Diário Logo

Notizia Logo

Missa e procissão celebram hoje Santana, padroeira de Mogi e avó de Jesus

Padroeira de Mogi das Cruzes, Santa Ana, a mãe de Maria e avó de Jesus, é celebrada pelos católicos neste 26 de julho, feriado municipal. Na Catedral de Santana, às 12 horas foi celebrada celebrada uma missa pelo padre Marcelo Oliveira e, às 16h, haverá procissão no entorno da igre-sede da Diocese de de Mogi […]

26 de julho de 2023

Reportagem de: O Diário

Padroeira de Mogi das Cruzes, Santa Ana, a mãe de Maria e avó de Jesus, é celebrada pelos católicos neste 26 de julho, feriado municipal. Na Catedral de Santana, às 12 horas foi celebrada celebrada uma missa pelo padre Marcelo Oliveira e, às 16h, haverá procissão no entorno da igre-sede da Diocese de de Mogi das Cruzes, seguida de missa, celebrada por dom Pedro Luiz Stringhini.

Além de Santana, 26 de julho também é um dia marcado pela celebração dos avós e de São Joaquim, pai de Maria.

Em Mogi das Cruzes, a devoção a Santana é secular – a cidade possui uma das mais antigas imagens da padroeira de Mogi das Cruzes que batizou, inclusive, a Vila de Sant’Anna de Mogi Mirim, um dos primeiros nomes do vilarejo que deu origem ao município atual.

No ano passado, o professor Glauco Riciele, diretor de Patrimônio e Arquivo Histórico da Secretaria Municipal de Cultura, anunciou em O Diário o início de estudos que visavam o tombamento histórico da imagem de barro que figura como uma das mais antigas e importantes do acervo da Catedral de Santana. (Relembre reportagem aqui).

A fé e a devoção a Santana começa na formação do povoado mogiano, quando as primeiras famílias de descendência portuguesa  costumavam manter a imagem da santa de louvor em pequenos nichos ou capelas, em frente às moradias (veja reportagem aqui)

A imagem de Santana em destaque entre os santos expostos na Catedral da Diocese de Mogi das Cruzes, que responde pela Igreja Católica nas cidades do Alto Tietê, não é a primeira que recebeu a atenção dos mogianos.

Essa peça sacra teria chegado ao município por volta de 1750, quando houve a primeira grande reforma na igreja, que foi ampliada e ganhou uma torre na fachada esquerda. Antes, no entanto, havia uma outra, cujo destino ainda provoca muita curiosidade e especulações.

Desde o dia 14 de julho, a Catedral de Santana realiza missa, festejos e quermesse em homenagem à padroeira da cidade.

Na quermesse, são encontradas barracas com itens tradicionais da culinária mogiana, como o tortinho, na.praça Coronel Benedito Almeida, conhecida por muitos ainda como a ” Praça da Matriz”, no Centro.

Veja Também