Diário Logo

Notizia Logo

IML trará causa da morte de porteiro na cadeia

O porteiro Cláudio Marques de Souza, de 45 anos, morreu, na madrugada de sábado (29) na Cadeia de Mogi das Cruzes. Segundo o policial civil Jousani Gomes relatou ao delegado Guilherme Cyrino, do Distrito Central, ele passou mal em uma das celas e faleceu antes de receber socorro. Cláudio estava encarcerado por força de uma […]

1 de setembro de 2020

Reportagem de: O Diário

O porteiro Cláudio Marques de Souza, de 45 anos, morreu, na madrugada de sábado (29) na Cadeia de Mogi das Cruzes. Segundo o policial civil Jousani Gomes relatou ao delegado Guilherme Cyrino, do Distrito Central, ele passou mal em uma das celas e faleceu antes de receber socorro. Cláudio estava encarcerado por força de uma medida provisória expedida pela Justiça a pedido da Polícia Civil por cometer o crime de tentativa de homicídio em 17 de agosto. O delegado Guilherme Cyrino registrou a ocorrência com o apoio do escrivão Valdir Macedo. A pedido da autoridade a Polícia Científica realizou a perícia que pode ajudar a apurar com detalhes a causa da morte do porteiro. Sem apresentar sinais de violência, o corpo dele foi encaminhado ao Posto do Instituto Médico Legal para a realização da necropsia. Um laudo será emitido e poderá apontar o que provocou a morte do preso.Em 17 de agosto, por ciúmes ele tentou matar a ex-namorada, a ajudante geral Viviane Rodrigues de Souza, de 37 anos, a golpes de faca. Ela foi internada no Hospital Luzia de Pinho Melo após o crime no Conjunto Residencial do Bosque, em Braz Cubas.Na ocasião o delegado Daniel Miragaia, do Distrito Central, requisitou a prisão temporária de Cláudio e ele foi encontrado depois de 5 dias, no Hospital Luzia, já internado, pois havia sido esfaqueado por um desconhecido. Há suspeita que quem o atacou quis se vingar do crime que cometeu contra a ex-namorada.

Veja Também