Diário Logo

O Diário Logo

Mogi contará com mais 148 agentes da Guarda Municipal

Foi aprovado pela Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, na última sessão legislativa antes do recesso de julho, o projeto de lei do prefeito Caio Cunha (PODE), que cria 148 novos cargos para a Guarda Municipal. As vagas são para a terceira classe da GCM, com salário padrão E-7 (vencimento base de R$ 2.737,06). As […]

14 de julho de 2023

Reportagem de: O Diário

Foi aprovado pela Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, na última sessão legislativa antes do recesso de julho, o projeto de lei do prefeito Caio Cunha (PODE), que cria 148 novos cargos para a Guarda Municipal.

As vagas são para a terceira classe da GCM, com salário padrão E-7 (vencimento base de R$ 2.737,06). As contratações dos novos agentes da corporação serão feitas por concurso público. A carga horária de trabalho é de quarenta horas semanais.

O projeto que cria os cargos chegou à Casa em junho e teve aval unanime dos vereadores. Na terça-feira, o Legislativo também aprovou uma outra mudança no estatuto da GCM de Mogi, reduzindo a carga horária dos cursos de capacitação de 900 horas/aulas, para 476 horas/aulas mínimas para o treinamento dos componentes das forças de segurança municipais, seguindo a determinançao do Estatuto Gerak das Guardas Municipais. Isso permitirá que os novos contratados comecem a trabalhar mais rápido.

O presidente da Comissão Permanente de Segurança e Transportes da Câmara, vereador Maurino José da Silva – Policial Maurino (PODE), falou a respeito da agilidade no processo: “Após o concurso eles serão formados com menos hora aula do que anteriormente sem perder a qualidade do ensino, quem ganha com tudo isso é a cidade, que terá num menor espaço de tempo um profissional bem treinado e preparado para servir ao munícipe. A presença do Guarda Municipal aumenta a sensação de segurança para nossa população”, pontuou.

Quanto vai custar

Segundo estimativas feitas pela Prefeitura, o investimento total com a criação e ocupação dos cargos será de R$ 10,1 milhões por ano.

Apesar de terem aprovado o projeto, alguns vereadores, aproveitaram para cobrar que seja feita a revisão no plano de carreira da categoria, que já há algum tempo eles vêm insistindo nisso, por entendererem que é uma forma de incentivar e valorizar o trabalho dos agentes. Eles também reclamam de problemas com equipamentos para que possam atuar com mais segurança.

A vereadora Inês Paz (PSOL) disse que “a GCM tem cumprido um papel que as vezes vai além das obrigações, pois, sabemos que a responsabilidade sobre a segurança pública é muito maior da PM do que da GCM. Mas, é preciso também pensar no plano de carreira, equipamentos de proteção e instrumentos de trabalho, dar as condições de trabalho e os incentivos que os profissionais precisam”, comentou.

“Todos nós vereadores sabemos da importância do trabalho que a GCM faz pela cidade de Mogi das Cruzes. Quando ando pela cidade, vejo  mais viaturas da Guarda do que da PM. Sou a favor de ampliar a Guarda, mas acho que temos que conversar com os representantes da GCM, para entender melhor as dificuldade que enfrentam com equipamentos e valorização do trabalho realizado”, reforçou o vereador Francimário Vieira – Farofa (PL).

Seguindo nessa linha, o vereador Mauro Yokoyama (PL), por sua vez, sugeriu que a Comissão de Segurança realize uma audiência com os integrantes da corporação para ouvi-los e entender as suas necessidades, “pois entendo que seremos mais eficazes trabalhando junto com interessados, entendendo suas demandas, com maior economia processual”, exaltou. Outro que se posicionou foi o vereador José Luiz Furtado (Sem partido) para falar que “faltam condições de trabalho que é o mínimo que qualquer funcionário precisa ter”.

O presidente da Câmara, Marcos Furlan (PODE), apoiou a proposta de ampliar o diálogo com a categoria até porque hoje eles realizam função de polícia e não só de vigilância patrimonial. “A importância deste diálogo permanente é grande e o prefeito realizou, recentemente, uma reunião com o presidente da Associação e já firmou compromissos com a GCM que vão trazer melhorias para os profissionais”.

Veja Também