Diário Logo

Notizia Logo

Comércio de Mogi protesta contra o pedágio na Mogi-Dutra com faixa e ato na ACMC

A mobilização de entidades após a divulgação da consulta pública sobre a instalação do sistema de cobrança de pedágio nas rodovias Mogi-Dutra e Mogi-Bertioga prossegue em Mogi das Cruzes. Nos próximos dias, a direção da Associação Comercial de Mogi das Cruzes irá instalar uma faixa em frente à centenária entidade comercial, que representa um dos […]

10 de agosto de 2023

Reportagem de: O Diário

A mobilização de entidades após a divulgação da consulta pública sobre a instalação do sistema de cobrança de pedágio nas rodovias Mogi-Dutra e Mogi-Bertioga prossegue em Mogi das Cruzes. Nos próximos dias, a direção da Associação Comercial de Mogi das Cruzes irá instalar uma faixa em frente à centenária entidade comercial, que representa um dos setores que mais será impactado com a criação da nova fonte de cobrança de taxa estadual no municipio.

Além do recado, “Pedágio Não”, a associação, segundo a presidente, a comerciante e empresária Fádua Sleiman, irá se  movimentar contra o projeto do governo do Estado, atualmente em fase de estudos.

Em outubro próximo a ACMC completa 103 anos de atividades e também recorreu à Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo para repudiar a cobrança extra prevista pelo governo Tarcísio de Freitas (Republicanos).

VEJA TAMBÉM: Outras entidades de Mogi das Cruzes se mobilizam e divulgam posicionamento contra o sistema free flow.

Fádua declara ser lamentável, Mogi das Cruzes e o Alto Tietê voltaram a enfrentar essa ameaça, já discutida anteriormente com os ex-governadores João Doria e Rodrigo Garcia. “O que é mais lamentável é que, na campanha, o governador Tarcísio de Freitas disse uma coisa e, agora, voltou atrás”, disse.

A presidente da ACMC afirma que toda a rede comercial, além da população da cidade e da região, será impactada pela cobrança “sem propósito”. O custo das mercadorias e serviços mogianos será mais alto.

Apenas no setor de comércio, serviços e pequenas e médias empresas, a cidade possui mais de 41 mil estabelecimentos (Fonte: Cadastro Mobiliário Municipal/2022).

Fádua ressalta, sobretudo, o encarecimento de toda a cadeia de produtos e serviços gerados em Mogi das Cruzes. “Ficará mais caro para o fornecedor e também para o comprador”, finalizou.

A entidade deverá participar da audiência pública marcada para o próximo dia 18, em São Paulo.

Nas últimas semanas, foram intensificadas as ações de entidades e lideranças contra a defesa do sistema free flow feita pelo governador Rodrigo de Freitas, do Republicanos, em visita ao Alto Tietê (veja aqui).

Veja Também