Diário Logo

O Diário Logo

Veja os sintomas da psoríase no couro cabeludo

O couro cabeludo é uma extensão da pele e, portanto, está sujeito às mesmas condições e doenças, como a psoríase, que causa descamação. “A psoríase do couro cabeludo pode ser localizada no topo da testa, atrás das orelhas e da nuca, ou mesmo cobrir a cabeça inteira como um capacete”, explica o Dr. Danilo S. […]

16 de maio de 2024

Reportagem de: Edicase Conteúdo

O couro cabeludo é uma extensão da pele e, portanto, está sujeito às mesmas condições e doenças, como a psoríase, que causa descamação. “A psoríase do couro cabeludo pode ser localizada no topo da testa, atrás das orelhas e da nuca, ou mesmo cobrir a cabeça inteira como um capacete”, explica o Dr. Danilo S. Talarico, médico pós-graduado em Tricologia Médica e Cirurgia Capilar.

Segundo o médico, essa é uma doença crônica de caráter inflamatório e autoimune, que também pode estar associada à predisposição genética. “Em casos graves, o paciente pode ter perda permanente de cabelos”, acrescenta.

Os principais sintomas da psoríase são as placas vermelhas e descamativas com escamas prateadas, acompanhadas de coceira. “[…] Comumente vista nos joelhos e cotovelos, mas que também pode aparecer em outras regiões, inclusive no couro cabeludo”, explica o Dr. Danilo S. Talarico.

Identificando a psoríase

Em indivíduos predispostos, a doença pode se manifestar por hábitos de vida, incluindo estresse emocional, obesidade, tabagismo e etilismo, além de diabetes, pressão alta e alterações do colesterol. Para identificar os sintomas, o Dr. Danilo S. Talarico explica que, na psoríase, as placas costumam ser maiores e mais “grossas”, deixando o couro cabeludo com aspecto esbranquiçado, com escamas muito mais aparentes, de coloração prateada.

“Mas, no início do quadro, elas podem se apresentar de forma semelhante à caspa. Um outro diferencial é que, na psoríase, as placas não respeitam a delimitação dos cabelos, podendo atingir a pele, especialmente na nuca. Essas placas costumam coçar bastante, a ponto de apresentar um leve sangramento, chamado de orvalho sangrante, o que gera dor, queimação e ardência”, explica o médico.

Mulher penteando o cabelo
A psoríase no couro cabeludo pode levar à queda de cabelo temporária ou permanente (Imagem: vk_st | Shutterstock)

Relação com queda capilar

A psoríase é uma doença que pode se relacionar com a queda capilar. “Pacientes com psoríase no couro cabeludo podem experimentar uma queda de cabelo temporária; há registros de casos mais graves, no entanto, que essa perda do cabelo pode ser até permanente; por isso, é importante não cutucar a cabeça nem tentar remover manchas escamosas, pois isso pode acabar quebrando o cabelo e dificultando o crescimento”, argumenta o Dr. Danilo S. Talarico.

Tratamento para psoríase no couro cabeludo

O tratamento para psoríase no couro cabeludo varia de uma pessoa para a outra, dependendo da gravidade do quadro, da intensidade dos sintomas e do quanto isso afeta a qualidade de vida do indivíduo.

“O tratamento vai desde o uso de shampoos com ativos calmantes até corticoides, ácido salicílico e imunomoduladores”, diz o Dr. Danilo S. Talarico. O médico também pode recomendar outros tipos de tratamento para o paciente. “Além disso, alguns medicamentos podem ser utilizados, como metotrexato, retinoides sistêmicos e imunobiológicos, com boa resposta e remissão das lesões, oferecendo qualidade de vida a esses pacientes”, finaliza.

Por Paula Amoroso

Veja Também