Diário Logo

O Diário Logo

Mogi inaugura ‘Clínica Caramelo’ com atendimento veterinário gratuito

Capacidade será para 450 consultas mensais em clínica médico-veterinária, 50 consultas de especialidade, entre outros serviços

24 de maio de 2024

Atendimentos serão direcionados aos munícipes de baixa renda registrados no CadÚnico | Fabio Pereira - O Diário

Reportagem de: Fabio Pereira

Mogi das Cruzes inaugurou, nesta sexta-feira (24/05), a “Clínica Caramelo”, unidade de atendimento veterinário gratuito que será destinada exclusivamente aos cães e gatos do município. O novo serviço, que recebe o nome de uma narrativa cultural desenvolvida no Brasil e demais países da América Latina – onde cachorros com pelagem amarelada se tornaram um símbolo icônico -, irá beneficiar famílias residentes do município com registro no Cadastro Único (CadÚnico).

No total, a capacidade será para 450 consultas mensais em clínica médico-veterinária, 50 consultas de especialidades veterinárias, 200 cirurgias de esterilização em caninos e felinos e 85 cirurgias diversas, além de centenas de outros atendimentos, como anestesia, exames laboratoriais e de imagem e procedimentos ambulatoriais.

A clínica fica na rua Dr. Deodato Wertheimer, 40, Mogilar (próximo à Ilha Marabá). O funcionamento, por sua vez, será de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Já o atendimento ocorrerá mediante agendamento, que deve ser feito a partir desta segunda-feira (27/05), exclusivamente pelo telefone 4798-7456. A equipe de reportagem de O Diário esteve presente no local e registrou toda a estrutura do equipamento inaugurado.

VEJA VÍDEO:

A Caramelo terá uma equipe especializada, com veterinários e técnicos, além de equipes administrativas e de apoio. Vale lembrar que o espaço oferecerá consultas e atendimento veterinário, mas não será um hospital e, por isso, não disponibilizará internação. A instituição é voltada às pessoas de baixo poder aquisitivo, inscritas no CadÚnico. Os tutores também deverão portar o Cartão SIS. Haverá triagem para selecionar as emergências.

Presente no evento de inauguração do espaço, o prefeito de Mogi das Cruzes, Caio Cunha, destacou a importância da cidade possuir um espaço como este.

Depois de muita luta, muita força, conseguimos abrir este espaço. Temos a convicção de que a clínica será referência para toda região Alto Tietê. Agradeço à secretaria municipal de Meio Ambiente e Proteção Animal, Ionara Fernandes, e à toda sua equipe. Seria mais cômodo manter a causa animal dentro da Saúde já que, nesta secretaria, você tem uma meta financeira obrigatória para gastar. Mas não dá para tratar cães e gatos pela zoonose. Com essa atitude, de separar os temas, hoje inauguramos este importante equipamento”, afirmou o chefe do Poder Executivo mogiano.

Estrutura

O ambiente dispõe de uma estrutura completa para o atendimento veterinário. No local, há máquinas de ultrassom que são importantes no diagnóstico de doenças como a ingestão de um corpo estranho, tumores, estadiamento de doença renal crônica, além de possibilitar a verificação de gastrites e úlceras, entre outras enfermidades. O raio-x, por sua vez, auxilia na visualização de fraturas, perfuração de órgãos como o pulmão, pesquisa e estudos de metástase e possíveis neoplasias.

Já o setor de esterilização é um local onde os cirurgiões e auxiliares fazem a lavagem correta das mãos e colocam os aventais e luvas. Neste momento, os profissionais ficam 100% estéreis para poder entrar no centro cirúrgico.

Na sequência há uma sala para execução do procedimento pré-operatório, que consiste na coleta do máximo possível de informações acerca do animal em situação cirúrgica como, por exemplo, tempo de jejum, avaliação de mucosa.

Há também uma sala de pós-operatório em que são feitas avaliações para verificar como o animal volta da anestesia e, ainda, se irá apresentar dor ou alguma alteração no exame físico capaz de exigir a necessidade do uso de medicações específicas ou, até mesmo, saber se o animal teve algum contratempo devido ao procedimento cirúrgico.

Veja Também