Diário Logo

O Diário Logo

Acesso da Ayrton Senna para o Taboão. Um presente para os 20 anos da Agestab?

Ao completar 20 anos de atividades, no próximo dia 27 de setembro, a Associação Gestora do Distrito Industrial do Taboão (Agestab), espera receber um presente: o atendimento de uma de suas mais antigas e importantes reivindicações, a abertura de um novo acesso à Rodovia Ayrton Senna, no trecho localizado entre Mogi das Cruzes e Guararema. […]

2 de junho de 2023

Reportagem de: O Diário

Ao completar 20 anos de atividades, no próximo dia 27 de setembro, a Associação Gestora do Distrito Industrial do Taboão (Agestab), espera receber um presente: o atendimento de uma de suas mais antigas e importantes reivindicações, a abertura de um novo acesso à Rodovia Ayrton Senna, no trecho localizado entre Mogi das Cruzes e Guararema.

A expectativa positiva se deve ao fato de a Ecopistas, empresa responsável pela manutenção e conservação daquela via, estar participando das negociações com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) para o atendimento ao pedido dos empresários daquela região de Mogi.

Coube à própria Ecopistas executar os estudos preliminares para a obra, por meio da construção de uma pista marginal, entre os Km 45 e 51, no sentido Capital, que aproveitaria parte do trevo de acesso à rodovia Mogi-Dutra para que os veículos que se dirigem ao Taboão possam transitar, em velocidade inferior, sem comprometer a característica de via expressa da Ayrton Senna.

Após definir a melhor alternativa para a criação de um ou mais acessos ao futuro distrito industrial mogiano e receber o aval da Artesp, a concessionária partiu para execução de um projeto funcional, que deverá ficar pronto até o próximo mês.

Após nova análise do governo estadual virá o projeto executivo, que a empresa poderá colocar em prática.

Mas que ninguém imagine que um surto de benemerência tenha tomado conta dos responsáveis pela Ecopistas. A empresa pretende assumir o valor de investimento para a construção da marginal, estimado em cerca de R$ 80 milhões, mas recebendo como contrapartida a ampliação do prazo de concessão da rodovia Ayrton Senna, que, atualmente, é até 2039.

O novo prazo também será proposto no projeto executivo, que deverá também apresentar o detalhamento da construção da pista marginal, como aspectos financeiros e de engenharia, ações mitigadoras dos impactos no tráfego, entre outros dados, fazem parte do projeto definitivo para execução da esperada obra.

Outra informação importante, que constará no projeto executivo, será a quantidade de entradas e saídas da pista marginal, que farão as ligações diretas com as vias do distrito.

Tão logo o projeto executivo esteja pronto e aprovado pelo governo serão solicitadas as licenças exigidas para a obras, especialmente as ambientais.

A direção da Artesp também recebeu, durante recente reunião, o apoio do novo secretário de Mobilidade Urbana de Mogi, Caio Luz, que prometeu interferir junto a órgãos do Estado para buscar apressar todo o processo. A expectativa do presidente Osvaldo Baradel, da Agestab, também aumentou positivamente após o ingresso da Ecopistas na mesa de negociações com o governo do Estado de São Paulo.

 

Veja Também