Diário Logo

Notizia Logo

Políticos acreditam em Cusatis candidato, mas duvidam de Mara

O principal assunto dos corredores e gabinetes da Câmara de Mogi, nas últimas horas, foram as declarações do deputado federal Marco Bertaiolli (PSD), em entrevista a este jornal, garantindo que apoiaria e votaria numa chapa formada por Téo Cusatis e Mara Bertaiolli, como candidatos a prefeito e vice, nas eleições do próximo ano. Para boa […]

4 de maio de 2023

Reportagem de: O Diário

O principal assunto dos corredores e gabinetes da Câmara de Mogi, nas últimas horas, foram as declarações do deputado federal Marco Bertaiolli (PSD), em entrevista a este jornal, garantindo que apoiaria e votaria numa chapa formada por Téo Cusatis e Mara Bertaiolli, como candidatos a prefeito e vice, nas eleições do próximo ano.

Para boa parte dos vereadores, a fala do parlamentar foi um sinal evidente de sua preferência por Cusatis para representar o grupo liderado por PSD e PL na futura disputa pela Prefeitura de Mogi.

Curiosamente, o mesmo não aconteceu em relação à sua possível companheira de chapa. Muitos duvidam que Mara Bertaiolli vá abandonar a área de conforto em que se encontra para ingressar numa campanha, onde se sabe como começa, mas nunca como termina.

Alguns políticos chegaram a afirmar que a citação de Mara como vice teria sido uma mera estratégia de seu marido para tornar pública a sua preferência pela candidatura a prefeito de seu ex-secretário municipal de Saúde.

Mas segundo apurou a coluna, engana-se redondamente quem pensa dessa forma.

Pessoas do círculo de amizades do casal Bertaiolli asseguram que Mara está animadíssima e empolgada com a possibilidade de ingressar na disputa pela Prefeitura ao lado de Cusatis.

Estas mesmas pessoas garantem que somente se lembram de tal empolgação nos tempos em que ela comandava campanhas de sucesso em favor do Fundo Social de Solidariedade, que ela presidia quando o marido era prefeito.

Na Câmara, existem até vereadores que ainda acreditam que tudo isso não passa de uma grande cortina de fumaça para esconder a volta de Bertaiolli como candidato a prefeito nas eleições de 2024. Algo que, convenhamos, parece estar cada dia mais distante de acontecer.

Assim, a definição dos candidatos do grupo de Valdemar Costa Neto e Bertaiolli continua cercada de grande expectativa.

Pois há quem se lembre também que existe um compromisso firmado pelo ex-prefeito Marcus Melo de trocar o PSDB pelo PL para disputar a vaga de candidato a prefeito como integrante do grupo. E que tal acordo teria sido feito com o comando do PL, mas ainda não cumprido.

Com um recall positivo de seu período administrativo, Melo pode estar balançando diante do que foi acordado, pois sabe que pode acabar ficando sem legenda, pois não lhe foi assegurada qualquer garantia para sua candidatura.

E diante dos recentes acontecimentos, Melo poderia estar achando que é melhor um pássaro na mão que dois voando.

Ou seja, pode ser melhor para seus planos de voltar à Prefeitura, sua permanência no PSDB onde ele tem a legenda assegurada para seu projeto político.

Tudo isso, entretanto, não passa de conjecturas, já que o ex-prefeito continua em silêncio e sem anunciar qual o caminho irá seguir, pensando em 2024.

Do lado do PL, como disse o deputado Marcos Damasio, em recente entrevista a este jornal, os entendimentos com Melo continuam de pé, já que até mesmo o próprio parlamentar também quer estar na briga pela vaga de candidato a prefeito. Como ele próprio declarou, na mesma conversa com este repórter.

Os rumos que Marcus Melo irá tomar em relação à sucessão também são aguardados com grande expectativa nos meios políticos, principalmente após algumas opiniões indicarem a possibilidade de uma aliança com o grupo do prefeito Caio Cunha (Pode), algo que muitos consideram imponderável. Ou até impossível.

Mas somente um dos dois pode dizer se tal hipótese teria alguma possibilidade de se tornar viável.

Até que alguém se manifeste, vale continuar esperando para conferir o que virá por aí…

Veja Também