Diário Logo

O Diário Logo

Atenção: Mogi tem 2 novos pontos de radares em operação em Braz Cubas e Jundiapeba

Já estão em operação defintiva, os pontos de fiscalização eletrônica instalados na  avenida Guilherme George, altura do número 2.336, e na avenida Japão, próximo ao número 961 – ele vinham operando em fase de testes desde o último dia 9. Agora, os excessos resultarão em multas. Desde sábado, dia 18, os motoristas que desrespeitarem o limite […]

19 de março de 2023

Reportagem de: O Diário

Já estão em operação defintiva, os pontos de fiscalização eletrônica instalados na  avenida Guilherme George, altura do número 2.336, e na avenida Japão, próximo ao número 961 – ele vinham operando em fase de testes desde o último dia 9. Agora, os excessos resultarão em multas.

Desde sábado, dia 18, os motoristas que desrespeitarem o limite de velocidade passarão a ser multados.

Mogi das Cruzes ficou quase dois anos sem a fiscalização eletrônica, por problemas no cumprimento do contrato anteior – a instalação dos radares ocorreu na metade do ano passado, com 30 pontos monitorados (relembre reportagem aqui).

Agora, os equipamentos transferidos faziam a fiscalização nos dois sentidos da avenida Doutor Álvaro de Campos Carneiro, altura do número 215, no trajeto da via perimetral, entre a região da Vila Brasileira e o Conjunto Residencial Rubi.  

As avenidas Guilherme George, no distrito de Jundiapeba, na ligação com Suzano,  e Japão, em Braz Cubas, receberam os equipamentos após uma decisão da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana.

A Prefeitura explica que a mudança deverá melhorar a segurança viária nos locais e prevenir acidentes. O Instituto de Pesos e Medidas (IPEM) aferiu os equipamentos.

A avenida Guilherme George é um importante corredor que liga Mogi das Cruzes ao município de Suzano e recebe grande fluxo de veículos diariamente, inclusive caminhões. O local definido também é trecho de entrada e saída da cidade, o que auxilia no trabalho de segurança pública, com o controle de veículos que chegam ou deixam o município, por meio dos leitores automáticos de placas (LAP).

Já a avenida Japão é um acesso do distrito de Braz Cubas e bairros como o Alto do Ipiranga, Vila Cléo e a Vila Lavínia. No trecho em que o equipamento de fiscalização eletrônica foi instalado, era observado contínuo desrespeito de motoristas aos limites de velocidade. Além disso, o local também registra intensa movimentação de veículos e pedestres, além de circulação do transporte coletivo e cruzamentos com dificuldade de visibilidade.

No ano passado, foram registrados sete acidentes sem vítimas no trecho da avenida Japão entre os números 838 e 1.019, cerca de 10% do total da via. O equipamento também tem a função de prevenir novas ocorrências.

 

Veja Também