Diário Logo

O Diário Logo

Caio Cunha no PL? Prefeito poderia vir a se filiar para ter o apoio de Costa Neto

À medida que vai ganhando força a provável indicação do deputado federal mogiano, Marco Bertaiolli (PSD-SP), para ocupar uma vaga no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, a partir de setembro próximo, o prefeito Caio Cunha (PODE) busca tirar proveito do imbróglio instaurado dentro da aliança PL e PSD para as futuras eleições […]

12 de julho de 2023

Reportagem de: O Diário

À medida que vai ganhando força a provável indicação do deputado federal mogiano, Marco Bertaiolli (PSD-SP), para ocupar uma vaga no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, a partir de setembro próximo, o prefeito Caio Cunha (PODE) busca tirar proveito do imbróglio instaurado dentro da aliança PL e PSD para as futuras eleições municipais.

Caio vem conversando com frequência com o presidente liberal e o comentário mais recente que circula entre os políticos cá da terrinha é que o prefeito estaria pronto para trocar o PODE pelo PL.

Até agora, o que se tinha notícia era de que Valdemar Costa Neto (PL) e Bertaiolli caminhariam juntos até o pleito.

E se dependesse só da vontade de Costa Neto, o candidato do grupo seria Bertaiolli, o favorito em todas as pesquisas eleitorais realizadas na cidade.

Os dois juntos, entretanto, poderiam optar por um dos nomes de políticos do grupo, que já haviam demonstrado intenção de concorrer à Prefeitura de Mogi: Téo Cusatis, ex-secretário de Saúde de Bertaiolli, que deveria sair numa chapa tendo a mulher do deputado, Mara Bertaiolli, como vice; ou o ex-prefeito Marcus Melo (sem partido), que já se colocou à disposição do grupo para ser candidato e se encontra melhor posicionado nas pesquisas.

Mas que já foi descartado por Costa Neto em uma entrevista concedida à imprensa local.

Diante do clima de indefinição, o prefeito Caio Cunha estaria buscado uma aproximação cada vez maior de Valdemar Costa Neto. Algo que não é de agora.

No dia da homenagem ao centenário de nascimento de Waldemar Costa Filho, na Câmara, ele se desdobrou em mesuras e respeito ao falar do ex-prefeito Waldemar Costa Filho, algo que repetiu, recentemente, num depoimento à revista A, de Mogi, classificando-o com “o maior prefeito da história de Mogi; uma lenda”.

Numa entrevista a uma emissora de rádio, também recente, ele fez questão de elogiar o próprio presidente Costa Neto, ao lembrar que os dois estiveram em campos opostos nas eleições municipais passadas (quando Costa Neto apoiou Marcus Melo), chegando até a trocar farpas mais profundas. Algo que, segundo Caio, acabou ficando para trás, logo após o pleito, quando os dois se sentaram para “tomar um café” e discutir “o futuro da cidade”.

“Uma prova do espírito público de Valdemar Costa Neto”, afirmou Caio.

Tudo isso publicamente.

Mas nos bastidores, Caio tem conversado com frequência com Valdemar Costa Neto. E insistido para que o presidente do PL passe a apoiar a sua tentativa de reeleição.

Os boatos que circulam há algum tempo pelos círculos políticos dão conta de que Caio teria oferecido todo o seu secretariado para que Costa Neto comandasse o que bem entendesse na Prefeitura.

Ninguém, é claro, confirma uma proposta como esta. E, por isso mesmo, não se sabe e nem se pode provar se ela realmente existiu.

Em conversa com a coluna, na manhã desta terça-feira (11), porém, um aliado de peso do prefeito chegou a aventar a possibilidade de ele vir a se filiar ao PL, caso isso seja a condicionante para ter o apoio de Costa Neto à sua campanha à reeleição.

Tal hipótese já não era mais novidade junto a alguns círculos políticos restritos da cidade, onde o rumor já chegou.

Afinal, seria uma forma de atender ao presidente liberal, que já disse, por mais de uma vez, que o candidato a prefeito de Mogi apoiado por seu grupo terá de ser alguém do próprio partido.

E como ficariam, nessa história, Bertaiolli, Cusatis, Melo e até o deputado federal Marcio Alvino (PL-SP), que também estaria sendo especulado para ser lançado candidato a prefeito de Mogi pelo PL, mesmo residindo em Guararema?

Como se pode ver, há muita coisa a ser resolvida nos meses que antecedem à campanha eleitoral em Mogi.

E se é certo que Costa Neto tem muito a se preocupar com seu partido em nível nacional, não se pode duvidar que ele precisa dar uma atenção especial à sua própria cidade.

Afinal, o que aconteceria se o PL elegesse o contingente de prefeitos pretendido e não conseguisse fazer o prefeito da cidade de seu presidente? Costa Neto deve saber disso, por isso mesmo, precisará dedicar atenção especial para a sucessão municipal em Mogi das Cruzes.

 

Contas aprovadas

Um sinal de que a proposta para assumir uma vaga no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo mexeu com o deputado federal mogiano Marco Bertaiolli foi o pedido feito por ele para que Câmara de Mogi antecipasse a votação de uma das contas de seu mandato como prefeito de Mogi, já aprovada pelo próprio TCE-SP, o que aconteceu na semana passada.

Detalhe: para chegar a integrante daquela Corte, o político que já ocupou cargo executivo não pode ter uma só conta rejeitada.

 

Substituto

Caso Marco Bertaiolli venha a ocupar a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, sua vaga na Câmara Federal deverá ser ocupada pelo primeiro suplente da legenda, Saulo Pedroso, de Atibaia, na região de Bragança Paulista.

Mas quem realmente está de olho na cadeira do mogiano é o terceiro suplente, Walter Ihoshi, um ex-deputado muito ligado ao todo-poderoso Gilberto Kassab, presidente do PSD, que poderá manobrar nos bastidores para colocá-lo de volta à Câmara.

 

O STF e a sogra

Em recente reunião, na sede do PL, em Brasília, o presidente Valdemar Costa Neto discursava buscando padronizar a retórica dos correligionários a respeito da inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro. Empolgado, ele disse que o partido daria todo apoio a Bolsonaro e que ainda cabia recurso da decisão ao Supremo Tribunal Federal (STF). Mas, de repente, parece ter caído na real e lembrou a frase dita pelo ex-presidente sobre a apelação à Suprema Corte:

“Recorrer de uma decisão do TSE ao Supremo é igual recorrer da separação para a sogra”- afirmou Costa Neto, arrancando gargalhadas da plateia predominantemente masculina do evento.

ASSISTA AQUI

Quem não gostou nem um pouco foi a ex-primeira-dama, Michelle Bolsonaro, presente ao lado do marido.

Constrangida, ela até tentou sorrir, mas acabou fechando a cara de vez. Veja o vídeo:

 

Doença hereditária

A anemia falciforme, doença hereditária muito comum no Brasil, que afeta principalmente a população negra, será o tema principal de um debate que discutirá a importância da  formulação de políticas públicas que garantam diagnóstico precoce e qualidade de vida para população atingida pela doença.

O evento promovido pela vereadora Inês Paz (PSOL), terá a participação de Sheila Ventura, presidente da Associação Pró-Falsêmicos, e da médica hematologista e hemoterapeuta, Leila Manfredini.

Será nesta quarta (12), a partir das 18h30, no Auditório Tufy Andery, da Câmara de Mogi.

 

Ceagesp

O advogado e virtual candidato a prefeito Rodrigo Valverde (PT) continua empenhado em trazer para a cidade um entreposto da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

Durante o dia de ontem, o petista esteve na presidência da Ceagesp, em São Paulo, buscando convencer a direção da empresa sobre a importância de se implantar uma unidade  na principal cidade de uma das maiores regiões produtoras de hortifrútis do Estado.

 

Reconhecimento

Por iniciativa do vereador Edson dos Santos (PSD), a Câmara outorgou, nesta terça-feira (11), em sessão solene, a Medalha  de Responsabilidade Social para entidades e pessoas que se destacam em ações voltadas para o setor e indicadas pela Comissão Permanente de Assistência Social do Legislativo. Foram homenageadas: Associação do Voluntariado de Mogi, Projeto Mistura (Cursinho Maio de 68), Jundiapeba FC, Unisocial, Diva Battista e Roger Leandro Lucarefski.

Segundo o vereador, a Medalha é “uma forma de dar visibilidade ao trabalho das pessoas e entidades”.

 

Recesso

Logo após a sessão desta quarta-feira (12), os vereadores da Câmara Municipal iniciam o recesso de meio de ano. Uma curta paralisação dos trabalho legislativos, que deverão ser retomados no próximo dia 31.

 

Imprensa

A agência Fiamini – Soluções Integradas em Comunicação assumiu nesta segunda-feira (10) a assessoria de imprensa o Patteo Urupema Shopping, recentemente inaugurado na cidade pela HBR, um dos braços da Helbor voltados para atividades comerciais, em especial shopping centers.

O atendimento à imprensa será feito por quem é do ramo, as jornalistas Carla Fiamini e Simone Leone. A agência já atende também os shoppings de Mogi e Suzano, pertencentes ao mesmo grupo empresarial.

Veja Também