Diário Logo

O Diário Logo

Governador anuncia criação de Hospital Regional do Alto Tietê, em Suzano

O decreto de criação do Hospital Regional do Alto Tietê (HRAT), na área do Complexo do Hospital Auxiliar de Suzano, onde hoje funciona o Hospital de Cirurgias do Estado, foi publicado neste sábado (3), no Diário Oficial. O governador Rodrigo Garcia, que assinou o documento sexta-feira (2), realizou visita técnica hoje (3) à unidade, que […]

3 de setembro de 2022

Reportagem de: O Diário

O decreto de criação do Hospital Regional do Alto Tietê (HRAT), na área do Complexo do Hospital Auxiliar de Suzano, onde hoje funciona o Hospital de Cirurgias do Estado, foi publicado neste sábado (3), no Diário Oficial. O governador Rodrigo Garcia, que assinou o documento sexta-feira (2), realizou visita técnica hoje (3) à unidade, que realiza neste sábado 100 procedimentos, entre cirurgias e consultas pré-operatórias.

O local irá funcionar como hospital regional para o Alto Tietê após o término do Mutirão das Cirurgias, que deve se estender até o final deste ano.

“Esse hospital que já funcionou como hospital de Covid e como de cirurgia, vai passar, a partir de 2023, a hospital regional. Esse é um sonho antigo de Suzano e região que agora passa a se tornar realidade”, disse o governador. “Estamos melhorando e ampliando o atendimento também dos outros hospitais regionais, em Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos e Guarulhos, compondo equipamentos de saúde melhores do que nós tínhamos para atender a nossa população”, completou Rodrigo.

Então, o HC de Suzano, que vai se chamar Hospital Regional do Alto Tietê, passará a ser uma realidade em 2023, com 195 leitos, incluindo de UTI, para atender melhor a população do Alto Tietê.

O Hospital Regional do Alto Tietê terá 195 leitos e será referência em média complexidade, com atendimentos voltados a ortopedia, cirurgia geral, saúde mental e pacientes de longa permanência. O prédio, que possui três blocos, realizará atendimentos de urgência e emergência, internações, cirurgias e exames, dentre eles estão tomografias computadorizadas, ultrassonografia, raio-x e análises clínicas.

Um dos prédios terá 99 leitos, sendo 10 deles de terapia intensiva (UTI), 2 salas cirúrgicas, 5 consultórios, 12 leitos de hospital dia e um centro de imagem e laboratório de análises clínicas. Outro bloco terá 16 leitos de enfermaria e no terceiro haverá 80 leitos para atendimento de pacientes de longa permanência, que já estão sendo assistidos pela unidade.

Com a assinatura e a publicação do decreto, a Secretaria de Estado da Saúde irá publicar nos próximos 15 dias o edital de chamamento público para a contratação da OSS gestora da unidade. 

 

 

Veja Também