Diário Logo

O Diário Logo

“Nunca Estarei Lá’, de Mogi, vence como melhor filme e roteiro em festival internacional

O curta-metragem ‘Nunca Estarei Lá`, dirigido pelo mogiano Rodrigo Campos, diretor do também premiado ‘Serráqueos’, recebeu os prêmios de Melhor Curta-Metragem Nacional e Melhor Roteiro no 8º Festival Internacional de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás, o ‘Digo’, realizado entre os dias 27 e 30 de julho no Cine Teatro Zabriskie, em […]

14 de agosto de 2023

Reportagem de: O Diário

O curta-metragem ‘Nunca Estarei Lá`, dirigido pelo mogiano Rodrigo Campos, diretor do também premiado ‘Serráqueos’, recebeu os prêmios de Melhor Curta-Metragem Nacional e Melhor Roteiro no 8º Festival Internacional de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás, o ‘Digo’, realizado entre os dias 27 e 30 de julho no Cine Teatro Zabriskie, em Goiânia. 

Produzido com apoio da Lei de Incentivo à Cultura (LIC) de Mogi das Cruzes, o filme tem percorrido por todas as regiões do Brasil em 16 festivais e mostras entre 2022 e 2023, sendo que três delas ultrapassaram o Atlântico, levando o curta para a Espanha, Polônia e Portugal, este último onde foi exibido em rede nacional de televisão aberta. 

Na mostra de Goiás, ‘Nunca Estarei Lá’ competiu com outras oito produções, com destaque para ‘Fantasma Neon’, de Leonardo Martinelli e ‘Adão, Eva e o Fruto Proibido’, de Danny Barbosa, que colecionam diversos prêmios nacionais e internacionais. Para Rodrigo Campos, “ganhar dois prêmios em um festival tão importante como o ‘Digo’, por ser um evento internacional e de referência sobre a temática LGBTQIAP+, além de competir -com outros curtas amplamente premiados, chancela a produção como de alto nível”.

Lançado em outubro de 2022, o curta conta a história de três jovens solitários residentes no centro da cidade de São Paulo: Ana (Michelle Rodrigues), Gabi (Julliana Gerais) e Lucas (Andre Lu). Com a influência das mídias digitais, a vida dos três se cruzam sob o contexto das eleições presidenciais de 2018, em uma ficção cuja temática trabalha a diversidade sexual e de gênero, bem como dilemas sociais e políticos frente à digitalização das relações do cotidiano, trazendo uma grande reviravolta ao final. 

Com roteiro escrito por Rodrigo em parceria com Tomás Fleck, a produção contou com 60% dos participantes do Alto Tietê, com grande parte do financiamento vindo da LIC. “Conseguir alcançar um lugar desses é muito relevante e gratificante para nós do cinema da região, que sabe o quanto é difícil chegar”, acrescentou o cineasta.

Dentre os artistas regionais, podem ser listados a fotógrafa Lethicia Galo e a designer gráfico Diana Santos; trilha sonora original com a música ‘Voraz’ composta pela mogiana Valéria Custódio, além de outros temas com músicas de Sarah Key, Khalil Magno e das bandas Questions, Radioviernes e Continue; e metade do elenco de apoio e figuração também composto por atores e artistas de Mogi e região.

Atualmente, o diretor trabalha em outras duas produções centrais, o ‘Tietê: Águas Verdadeiras’, em um documentário longa-metragem que se propõe a investigar o Rio Tietê até a divisa entre Mogi e Suzano, e o curta de ficção ‘Abelha Rainha’, que contará a histórias de jovens que vivem no interior paulista. 

LIC

‘Nunca Estarei Lá’ é uma produção da Itapeti Filmes, financiada com recursos da LIC. Recebeu patrocínio do Veran Supermercados, Quasar Transporte e Logística, Otorrino e Alergia Clínica Especializada, Colégio Santa Mônica e mais de 30 apoiadores pessoa física a partir da contribuição via IPTU, além do apoio cultural de Instituto Galeria do Rock, Digital 35 Locação de Equipamentos Cinematográficos, Unibes – União Brasileiro Israelita do Bem-Estar Social, NCW Brasil, Thor Drones, Friends Group, CAV – Centro de Audiovisual de SBC e SP Cine. 

Ficha técnica
Roteiro de Rodrigo Campos e Tomás Fleck, direção e produção executiva de Rodrigo Campos, assistência de direção Renata Abreu, direção de fotografia de Vitor Meloni, assistência de fotografia de Carlos Scupê e Adriano Lourijola, direção de arte de Diego Banzatto, cenografia de Rita Versabre e Eliete Ramos, figurino de Pablo Abreu, produção de Tatiana Pagamisse, assistência de produção de William Machado e Geraldo Arcanjo, som direto André Greijo e Valdir Junior, preparação de elenco de Mariana França, elétrica e maquinária de Igor Beltrão e Noel Gomes, montagem e finalização Felipe Paixão, colorização Marcelo Cosme, trilha original e mixagem de som Felipe Mafra. Compõem o elenco nomes importantes do audiovisual brasileiro, como os jovens protagonistas Michelle Rodrigues, Julianna Gerais, e Andre Lu, participação especial de Nicole Puzzi e William Amaral.

Redes Sociais
www.facebook.com/nuncaestareila
www.instagram.com/nuncaestareila

Veja Também