Diário Logo

O Diário Logo

Bertaiolli está cada dia mais perto de trocar Mogi pelo Tribunal de Contas

Parece estar cada dia mais próxima a indicação da Assembleia Legislativa para que o deputado federal mogiano, Marco Bertaiolli (PSD), venha a assumir, em setembro, a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), com a saída de Edgard Camargo Rodrigues, que completa 75 anos. O assunto já não se […]

1 de agosto de 2023

Reportagem de: O Diário

Parece estar cada dia mais próxima a indicação da Assembleia Legislativa para que o deputado federal mogiano, Marco Bertaiolli (PSD), venha a assumir, em setembro, a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), com a saída de Edgard Camargo Rodrigues, que completa 75 anos.

O assunto já não se limita mais às especulações na área doméstica.

Na semana passada, em visita a Mogi das Cruzes, o secretário de Governo e Relações Institucionais, Gilberto Kassab, que é também o presidente nacional do PSD, o partido do deputado, deixou clara a opção pela ida do mogiano para o TCE, com o apoio de Valdemar Costa Neto, presidente nacional do PL.

Neste final de semana, o portal informativo Metrópoles, com sede em Brasília abordou o tema numa ampla reportagem, onde apresenta o assunto como praticamente sacramentado, após a união de forças  (e que forças!) entre Costa Neto e Kassab.

O que se cuida agora é de detalhes.

A informação dá conta de que o deputado André do Prado (PL), presidente da Alesp, pupilo de Valdemar e da mesma região de Bertaiolli, “foi encarregado de conversar com as bancadas dos partidos na volta do recesso parlamentar, já na próxima semana, para pacificar entre os pares o acordo feito pelos dirigentes”.

Dentro da Assembleia estaria,durante algum tempo, ocorrendo uma disputa pelo cargo entre alguns deputados, como está coluna já havia noticiado.

Mas a união dos dois caciques deve por fim a essas movimentações.

E, curioso, segundo o portal, é que até mesmo André do Prado estaria correndo por fora para tentar viabilizar a indicação do advogado Carlos Eduardo Gomes Callado, “que atuou em sua campanha eleitoral de 2022 e emprega a mulher do deputado em seu escritório”.

Caso a vaga, como é esperado, fique com Bertaiolli, está prevista uma grande pressão sobre o governador Tarcísio de Freitas, a quem caberá a indicação, em 2025, do conselheiro que deverá ocupar o lugar de Robson Marinho no TCE-SP.

Mais um sinal de que o mogiano é mesmo a bola da vez, mesmo que isso vá implicar numa grande reviravolta nas estratégias para a disputa da sucessão municipal de Mogi das Cruzes, nas eleições do próximo ano.

Foto do TCE-SP disponível aqui

Efeito TCE?

Carece de maiores explicações o fundo musical usado num vídeo do Instagram, que mostra o deputado Marco Bertaiolli chegando a um imponente prédio, de Brasília, para uma reunião.

A letra diz:

“Que Deus me livre da maldade alheia,/ Que Deus me livre de energia ruim,/ Que Deus me livre de quem torce contra,/ De quem pelas costas, fala mal de mim”.

Em outras palavras:

“Xô, olho gordo!”

 

Exemplos de Covas

Durante visita a Mogi das Cruzes, o secretário Gilberto Kassab usou o exemplo de Mário Covas para tentar justificar a instalação de pedágios nas rodovias paulistas.

Segundo ele, se não fossem os pedágios instalados na época de Covas, hoje as rodovias paulistas “estariam como estão 80% das rodovias do Brasil inteiro: em estado de calamidade pública”.

Mas foi também Mário Covas quem, na cidade, deu início à primeira fase de duplicação da Mogi-Dutra, concluída por seu sucessor, Geraldo Alckmin.

Com um detalhe importantíssimo: nenhum dos dois jamais falou em pedágio para a rodovia.

 

Novo nome (1)

Surge mais um nome na corrida para a sucessão municipal, em Mogi das Cruzes: o advogado João Bosco, atual presidente do Clube de Campo, aparece como alternativa do PL para a disputa.

E um jantar oferecido na noite deste sábado (29) pelo presidente nacional do partido, Valdemar Costa Neto, com a presença de Bosco, reforçou ainda mais a ideia.

O curioso: do encontro, fez parte outro virtual prefeiturável, Téo Cusatis, atualmente sem partido.

 

Novo nome (2)

Também participaram do encontro os empresários Ronaldo Alabarce, Mário Théo Magalhães, Nilson Duque e Fernando Moraes. O jantar aconteceu no Mieko’s Restaurante, na rua Basílio Batalha.

Aliados de João Bosco garantem que ele tem sido procurado por lideranças da cidade, entre elas vereadores e até presidentes de diferentes partidos.

E quando indagado sobre uma virtual candidatura, o presidente do Clube de Campo diz apenas que está “à disposição do partido”, sem descartar, em nenhum momento, a possibilidade de concorrer à Prefeitura de Mogi.

Detalhe: Bosco é um antigo amigo de Valdemar Costa Neto.

 

Depoimentos

A campanha eleitoral já começou, pelo menos para dois vereadores da Câmara Municipal, ambos candidatos à reeleição, em Mogi.

Nas redes sociais, José Luiz Furtado (sem partido) vem publicando depoimentos de diferentes pessoas comentando – positivamente, é claro – sobre a atuação dele como vereador.

Um expediente que, no passado, era muito utilizado em jornais de campanha, hoje adequado aos novos tempos da comunicação.

 

Itinerante

Já o vereador Otto Flôres de Rezende (PSD) decidiu adotar outro tipo de expediente para ganhar visibilidade junto ao eleitorado.

O candidato à reeleição vem realizando uma espécie de mandato itinerante junto a bairros periféricos da cidade, onde mostra um pouco de seu trabalho na Câmara e ainda ouve as demandas da população de cada localidade, que ele irá transformar em reivindicações a serem encaminhadas ao prefeito ou outras autoridades.

 

De volta

Após um rápido período de recesso de meio de ano, os vereadores da Câmara de Mogi retornam nesta terça-feira (1º), ao trabalho legislativo.

Um fato político deverá marcar as conversas entre eles, na volta às atividades:a eleição para a Mesa Diretora de Câmara, que até o início do recesso  vinha sendo polarizada entre dois candidatos do PL: Clodoaldo Aparecido de Moraes, mais alinhado com o prefeito Caio Cunha (PODE) e José Francimário Vieira de Macedo, o Farofa, de oposição radical ao chefe do Executivo.

Mas não está afastada a hipótese do surgimento de uma terceira via, de algum partido mais próximo do prefeito Caio Cunha.

Veja Também