005 pelo Governo Federal, a Bolsa Atleta Nacional é um dos maiores programas de incentivo direto ao atleta do mundo, garantindo condições mínimas para que os beneficiados se dediquem com exclusividade e tranquilidade ao treinamento e competições locais, sul-americanas, pan-americanas, mundiais e olímpicas, que são justamente as mais desejadas por Max.

Max é um dos exemplos na cidade, que também tem outros talentos e, inclusive, times medalhistas em campeonatos brasileiros.
A canoagem é um esporte que está em alta no Brasil. Nos Jogos Olímpicos realizados no Rio de Janeiro em 2016, o canoísta Isaquias Queiroz conquistou três medalhas. Ele alcançou seu primeiro ouro olímpico na prova Canoagem C-1 1000 em Tóquio 2020, tornando-se o terceiro maior medalhista olímpico do Brasil.

As aulas

As aulas de canoagem em Guararema acontecem por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, no Rio Paraíba do Sul e no lago do Guararema Parque Hotel, em parceria firmada com o hotel. Nestes locais, tanto os atletas iniciantes como os que já apresentam maior desenvoltura podem ter um treinamento específico nas modalidades canoagem slalom, caiaque cross e polo, cada uma com sua peculiaridade de atividades.

De acordo com a Prefeitura, recentemente, a disponibilidade de horários foi ampliada para contemplar novos adeptos. Hoje, são atendidos 80 alunos a partir de 7 anos.

As atividades ocorrem de segunda-feira a sábado, em diferentes horários. Mais detalhes estão disponíveis pelo telefone da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer: (11) 4693-3601.

A Escola de Canoagem da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer abriu inscrições recentemente e vem atendendo os novos alunos. Por enquanto, não há previsão para um novo período de inscrições, mas quando isso acontecer, será amplamente divulgado nos canais oficiais da Prefeitura de Guararema, informou a Administração em nota.

Além de oferecer aulas, Guararema também é palco de eventos de canoagem, fomentando o turismo na região.Em setembro, será realizada em Guararema a II Etapa do Campeonato Paulista de Canoagem. O campeonato terá competições da modalidade slalom de canoagem e caiaque cross.

 

Canoagem em Mogi: uma novidade para ficar de olho

Mogi das Cruzes também poderá em breve oferecer aulas de canoagem para a população. É planejado um projeto de implantação da base do esporte no açude de Taiaçupeba. A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer confirma que o projeto está em “fase de estudos”. Portanto, neste momento, não é possível entrar em detalhes – os parâmetros de como a ação será viabilizada ainda podem ter alterações. “Assim que tudo estiver definido, o projeto será divulgado”, informa a pasta, em nota.

Bertioga recebe 200 atletas

Bertioga recebe nos dias 6 e 7 de maio os principais atletas de canoagem do país para o Va’a Pró Brasil, campeonato brasileiro classificatório para o panamericano do esporte, a ser realizado no Brasil em novembro deste ano. O evento na praia da Enseada está dividido entre as modalidades V3, V2R Maratona e Parava’a. 

A cidade receberá aproximadamente 200 atletas de localidades diversas, como Florianópolis, Rio de Janeiro, Brasília, Bahia e região. O percurso será de 10 km e 16 km, de acordo com a modalidade e a categoria. As informações foram divulgadas pela Prefeitura de Bertioga, que apoia o evento.

Veja Também