Diário Logo

O Diário Logo

Pianista de Mogi lança novo single em apoio às lutas femininas

"Por Mim, Por Ti, Por Todas Nós" foi inspirado por uma conversa que a artista teve com uma amiga musicista sobre segurança e conforto no meio musical feminino

5 de julho de 2024

Pianista se apresentará no Sesc Mogi no mês de agosto | Arquivo Pessoal

Reportagem de: Ana Lívia Terribille

A pianista e compositora mogiana Juliana Rodrigues está celebrando o lançamento de seu mais recente single “Por Mim, Por Ti, Por Todas Nós”, marcando não apenas uma nova fase em sua carreira, mas também um mergulho profundo em temas sociais, como a luta feminista, e artísticos. Em uma entrevista ao O Diário, Juliana compartilhou detalhes sobre o processo criativo por trás da música e os desafios enfrentados como uma artista independente.

Segundo Juliana, o single “Por Mim, Por Ti, Por Todas Nós” foi inspirado por uma conversa que teve com uma amiga musicista sobre segurança e conforto no meio musical feminino. “A viagem suscitou uma conversa difícil sobre como podemos nos sentir mais seguras e o que podemos fazer para evitar conviver com agressores. O nome da música foi um reflexo desse compromisso,” explicou.

Para ela, o momento mais marcante foi durante a gravação do single, quando finalmente pôde ouvir as músicas e o projeto tomando forma. “Essa era uma ideia que eu tinha desde o início da pandemia e levei alguns anos para realizar. A gravação do single foi concluída em 2023”, compartilhou ela.

Além do lançamento nas plataformas digitais, a pianista está com dois shows agendados. O primeiro, ainda em processo de definição, ocorrerá no final de julho, em São Paulo. Já no dia 8 de agosto, a artista estará no Sesc Mogi das Cruzes, apresentando o repertório completo com a formação do grupo.

Hexapoema

Com uma carreira de 15 anos, a pianista Juliana Rodrigues está consolidando seu nome com o projeto Hexapoema, onde colabora com músicos experientes, que já acompanharam diversos artistas renomados. A formação do grupo é diversificada, incluindo talentos que dominam piano e teclado, trompete, percussão, baixo elétrico, bateria e saxofone alto, proporcionando uma rica e variada experiência musical em seu novo trabalho.

ASSISTA AO VÍDEO:

“A ideia surgiu durante uma viagem a trabalho. Gravei a melodia e estruturei a canção como se fosse uma poesia feita por seis pessoas”, detalhou.

Em relação ao estilo musical da produção, Juliana descreveu o single como um samba com influências de jazz. Ela destacou que, enquanto a essência de sua música passeia por diversos estilos, este single apresenta uma instrumentação e formação de grupo diferentes, com o uso de piano elétrico em vez de acústico.

Diferença de trabalhos

“Em relação aos meus outros trabalhos, este single não se difere muito em termos de essência musical”, explicou. A artista diz ainda que, comparando com os discos que já lançou, a instrumentação e a formação do grupo são diferentes.

A pianista destacou também a importância de trabalhar com uma formação diversificada de músicos.

“Para mim, é uma verdadeira alegria colaborar com músicos talentosos, cada um trazendo sua própria linguagem e experiência musical para o projeto. Acredito que essa diversidade contribuiu significativamente para a proposta artística do single.”

Além de compartilhar sua jornada criativa e os desafios enfrentados como artista independente, Juliana enfatizou a satisfação em apresentar sua música ao público. “Estou animada para ver como as pessoas irão se conectar com essa nova sonoridade. Cada projeto é uma oportunidade de evoluir e explorar novas possibilidades na música”, concluiu ela.

Por fim, a artista destaca que deseja transmitir ao público, logo pelo título da música, as lutas feministas.

Veja Também