Diário Logo

O Diário Logo

Ação da CS Brasil é modelo de transparência em negócios

O Portal da Transparência da CS Brasil, empresa do grupo Simpar (antiga Julio Simões), com sede em Mogi das Cruzes, foi indicado  pelo Pacto Global da Organizações das Nações Unidas (ONU), como uma das quatros ações brasileiras para integrar a publicação “SDG 16 Business Framework”, que irá servir de orientação para empresas do mundo todo […]

17 de junho de 2021

Reportagem de: O Diário

O Portal da Transparência da CS Brasil, empresa do grupo Simpar (antiga Julio Simões), com sede em Mogi das Cruzes, foi indicado  pelo Pacto Global da Organizações das Nações Unidas (ONU), como uma das quatros ações brasileiras para integrar a publicação “SDG 16 Business Framework”, que irá servir de orientação para empresas do mundo todo a fortalecer a cultura ética em seus negócios. 
O Portal  foi criado para divulgar as principais informações relativas às contratações da CS Brasil no setor público, desde a licitação  até o término da vigência, reforçando seu compromisso  com a total transparência e governança nas suas ações. 
A CS Brasil que atua na gestão de terceirização de frotas, transporte de passageiros, entre outros, cuida da limpeza urbana de Mogi e, após a saída do grupo Eroles, chegou a trabalhar também no setor do transporte coletivo da cidade, dividindo as linhas com a empresa Princesa do Norte.

Cid aprova Johnny Fernandes

O ex-titular da Secretaria da Pessoa com Deficiência da Capital, mogiano Cid Torquato, aplaudiu a indicação de Johnny Fernandes para assumir a Coordenadoria da Pessoa com Deficiência, em Mogi das Cruzes.
“Ele faz um trabalho importantíssimo em prol das pessoas com deficiência, principalmente intelectuais”, afirmou Cid, lembrando ainda que ele trabalha com o tema desde 2007, tendo realizado um grande trabalho na área do paradesporto de Mogi, ao lado de Dirceu Pinto (já falecido), 
“Ele deve fazer uma super gestão, pois há muita coisa a ser feita”, garante Torquato, que sabe o que diz: Johnny  trabalhou  a seu lado, na Secretaria da Capital, cuidando justamente do setor de esportes para deficientes físicos.

Por onde eles andam?

Após não conseguirem se reeleger para a Câmara, nas eleições municipais passadas, seis ex-vereadores mogianos deram novos rumos às suas atividades profissionais. 
Segundo apurou a coluna, o pastor Carlos Evaristo agora é dono de uma imobiliária, mesmo ramo de atuação de Antonio Lino da Silva, que estaria se dedicando à venda de imóveis. 
Também na área de vendas, mas de automóveis  e outros veículos, estariam Mauro Araújo e Diegão de Amorim Martins. Os dois, que eram do mesmo partido estão no mesmo ramo, mas em diferentes empresas.
 Jean Lopes  vem obtendo sucesso com uma empresa de prestação  de serviços para o setor construção civil. Possui uma pequena empresa,mas que a contratou garante que o ex-vereador também pega no pesado.
Já Chico  Bezerra ainda se restabelece das várias cirurgias a que foi submetido durante o ano passado. 
Todos ainda têm contas a prestar à Justiça pela envolvimento em denúncias de irregularidades feitas pelo Ministério Público.

Experiência

O gabinete do vereador Pedro Komura (PSDB) na Câmara ganhou um importante reforço. Percy Gonçalves, um veterano da escola do professor Argêu Batalha, na Prefeitura, foi chamado por Komura para opinar sobre os projetos em tramitação no Legislativo. Há quem garanta que, por sua experiência, o assessor tem sido alvo de consultas vindas até mesmo de outros gabinetes.

Sinais

Um edital para aquisição de armários destinados à unidade de Mogi das Cruzes é um sinal definitivo de que a futura unidade do Serviço Social da Indústria (Sesc) está ingressando na reta final dos preparativos para funcionar na cidade. O edital foi publicado na edição de ontem do Estadão.
 

Veja Também