Diário Logo

O Diário Logo

Suzano é a primeira a confirmar mais de mil casos de dengue no Alto Tietê

Em dois meses, Suzano tem aumento superior a 100% dos casos confirmados durante todo o ano de 2023

1 de março de 2024

Morte aconteceu no dia 3, mas hospital não realizou notificação compulsória | Reprodução

Reportagem de: Vitor Gianluca

Com a maior incidência da região, Suzano é a primeira cidade a ultrapassar mil casos de dengue, com 1.053 confirmados. O município também é o primeiro da região Alto Tietê a entrar no quadro de epidemia do Ministério de Saúde, com incidência superior a 300 casos para 100 mil habitantes.

Além dos casos já confirmados, outro número preocupante são os que estão em estado de investigação, 425, até o momento. Em 2023, o município registrou 500 casos positivos para dengue durante o ano todo. Até a presente data, dia 1º de março, Suzano tem mais que o dobro de casos positivos do ano anterior e em nenhum momento se chegou à marca de mil casos nos últimos anos.

Quantidade de registros nos últimos anos:

  • 2020: 35
  • 2021: 77
  • 2022: 450
  • 2023: 500
  • 2024: 1.053 (janeiro e fevereiro)

Dois óbitos de dengue da região são de Suzano

Na manhã desta sexta-feira (1), Suzano confirmou a segunda morte causada por dengue neste ano. A informação foi dada pelo novo secretário de Saúde, Diego Ferreira, em entrevista ao Bom Dia Diário. Desta vez, a vítima tinha 58 anos e não apresentava comorbidades.

Dia D de combate à dengue em Suzano

A Prefeitura de Suzano declarou “Estado de Emergência e Alerta Epidemiológico”, por meio do decreto municipal nº 10.019/2024, no último dia 14 para preparar o município para atuar neste momento em que a quantidade de casos de dengue apresenta crescente por todo o país e Estado de São Paulo, algo que pode ser atribuído também aos altos índice de chuva e temperaturas do mês de fevereiro.

Ainda nesta sexta, Suzano recebe uma mobilização especial da Defesa Civil do Estado de São Paulo, o Dia D de Combate à Dengue envolvendo agentes do Setor de Controle de Zoonoses e da Defesa Civil de Suzano e também de cidades vizinhas.

Serão realizadas visita porta a porta para conscientização da população para evitar acúmulo de água parada em casa; orientação nas escolas municipais; ações de bloqueio em locais com focos do inseto, inclusive com aplicação de larvicida; nebulização pontual de inseticida em bairros onde há elevado número de casos; execução do projeto “Aedes do Bem”, para diminuição gradual das fêmeas do mosquito, que são as responsáveis pela transmissão; e vacinação de crianças de 10 e 11 anos contra a dengue que chegou a 3.205 doses aplicadas desde o dia 20 de fevereiro.

Veja Também