Diário Logo

O Diário Logo

Comerciantes desconfiam que crimes no centro de Mogi podem ter o mesmo autor

A onda de crimes que atingem os comércios da região central de Mogi das Cruzes mantém proprietários de imóveis, comerciantes e moradores inseguros. Em apuração de O Diário, as imagens de uma câmera de segurança que registraram um furto no mês de junho em uma loja de acessórios para celular, flagrou o rosto do suspeito, que […]

8 de agosto de 2022

Reportagem de: O Diário

A onda de crimes que atingem os comércios da região central de Mogi das Cruzes mantém proprietários de imóveis, comerciantes e moradores inseguros. Em apuração de O Diário, as imagens de uma câmera de segurança que registraram um furto no mês de junho em uma loja de acessórios para celular, flagrou o rosto do suspeito, que tem semelhanças com o homem também  flagrado durante o crime em uma tabacaria (vídeo em destaque na matéria).

Além das semelhanças físicas do suspeito flagrado, chama a atenção o mesmo modo em que as invasões nas lojas daquela região têm acontecido: um arrombamento do teto do estabelecimento, deixando um prejuízo ainda maior para os comerciantes para fazer o reparo nos danos no telhado.

O proprietário da loja de acessórios para celular na rua São João, no centro de Mogi, que forneceu a imagem do suspeito do crime, em entrevista a O Diário, explicou que o comércio já foi invadido duas vezes. A primeira vez aconteceu dia 28 de junho e foi registrada pelas câmeras de monitoramento, já a segunda, que aconteceu dia 7 de julho (nove dias depois da primeira ocorrência), não teve foi filmado.

Ambos os casos, informou o comerciante, que por segurança não quis revelar a identidade, um boletim de ocorrência foi registrado.

LEIA MAIS: Vídeo registra briga entre jovens após saída de tabacaria no centro de Mogi.

Assim como o empresário que teve a tabacaria furtada no começo deste mês e relatou a este jornal o medo em divulgar a situação, o jovem que cuida do comércio que já foi invadido duas vezes deixou evidente o motivo por não ter divulgado os crimes.

“Acho que quanto mais tem se falado, pior tem sido. Não tenho visto nada ser resolvido, mesmo fazendo o BO, tenho medo pela minha segurança”, esclareceu o empresário que compartilhou ter se mudado para próximo da loja, na esperança de evitar maiores danos em casos de invasão, mas já sofreu com a criminalidade no novo endereço que escolheu para morar.

“Quando fez uma semana que eu me mudei para cá, entraram na minha garagem e levaram uma bicicleta. A impressão que eu tenho é que tem sido a mesma pessoa”, opinou.

O Diário recentemente publicou outros casos como este, leia as reportagens na íntegra: Lojistas do Centro de Mogi relatam rotina de furtos e prejuízos ou Loja de colchões no centro de Mogi é assaltada duas vezes e preocupa comerciante.

Furto de moto

A criminalidade no centro de Mogi não se limita aos estabelecimentos. Neste sábado (6) uma câmera de segurança flagrou o momento em que um jovem leva uma moto estacionada na rua Coronel Souza Franco. Por não ter a chave, o rapaz segue pela rua empurrando o veículo, acompanhado de outros garotos, alguns com bebidas nas mãos.

O comerciante que enviou as imagens a este jornal comentou a possibilidade de o suspeito ter abandonado a motocicleta amarela na avenida Brasil, após post nas redes sociais informando tentativas de assalto nas proximidades daquele endereço, pois o registro em foto do veículo que se parecia com o que foi levado.

Guarda Civil Municipal

A Secretaria Municipal de Segurança reforça que a Guarda Municipal (GCM) faz parte do sistema de segurança pública do município e mantém o patrulhamento em todas as regiões, em um trabalho conjunto com a Polícia Militar.

“O trabalho também compreende o monitoramento com câmeras da Ciemp, além de grupamentos específicos, como a Ronda Escolar, Patrulha Rural, Patrulha Maria da Penha, Patrulha Ambiental, Rondas Ostensivas com Motos (ROMO) e Ronda Ostensiva Municipal (ROMU)”, esclareceu a pasta, destacando que “a região central é um dos locais prioritários deste trabalho em pontos como a praça Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira, conhecido como Largo Primeiro de Setembro”.

Neste ano, ainda de acordo com a secretaria, a presença da Guarda Municipal foi reforçada na região, com uma viatura a mais dedicada ao patrulhamento preventivo na região no horário entre 18h e 20h, quando a movimentação de pessoas é maior. A Prefeitura também realizou um trabalho de melhoria na iluminação naquela área.

Em caso de necessidade de denúncias, ligue pelo telefone 190 (Polícia Militar) ou 153 (Guarda Municipal).

Veja Também