Diário Logo

O Diário Logo

Confira programação de filmes com clássicos do cinema, em Suzano

Sessões vão exibir curtas-metragens de alunos das oficinas Kinoforum e obras consagradas; as exibições serão sempre às quartas-feiras, em Suzano

3 de junho de 2024

Programação promove a formação cultural na cidade | Foto: Luana Bergamini/Secom Suzano

Reportagem de: O Diário

A Secretaria de Cultura de Suzano divulgou a programação dos filmes que serão exibidos em junho no Cineteatro Wilma Bentivegna. Ao longo do mês, estão planejadas exibições entre curtas e longas-metragens, sempre às quartas-feiras, às 14h30 e 19 horas.

No período da tarde ocorre a mostra “Kinoforum de curtas metragens!”, com filmes de classificação livre, realizados nas oficinas Kinoforum de Realização Audiovisual, que atendem jovens das regiões periféricas da cidade de São Paulo, ministradas por Christian Saghaard e Zita Carvalhosa, durante a tarde. 

 O Cineteatro Wilma Bentivegna está localizado na rua Paraná, 70 – Centro, Suzano. 

De noite, o espaço em Suzano será reservado para filmes que marcaram a história da sétima arte com a mostra “Clássicos do Cinema” e o primeiro a ser exibido já nesta quarta (05) é “Frankenstein”, de 1931, com o ator inglês Boris Karloff e direção do compatriota James Whale. O filme é baseado no livro mundialmente famoso da britânica Mary Shelley, de 1818, em que o jovem cientista Victor Frankenstein está obcecado em provar sua teoria de criação de vida a partir dos mortos e consegue trazer à luz um dos monstros mais famosos da literatura e do cinema. A classificação indicativa é de 12 anos.

Na quarta-feira seguinte (12), a mostra “Kinoforum de curtas metragens!” traz os filmes “Como se rouba a cena no cinema”, “Cabresto”, “Pronto pra recomeçar” e “As faces de Mateus”, produzidos pelos jovens de Cotia, cidade a oeste da Grande São Paulo. Já na mostra “Clássicos do Cinema”, o longa-metragem “Um Cão Andaluz”, de 1929, com uma história surrealista baseada em sonhos, é exibido com classificação indicativa de 16 anos. A obra conta com a direção, atuação e coprodução do roteiro do espanhol Luis Buñuel, que ainda teve a colaboração no texto e atuação do pintor Salvador Dalí.

No dia 19, os curtas “Lampejo”, “Lírio vermelho” e “Nuance” são dos alunos do SPCine, entidade localizada no centro de São Paulo. Na sessão noturna, que desta vez possui classificação indicativa para 12 anos, traz o documentário “Um homem com uma câmera”, de 1929, que mostra um dia bastante típico durante os anos 1920 em uma cidade da União Soviética vista aos olhos de um cinegrafista. A direção é de Dziga Vertov, sendo considerada uma obra de vanguarda do gênero.

A última quarta-feira do mês (26) apresenta curtas-metragens dos alunos do Serviço Social do Comércio (Sesc) de Guarulhos, com “T.O.C”, “Caminhos esquecidos”, “Não partimos” e “Eu sou e serei o que eu quiser ser”. E finalizando a programação, o clássico “O Encouraçado Potemkin”, de 1925, conta a história de uma rebelião no navio de guerra Potemkin, da Marinha Imperial Russa, em 1909, contra oficiais superiores em razão da utilização de carne estragada para alimentação dos marinheiros. O longa, indicado para pessoas com 12 anos ou mais, tem Serguei Eisenstein na direção e é considerado um dos melhores filmes do mundo pela Feira Mundial de Bruxelas, em 1958, e pelo British Film Institute, servindo de inspiração para outras obras cinematográficas, entre elas “Os Intocáveis”, de 1987, dirigido por Brian de Palma.

Veja Também