Diário Logo

O Diário Logo

Komura deixa Secretaria e volta à Câmara para cuidar do PSDB

O vereador Pedro Komura (PSDB) deverá deixar o cargo de secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação e retomar seu lugar na Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, no próximo dia 22. Komura está distante do Legislativo desde outubro do ano passado, quando foi convidado pelo prefeito Caio Cunha (PODE) a assumir o comando da […]

10 de agosto de 2023

Reportagem de: O Diário

O vereador Pedro Komura (PSDB) deverá deixar o cargo de secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação e retomar seu lugar na Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, no próximo dia 22.

Komura está distante do Legislativo desde outubro do ano passado, quando foi convidado pelo prefeito Caio Cunha (PODE) a assumir o comando da pasta voltada para o crescimento econômico do município.

Agora deixará a Prefeitura com a missão de reestruturar o PSDB, partido herdado por ele, após a desfiliação do presidente e ex-prefeito Marcus Melo (hoje sem partido).

O vereador era vice-presidente do Diretório Municipal tucano e agora irá cuidar também da organização da chapa de candidatos a vereador que deverá integrar o grupo de apoio à reeleição do prefeito Caio Cunha.

O cargo de secretário deverá ser ocupado interinamente pelo atual adjunto da pasta, Claudemir Meneses, até a indicação de um novo nome pelo prefeito.

Nos bastidores da Câmara Municipal, durante a tarde desta quarta-feira (9), comentava-se a possibilidade de o economista Claudio Costa vir a ser convidado para ocupar o posto de titular do Desenvolvimento e Inovação.

Com o retorno de Komura ao Legislativo, termina também o período de interinidade de seu substituto, o suplente Gustavo Siqueira (PSDB) no cargo de vereador.

O jovem político, que é neto do ex-vereador Ivan Nunes Siqueira, e já foi diretor do Departamento Municipal de Limpeza Pública de Mogi, deverá retornar para a Prefeitura em cargo ainda a ser definido por Caio Cunha, segundo o próprio prefeito garantiu a esta coluna.

Fora da Prefeitura, o presidente terá tempo suficiente para cuidar da remodelação interna do PSDB, promover novas filiações e preparar a futura convenção municipal da agremiação.

Em meio a tudo isso, vai tratar de organizar o grupo de futuros concorrentes às vagas da Câmara Municipal, nas eleições do próximo ano.

Desde que assumiu o cargo de presidente, Komura  vem prometendo cuidar melhor do partido, o que deverá acontecer a partir de agora.

As mudanças na Prefeitura, com reflexos diretos no Legislativo, já eram esperadas.

No final do primeiro semestre passado, o vereador anunciou a esta coluna sua disposição de reassumir a vaga na Câmara antes do término deste ano.

Inicialmente, sua meta era cuidar pessoalmente da campanha da filha, Jacqueline Komura, que deveria substituí-lo no cargo, onde está desde 1989, há nove legislaturas, portanto.

No entanto, uma reviravolta na vida profissional de Jacqueline fez com ela mudasse radicalmente seus planos ligados à política.

Diante disso, restou ao pai encarar sua décima campanha para vereador. De volta à Câmara, Komura terá o tempo necessário para cuidar também de sua candidatura, já que a concorrência promete ser muito grande nas futuras eleições.

Mas não será surpresa, pelo menos para esta coluna, se junto com todas essas atribuições, Komura decidir entrar de cabeça na sucessão do Legislativo. (Mas isso é assunto para amanhã).

 

Novos rumos

O vereador Gustavo Siqueira disse, nesta quarta-feira, que está negociando uma troca de partido para a próxima janela.

Segundo admitiu, poderá trocar o PSDB pelo PP, o Partido Progressista, atualmente sob o comando da vice-prefeita, Priscila Yamagami.

Isso significa que o suplente que ocupa atualmente a vaga de Pedro Komura, deve continuar integrando o grupo de apoio ao atual prefeito Caio Cunha.

 

Irreversível

Depois da reunião de Valdemar Costa Neto com a bancada do PL e do “pedido pessoal” em favor da indicação do deputado federal Marco Bertaiolli (PSD) para o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, não há mais motivos para se duvidar que a política partidária esteja prestes a perder alguém com um futuro muito promissor.

Cada vez mais próximo do cargo vitalício, o mogiano ainda não se pronunciou oficialmente para seus eleitores. E mesmo pessoas próximas dele dizem que não conseguem entender a sua nova opção de vida.

 

Dificuldades

Os caciques Valdemar Costa Neto (PL) e Gilberto Kassab (PSD) têm se empenhado pessoalmente em favor da aprovação do nome de Bertaiolli pela Alesp. Mas ainda existem contratempos.

Por exemplo: o deputado estadual Ricardo Madalena (PL) fez ouvidos de mercador ao apelo de Costa Neto e diz que continua candidato, indo buscar apoio junto às bancadas do PT e dos bolsonaristas de raiz, que não rezam na cartilha do presidente do PL.

Madalena diz que não desistirá da cadeira de conselheiro, mas a tarefa dele, decididamente, não está nada fácil.

 

Novos apoios

Segundo apurou a coluna, durante esta quarta-feira, o presidente da Alesp, deputado André do Prado (PL), estaria negociando, com algum sucesso, pelo menos até agora, o apoio da bancada do PT à indicação de Bertaiolli ao TCE.

Sem contar que o próprio deputado federal também estaria empenhado em conseguir os votos junto aos petistas, segundo informa a imprensa de Brasília.

Com PT, PSD e PL juntos, a indicação estaria praticamente assegurada.

 

A eleição

A vaga no TCE será aberta no dia 24 de setembro, com a aposentadoria compulsória do conselheiro Edgard Camargo Rodrigues, que completa 75 anos.

Para ocupá-la, o candidato precisa reunir 48 assinaturas de parlamentares e depois obter 48 dos 94 votos no plenário da Alesp.

 

Novo âncora

Valdemar Costa Neto deverá ser o âncora de um podcast que o PL deverá lançar em breve.

O programa terá participações esporádicas do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Segundo noticiou o Estadão, Costa Neto passará por treinamento para falar de forma natural, enquanto Bolsonaro receberá orientações para evitar declarações controversas e fornecer menos munição à Justiça e adversários.

Um estúdio está sendo montado na sede do PL, em Brasília, para que deputados do partido, assim como a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, possam produzir os seus próprios programas.

 

Chico Bento

A notícia divulgada por este jornal sobre o início de negociações entre a Prefeitura de Mogi e a equipe do desenhista Mauricio de Sousa para que seja implantado, em Taiaçupeba, um parque com a réplica do sítio das histórias em quadrilhos, onde vivem o personagem Chico Bento, seus familiares e amigos, ganhou destaque em dois portais de internet especializados em assuntos turísticos.

As publicações virtuais “Passeios” e “Melhores Destinos” destacaram, em grandes reportagens, a possibilidade de se ter um parque desse tipo dentro da Grande São Paulo.

Veja Também