Diário Logo

O Diário Logo

DER mantém prazo de 60 dias para a desobstrução parcial da Mogi-Bertioga

Apesar de o governador Tarcísio de Freitas ter acenado com a possibilidade de diminuir  o prazo para liberação da Rodovia Mogi-Bertioga ao trânsito, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) mantém o prazo de 180 dias para a liberação total da via, interditada há uma semana. “As intervenções terão duração de até 180 dias, sendo […]

27 de fevereiro de 2023

Reportagem de: O Diário

Apesar de o governador Tarcísio de Freitas ter acenado com a possibilidade de diminuir  o prazo para liberação da Rodovia Mogi-Bertioga ao trânsito, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) mantém o prazo de 180 dias para a liberação total da via, interditada há uma semana.

“As intervenções terão duração de até 180 dias, sendo a desobstrução parcial prevista em dois meses”, confirmou o DER ao ser questionado pela reportagem de O Diário. A notícia frusta os planos de comerciantes da beira da estrada e usuários da via, que cobram celebridade nas obras. Eles acreditam que se houver vontade política, os prazos para a realização das obras podem ser bem menores.     

A rodovia foi interditada no domingo (19) por causa dos estragos provocados pelas fortes chuvas na região da Serra do Mar e que também provocaram desmoronamentos e mortes de mais de 64 pessoas em São Sebastião, onde centenas de pessoas estão desabrigadas.

Na Mogi-Bertioga, o rompimento de uma tubulação provocou abertura de crateras, erosão, além de um ponto com queda de barreira. A rodovia está interditada nos dois sentidos, entre os quilômetros 77 e 98.

As obras, como destaca o DER, incluem recuperação total da pista, construção de um muro de arrimo para fazer a contenção e um novo sistema de drenagem com investimento previsto de R$ 9,4 milhões.

De acordo com o órgão, “dois dias após as fortes chuvas no litoral norte, que provocaram o rompimento da tubulação na rodovia, começaram as obras para recuperar o trecho e liberar o trânsito o mais rapidamente possível”.

As equipes estão trabalhando com sete máquinas, 12 caminhões e mais de 50 funcionários no local, além de dois engenheiros e técnicos. O investimento é de R$ 9,4 milhões.

No momento, de acordo com o departamento, estão sendo realizados serviços de remoção de rochas, reconstrução de pavimento e implantação de tela, entre outros, em diversos pontos da via, entre os quilômetros 69 e 90.

A atual gestão estadual informa que também iniciou um estudo para investir na ampliação da segurança na Mogi-Bertioga e vem intensificando os serviços.

“Cabe destacar que o órgão tem trabalhado para manter a segurança da rodovia Mogi-Bertioga. Antes destas fortes chuvas, o DER já vinha executando obras como a de canalização com duplicação da capacidade de vazão das tubulações, que passam de 1 metro de seção para 2 metros, na altura do km 69,50”, informa o DER

Para chegar até o Litoral Norte, as opções para os motoristas são as rotas alternativas como as rodovias do Sistema Anchieta-Imigrantes (SP-160 e SP-150), rodovia dos Tamoios (SP-99) e Oswaldo Cruz (SP-125).

Veja Também