Diário Logo

Notizia Logo

CPTM entrega cabine seccionadora de energia em Itaquá: valor da obra R$ 10 milhões

A CPTM inaugura cabine seccionadora de energia em Itaquaquecetuba na Linha 12-Safira, que atende moradores do Alto Tietê. A unidade, resutlado de um investimento de R$ 10 milhões, foi inaugurada no último dia 28, e deverá contribuir para melhorar a operação dos trens metropolitanos. Moderno, a unidade será desassistida, ou seja, a realização de manobras, […]

2 de maio de 2023

Reportagem de: O Diário

A CPTM inaugura cabine seccionadora de energia em Itaquaquecetuba na Linha 12-Safira, que atende moradores do Alto Tietê. A unidade, resutlado de um investimento de R$ 10 milhões, foi inaugurada no último dia 28, e deverá contribuir para melhorar a operação dos trens metropolitanos. Moderno, a unidade será desassistida, ou seja, a realização de manobras, controle e supervisão realizadas via telecontrole 4G e gerenciadas a partir do Centro de Controle Operacional, localizada no Brás.

As cabines seccionadoras de tração são instalações de energia localizadas estrategicamente no trecho entre subestações retificadoras e terminais de linhas, segundo explica a CPTM.

A função delas é interromper o fornecimento de energia em uma parte reduzida da linha de contato entre duas subestações, no caso de abertura de um disjuntor das subestações. Isso significa que, em caso de falhas ou serviços de manutenção, o trecho que precisa ser desligado para reparos é menor, o que gera menor impacto negativo e maior flexibilidade na operação dos trens metropolitanos.

“Este é mais um equipamento muito importante para a empresa, ela dá todo o respaldo entre duas subestações, o que resulta em mais confiabilidade para o nosso passageiro, garantindo que a gente não tenha variações no trecho”, disse Marcelo Machado, diretor de Engenharia, Obras e Meio-Ambiente da CPTM.
Já Evaldo Ferreira, gerente de Empreendimentos – Sistemas da CPTM, contou que a nova cabine é construída em alvenaria e foi montada e equipada remotamente, na fábrica da Siemens.

“É o que há de mais moderno, é uma parceria que está dando certo, inclusive no desenvolvimento dessa tecnologia. A função básica dela é dar confiabilidade ao sistema de energia de tração da CPTM, auxiliando em emergências – uma linha pode alimentar a outra”, explica.

A nova cabine seccionadora de Itaquaquecetuba recebeu investimentos de R$ 10,3 milhões, e faz parte de dois Contratos importantes para o sistema de suprimento atual de energia na CPTM: Siemens Norte-Sul (Linhas 7 e 10) e Siemens Leste (Linhas 11 e 12). O investimento total desses contratos gira em torno de R$ 418 milhões (em valores atuais). 

Entre os empreendimentos previstos nesses contratos estão reformas, modernizações e ampliações de subestações e cabines existentes, além da implantação de uma subestação nova (Dom Bosco, inaugurada em 2020) e de seis novas cabines seccionadoras (José Bonifácio, Capuava, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Utinga e Guapituba). 

“Ser parceiro da CPTM na modernização de suas linhas em São Paulo é para a Siemens Mobility uma honra, e também um compromisso. As nossas tecnologias de eletrificação ferroviária aplicadas nas Linhas 11 e 12 permitirão ao nosso cliente uma gestão mais eficiente e confiável de seus recursos na operação”, acrescentou Andreas Facco Bonetti, CEO da Siemens Mobility Brasil e Região da América Latina.

Como funciona

A cabine seccionadora de Itaquaquecetuba foi projetada na solução eletrocentro, buscando-se inovação, padronização, redução de custos, redução de espaços físicos e redução do tempo de obra civil/instalação, mantendo-se ainda os requisitos de boa técnica, qualidade e de segurança em comparação com as construções antigas de alvenaria.

A cabine será uma localidade desassistida (sem operadores), com todas as manobras, controle e supervisão realizadas via telecontrole 4G, gerenciadas do Centro de Controle Operacional da CPTM, no Brás.

“A modernização dos sistemas de alimentação elétrica nas linhas 11 e 12 é um marco importante em nossos esforços para fornecer um serviço de transporte público moderno e eficiente em São Paulo. Ela reforça o compromisso da CPTM em fornecer a nossos passageiros um serviço seguro e cada vez mais confiável”, afirmou Pedro Moro, presidente da CPTM.

Veja Também