Diário Logo

Notizia Logo

Casais viralizam ao mostrar a rotina nas ruas de Mogi e Santos

Perfil da mogiana Kimberlly e Taubaté, com 60 mil seguidores, abriu caminho para Douglas e Gabrielly saírem dos 300 para 1,4 milhão de seguidores

6 de fevereiro de 2024

No final do ano, os casais postaram a rotina no litoral: alta de engajamento ocorreu nas últimas semanas | Reprodução/redes sociais

Reportagem de: O Diário

Nas últimas semanas, o casal Douglas e Gabrielly viralizou nas redes sociais ao mostrar a rotina vivida nas ruas. Eles partiram de cerca de 300 seguidores para 1 milhão e 400 mil ao apresentarem os cuidados com o espaço onde viviam em uma calçada. A dupla foi citada em vídeos publicados por um outro casal, formado por Kimberlly Faustino, que é mogiana, e o marido, Alexandre Sobrinho, conhecido como Taubaté.

Kimberlly e Taubaté deixaram as ruas há algum tempo e passaram a auxiliar outras pessoas da comunidade em situação de rua de Mogi das Cruzes. Eles relatam as agruras e dificuldades enfrentadas pela parcela da população que cresce em grandes e médias cidades brasileiras nos últimos anos. Mas também as amizades e a solidariedade também nutridas nesse ambiente.

O fenômeno recente alcançado por Douglas e Gabrielly foi comentado por perfis como o @razõesparaacreditar, e vitamina o interesse de outros internautas que passaram a fazer contato para auxiliar os autores do vídeo viral. Eles se identificam como ex-moradores de rua e defensores da causa LGBTIA+. Gabrielly e Kimberly são mulheres trans.

Douglas e Gabrielly pretendem montar suas casas, assim como ocorreu com o primeiro casal, citado em recente balanço feito pela Prefeitura de Mogi das Cruzes sobre o trabalho realizado pelo Centro Pop com essa parcela da população.

A Secretaria Municipal de Assistência Social tem atuado para que pessoas atentidas voltem ou conquistem o sonho de ter uma casa.

Nas redes sociais, é possível acompanhar situações como a suspensão de uma conta de Gabrielly, em um banco, após as primeiras doações recebidas via PIX, encaminhadas por diferentes pessoas que se sensibilizaram com os pedidos da dupla. Após a reclamação sobre a suspensão dos recebimentos, a conta foi desbloqueada.

Há também internautas que passaram a oferecer outros tipos de ajuda, como tratamentos de saúde, dentário e de beleza.

Nos perfis @megaloka 2.0  e @taubate_megaloka (de Kimberly Francielly da Silva Faustino e Alexandre da Silva Sobrinho) e @casalmaloka013 (Douglas e Gabrielly), nota-se a escalada dos engajamentos.

Eles postam cenas do cotidiano – como cuidados com outras pessoas em situação de rua e falas de incentivo, além da limpeza da casa e quintal, e os cuidados com os pets.

O primeiro casal, que possui 60 mil seguidores em uma de suas redes sociais (dado visto nesta segunda-feira – 15/01) exibe mais postagens e vive em casa alugada em Mogi das Cruzes.

Integrantes do Centro POP de Mogi acompanharam a mudança de vida do casal que deixou as ruas, após terem se conhecido, no Mogilar, um tradicional de encontro de pessoas em situação de rua que não utilizam os abrigos da cidade.

Com os vídeos e ajuda, eles conquistaram um endereço e também passaram a atuar no atendimento de outras pessoas, segundo reportagem no site da Prefeitura de Mogi, em dezembro passado (veja outras informações abaixo).

O segundo casal, que se tornou um fenômeno pela arrancada no total de seguidores 1,4 milhão (dado de 15/01) em poucos dias, também busca se organizar para deixar as ruas.

Nos comentários após os posts, há diferentes internautas que se comprometem a pagar o aluguel do casal, mensagens de otimismo e reconhecimento pela mudança de vida.

Porém, há também posts de haters e seguidores com ataques preconceituosos às duas mulheres trans e também à amizade entre os quatro influenceres.

LEIA TAMBÉM: Mogi terá 96 vagas em rede para pessoa em situação de rua: 50 atendidos pode ir para casa

Veja Também