Diário Logo

O Diário Logo

Suzano anuncia plano de apoio aos comerciantes

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, anunciou nesta quarta-feira (17) um plano de apoio aos comerciantes diante do agravamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Entre as principais medidas estão o adiamento de vencimentos de taxas municipais voltadas aos empreendedores, o cadastramento dos estabelecimentos junto à Associação Comercial e Empresarial (ACE) para serviços drive-thru e […]

18 de março de 2021

Reportagem de: O Diário

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, anunciou nesta quarta-feira (17) um plano de apoio aos comerciantes diante do agravamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Entre as principais medidas estão o adiamento de vencimentos de taxas municipais voltadas aos empreendedores, o cadastramento dos estabelecimentos junto à Associação Comercial e Empresarial (ACE) para serviços drive-thru e o pedido de priorização dos atendentes dos comércios no Plano Nacional de Vacinação.

O planejamento foi feito a partir da reunião do chefe do Executivo com o presidente da ACE Suzano, Fernando Fernandes, e com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sincomércio), Valterli Martinez. Também participaram do encontro o secretário municipal de Planejamento e Finanças, Itamar Viana, e o diretor jurídico da prefeitura José Serafim da Silva Júnior.

A principal medida tomada foi postergar o vencimento do Imposto Sobre Serviços (ISS) Fixo e da Taxa de Licença. Desta forma, os pagamentos que deveriam ocorrer entre março e junho agora poderão ser pagos de setembro a dezembro. Já em relação ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), o benefício será estendido a todos os contribuintes, podendo liquidar o débito até 15 de dezembro. Em todos os casos, não haverá juros e multas.

Outro fator em destaque foi o documento de solicitação por parte do Poder Executivo municipal ao Ministério da Saúde para inserção de trabalhadores que atuam no atendimento ao público como grupo prioritário no Plano Nacional de Imunização. A medida busca contemplar os comerciantes, para retomada do setor e da economia.

Ashiuchi explicou que muitas pessoas que estão no atendimento em supermercados e em postos de combustíveis, por exemplo, estão expostos ao vírus e apesar de serem de estabelecimentos de serviços essenciais, esses profissionais não estão no plano de imunização. Por isso, foi pedido pelo prefeito a atenção por parte dos governos estadual e federal para incrementar os atendentes como público-alvo, após a superação das etapas dos principais grupos de risco.

Ainda na reunião, ficou definido que a ACE vai elaborar um cadastramento de todos os comerciantes da cidade, com o objetivo de fornecer endereço, telefone e segmento em seu site oficial. Sendo assim, os consumidores vão ter facilidade na procura de itens na cidade, sem sair de casa.

Fernandes detalhou que para realizar de fato a compra, o munícipe deverá entrar em contato com o estabelecimento que desejar, pelo telefone ou de forma on-line e ao comprar, o pagamento deverá ocorrer via PIX, transferência bancária ou por boleto; Já retirada deverá ocorrer ao longo do dia, em sistema drive-thru, sem desrespeitar as medidas sanitárias. Ele explica que o motorista terá tempo livre de até dez minutos, isento do pagamento de Zona Azul. E a equipe pediu também para que todos guardem o comprovante de compra para justificar, em caso de necessidade.

Para o presidente do Sincomércio, as medidas são importantíssimas para os comerciantes, principalmente diante da crise sanitária e agradeceu o empenho do prefeito Rodrigo Ashiuchi, que sempre mantém as portas abertas ao diálogo com a nossa categoria.

Novas restrições

A partir desta quinta-feira (18), Suzano decreta suspensão das feiras livres aos finais de semana, assim como será obrigatório o uso de máscaras em locais públicos, principalmente nas ruas da cidade. Também será determinado que entre apenas um representante por família em estabelecimentos essenciais, como farmácias, supermercados, açougues e outros.

O prefeito finalizou ao dizer que com a lotação nos hospitais da região e o crescente casos de infecção, foi preciso adotar novas medidas. Por isso, o uso de máscaras passa a ser obrigatório também em locais públicos, uma vez que antes era uma ‘recomendação’.

Veja Também