Diário Logo

O Diário Logo

Semae inicia obras de esgoto no Parque São Martinho

Investimento será de R$ 11,4 milhões, sendo R$ 8,6 milhões do Fehidro e mais R$ 2,8 milhões do Semae; prazo para construção é de 18 meses 

9 de abril de 2024

Projeto contemplará outras regiões de Mogi posteriormente | Divulgação: PMMC

Reportagem de: O Diário

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) iniciou a implantação do sistema de coleta e tratamento de esgoto no Parque São Martinho em Mogi das Cruzes. O investimento será de R$ 11,4 milhões e o projeto contempla aproximadamente 5,9 quilômetros de redes coletoras, 136 poços de visita (pontos de acesso a redes para intervenções no sistema, como manutenções, por exemplo) e 1 estação elevatória (bombeamento) de esgoto.

O sistema também terá 1,3 quilômetro de rede de recalque (tubulação que conduz os efluentes da elevatória até um ponto a partir do qual possa seguir por gravidade até uma unidade de tratamento), 502 ramais de ligação e 45 sistemas individuais de tratamento de esgoto.

O complexo será interligado à elevatória do Jardim Santos Dumont III, de onde o esgoto será encaminhado para tratamento na estação da Sabesp, em Suzano.

Do total de R$ 11,4 milhões de investimento, R$ 8,6 milhões são em recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro) e mais R$ 2,8 milhões do Semae, como contrapartida.

O prazo previsto para construção do sistema de esgoto Parque São Martinho é de 18 meses, contados a partir do efetivo início dos trabalhos. A população beneficiada será de 2 mil moradores.

Projeto de sistemas de esgotamento sanitário

O Parque São Martinho é um dos bairros que integram o projeto de sistemas de esgotamento sanitário em núcleos isolados, um trabalho desenvolvido pela equipe técnica do Semae, num processo que começou há cerca de dez anos, desde os primeiros levantamentos, passando pela contratação dos projetos e a captação dos recursos para as obras.

Os demais núcleos contemplados serão Biritiba-Ussu, Chácaras Guanabara, Jardim Nove de Julho, Quatinga, Taiaçupeba e Vila Mathias (Sabaúna).

O investimento – na elaboração dos projetos para todos os oito núcleos – foi de R$ 5,7 milhões, sendo R$ 4,6 milhões do Governo Federal e R$ R$ 1,1 milhão do Município.

Nessa etapa, foram feitos os estudos para, posteriormente, a autarquia buscar recursos para as obras, tal como ocorreu para o Parque São Martinho e Parque das Varinhas – onde as obras estão com mais de 70% de execução (a instalação de 2,8 quilômetros de linha de recalque e 11,4 quilômetros de redes coletoras já foi finalizada).

Em Mogi das Cruzes, um núcleo isolado que já conta com sistema de coleta e tratamento de esgoto é a Vila Andrade, em Sabaúna.

Veja Também