Diário Logo

O Diário Logo

AGFE visita o Cubo Itaú

O Cubo Itaú é uma plataforma de geração de negócios para startups de alto impacto, que se tornou o maior hub de inovação da América Latina.

5 de agosto de 2023

Reprodução - Freepik

Reportagem de: O Diário

Profissionais de tecnologia e inovação de empresas associadas à Agência de Fomento Empresarial (AGFE), do Alto Tietê, conheceram na última quinta-feira a sede do Cubo Itaú, uma plataforma de geração de negócios para startups de alto impacto, que se tornou o maior hub de inovação da América Latina. A visita faz parte de um trabalho que vem sendo desenvolvido pela AGFE a fim de criar um Hub de inovação para a indústria.

O grupo tem visitado cidades e locais que contam com essa estrutura. A visita da última quinta-feira foi organizada em parceria com a Rural Venture – empresa focada no desenvolvimento de startups, sobretudo do agronegócio – que está alocada no Cubo Itaú.

“Nós estivemos lá, conhecemos a operação da Rural Venture, o funcionamento do Cubo e tivemos um bate-papo com a equipe  de inteligência artificial da Microsoft, com o Felipe Sampaio Freire, um dos heads da gigante de tecnologia . Foi uma experiência muito legal, principalmente para nós entendermos o que já está estruturado e o que ainda está por vir no uso da inteligência artificial”, destacou o diretor-executivo da AGFE, Claudio Costa.

A agenda desse grupo formado pela AGFE caminha para que, a médio prazo, o hub seja inaugurado dentro da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), uma das 31 empresas associadas à agência.

Atualmente, a ideia está em fase de discussão o formato que o hub deve ter. No entanto, já se sabe que deve contar com área de coworking, sala de reuniões, além de alocar o Memorial da Indústria no Alto Tietê e ser também a sede da Agência de Fomento Empresarial.

“A universidade já vem trabalhando, dentro dos cursos de graduação, no Programa de Empreendedorismo, com uma mentalidade de startup, encabeçada pelo especialista em ecossistemas e Hubs de Inovação, Rodrigo Garzi. O objetivo é de que as empresas juniores, startups, possam resolver algumas dores da indústria”, detalha Claudio Costa, um dos interlocutores da Agência de Fomental Empresarial da região do Alto Tietê.

Veja Também