Diário Logo

O Diário Logo

Escritório do ex-vereador Rodrigo Valverde recebe pedrada em Mogi

O ex-vereador e virtual candidato a prefeito de Mogi das Cruzes, o advogado Rodrigo Valverde (PT) registrou um boletim de ocorrência após ser surpreendido com a abertura de um buraco na fachada de vidro do escritório que possui na rua Ipiranga, no bairro Alto do Ipiranga, na manhã de segunda-feira (20). Ele publicou um vídeo […]

20 de março de 2023

Reportagem de: O Diário

O ex-vereador e virtual candidato a prefeito de Mogi das Cruzes, o advogado Rodrigo Valverde (PT) registrou um boletim de ocorrência após ser surpreendido com a abertura de um buraco na fachada de vidro do escritório que possui na rua Ipiranga, no bairro Alto do Ipiranga, na manhã de segunda-feira (20). Ele publicou um vídeo em suas redes sociais mostrando o estrago e apontando para a placa com dizeres da campanha passada – onde consta o apoio ao presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva – que também recebeu pedradas.

Com a legenda, “Estão com raiva de mim”, ele descreve o ataque e afirma que irá solicitar imagens de uma câmera do sistema de monitoramento instalada em frente do imóvel para a identificação dos autores. Os prejuízos estão estimados em R$ 1 mil para a troca do material danificado.

O vídeo foi publicado nas primeiras horas da manhã de hoje. Quando atendeu a O Diário, o caso do homem de 22 anos que, em surto, foi detido pela segunda vez após vandalizar os prédios da Central de Flagrantes da Polícia Civil e do Terminal Estudantes, já havia sido divulgado pela imprensa local. Por isso, Valverde avaliou à reportagem que poderia haver alguma ligação entre os casos e uma coincidência entre esse fato e o temor dele, revelado nas redes sociais algumas horas antes, de estar sofrendo alguma perseguição.

“Há uma diferença entre um fato concreto e uma desconfiança, pode ter havido uma coincidência, mas será preciso investigar, conferir as imagens das câmeras. Até que se prove ao contrario, não sei o que realmente aconteceu”, comentou.

Ex-candidato a prefeito que recebeu 35.128 votos e deverá novamente concorrer ao cargo, em 2024, ele comentou que “isso aqui para quebrar não é qualquer pedrinha não, tem de ser algo bem preparado”. A força do objeto arremessado derrubou uma cortina que havia do lado de dentro do imóvel. 

Antes da divulgação do caso do homem em surto que agiu em uma repartição da Polícia Civil e no terminal de ônibus municipal, Estudante, Rodrigo Valverde usou as redes sociais para questionar o ataque registrado pouco depois de uma tentativa frustrada de fiscalização feita pelos vereadores Inês Paz (PSOL), Iduigues Ferreira Martins (PT) e Francimário Farofa (PL). Ele estava com os vereadores que tentaram apurar denúncia de depósito irregular de lixo ao lado do leito do rio Tietê, em endereço da empresa Peralta, responsável pela limpeza pública em Mogi das Cruzes.

Como Iduigues Martins está com a mobilidade comprometida por um problema no pé, Rodrigues Valverde foi o motorista que o levou à fiscalização. A vistoria acabou não acontecendo porque os representantes da empresa não permitiram a entrada da comitiva de parlamentares.

Como Valverde estacionou o carro dentro da empresa, um caminhão foi mantido em frente ao veículo dele, o que somente foi retirado após a chegada de policiais militares.

O Diário busca informações sobre a fiscalização pretendida pelos vereadores, que irá cobrar explicações na sessão da Câmara de amanhã.

Homem em surto

O Diário mostrou no final de semana e nesta segunda-feira, três ocorrências de vandalismo registradas no final de semana em Mogi das Cruzes sendo que, duas delas, segundo as investigações policiais, foram cometidas por um homem de 22 que estaria em surto psicótico.

Na noite de domingo, ele subiu em cima de viaturas estacionadas em frente à Central de Flagrantes, na avenida Voluntário Fernando Pinheiro Franco. Detido, ele passou por uma audiência de custódia e foi colocado em liberdade. Na segunda-feira, ele voltou a vandalizar, desta vez, um prédio público – o terminal de ônibus.

No domingo, uma confusão provocada por um homem que chutou a porta do Mogi-Shopping também foi registrada.

Rodrigo Valverde esteve na Delegacia de Polícia e foi orientado a registrar um boletim eletrônico. “As imagens existem e a Polícia poderá identificar o autor desse ‘rombo’ feito na fachada”, comentou, não apontando, no entanto, ligação entre os casos. 

A última ocorrência policial registrada por ele no mesmo endereço foi há três anos. O escritório foi objeto de uma invasão e, apesar de haver outros itens no local, como telefones e equipamentos, apenas um HD foi levado pelo (ou pelos) marginal. Naquela oportunidade, já havia uma cãmera municipal, mas ela não estava funcionando, o que inibiu a investigação.

De lá para cá, apenas neste final de semana, o imóvel foi alvo de vandalismo. 

Política

Na conversa com O Diário, Valverde demonstrou a disposição de se lançar candidato a prefeito, pelo PT, e com a sustentação de outros partidos alinhados à esquerda. Nas redes sociais, ele já se mostra ativo, com lives e encontros pontuais que discutem pautas nacional e municipal semanalmente.

 

Veja Também