Diário Logo

O Diário Logo

Ginásio Municipal volta a acolher pessoas em situação de rua

A Secretaria Municipal de Assistência Social está lançando nesta segunda-feira (5) a Operação Inverno, ação de reforço no atendimento a pessoas em situação de rua no período de frio mais intenso. A iniciativa consiste na abertura do Ginásio Municipal de Esportes Professor Hugo Ramos para o acolhimento emergencial da população de rua, a exemplo do […]

5 de junho de 2023

Reportagem de: O Diário

A Secretaria Municipal de Assistência Social está lançando nesta segunda-feira (5) a Operação Inverno, ação de reforço no atendimento a pessoas em situação de rua no período de frio mais intenso. A iniciativa consiste na abertura do Ginásio Municipal de Esportes Professor Hugo Ramos para o acolhimento emergencial da população de rua, a exemplo do que já vem sendo feito nos últimos dois anos e também na ampliação dos horários das equipes de abordagem social. 

O Ginásio Municipal Professor Hugo Ramos recebeu ampla estrutura para acolher as pessoas em situação de rua. Ali, além do pernoite, com camas, travesseiros e cobertores, as pessoas terão acesso à higienização, alimentação e também roupas, conforme doações, que serão destinadas pelo Fundo Social de Mogi das Cruzes, que atua em parceria com a Assistência Social. As roupas e agasalhos também podem ser doados pela sociedade em geral, que deve levar os itens diretamente no Ginásio, a partir das 19 horas. 

A operação do Ginásio para o acolhimento emergencial tem também a parceria da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, que cedeu o espaço. Assim como nos últimos dois anos, os animais de estimação das pessoas em situação de rua serão acolhidos.  

“O acolhimento emergencial no Ginásio Municipal já se provou como uma medida de efeito, que atende muito bem as pessoas em situação de rua. Novamente, fizemos uma grande mobilização, para ofertar esse espaço às pessoas que ficam mais vulneráveis nesse período de frio mais intenso”, destaca o prefeito, Caio Cunha. 

A acolhida no Ginásio será sempre a partir das 19 horas e o atendimento se encerrará às 7 horas do dia seguinte. Serão 30 vagas a cada noite e, antes de saírem, pela manhã, todos terão acesso a café da manhã. O atendimento se dará por demanda espontânea – isto é, as pessoas não precisam passar por triagem prévia. Ao acessar o local, as equipes da Secretaria de Assitência farão apenas uma abordagem inicial, para verificar se a pessoa já não está abrigada em algum outro acolhimento institucional direcionado a pessoas em situação de rua, dentre as unidades permanentes, que operam ao longo de todo o ano. 

“É importante lembrar que o acolhimento no Ginásio é uma medida emergencial, para aqueles que ainda não estão abrigados nas unidades de acolhimento institucional, que mantemos em parceria com organizações da sociedade civil ao longo de todo o ano. É uma estrutura aberta excepcionalmente nos dias de frio mais intenso, como um reforço realmente à estrutura que já temos”, explica a secretária municipal de Assistência Social, Celeste Gomes. 

A abordagem social à população de rua também passará por ampliação nos horários de atendimento. A partir desta segunda-feira, as equipes passam a atuar em dias de semana das 7h às 22h e, em finais de semana e feriados, das 8h até as 20 horas. O horário convencional em dias úteis era das 7h às 20h e das 8h às 17h aos sábados, domingos e feriados. Importante destacar que os horários podem passar por adequações, conforme demanda identificada nos trabalhos in loco ao longo dos próximos dias.  

Durante as abordagens, os agentes sociais tentam conscientizar as pessoas a deixarem a situação da rua e ofertam e acolhimento nas unidades que prestam esse serviço, bem como encaminhamento a outros serviços. Vale lembrar que os trabalhos de abordagem não podem ter caráter coercitivo e/ou compulsório. Assim, a adesão aos serviços ofertados deve ocorrer de forma espontânea por parte das pessoas que se encontram em situação de rua. As equipes atuam em locais previamente mapeados e também a partir de solicitações, que podem ser feitas pelo telefone (11) 97096-0923

Vale lembrar que a unidade de referência para o atendimento de pessoas em situação de rua na cidade é o Centro POP, situado no Mogilar. O equipamento funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h e tem a finalidade de assegurar atendimento e atividades direcionadas para o desenvolvimento de sociabilidades, na perspectiva de fortalecimento de vínculos interpessoais e/ou familiares que oportunizem a construção de novos projetos de vida. 

O Centro POP oferece trabalho técnico para a análise das demandas dos usuários, orientação individual e grupal e encaminhamentos a outros serviços socioassistenciais e das demais políticas públicas que possam contribuir na construção da autonomia, da inserção social e da proteção às situações de violência.

Mais informações sobre o serviço podem ser obtidas pelo telefone 4796-3862 ou 4790-1244.

Veja Também