Diário Logo

O Diário Logo

‘Não é nada com você!’, ouviu testemunha antes de Pedrinho Matador ser baleado em Mogi

Os detalhes da emboscada que terminou na morte do serial killer Pedro Rodrigues Filho, de 68 anos, que ficou conhecido em todo país como o Pedrinho Matador, reforçam a hipótese mais óbvia, de que o homem, que chegou a ficar 42 anos preso e estava em liberdade há cinco anos, tenha sido morto por vingança […]

7 de março de 2023

Reportagem de: O Diário

Os detalhes da emboscada que terminou na morte do serial killer Pedro Rodrigues Filho, de 68 anos, que ficou conhecido em todo país como o Pedrinho Matador, reforçam a hipótese mais óbvia, de que o homem, que chegou a ficar 42 anos preso e estava em liberdade há cinco anos, tenha sido morto por vingança quando saía da casa de parentes em Mogi das Cruzes (SP). E a tendência é de que a polícia tenha trabalho para chegar aos suspeitos, já que a vítima chegou a responder por 71 assassinatos — incluindo o do próprio pai — e confessou ter matado “mais de 100” pessoas, sendo grande parte delas detentos, colegas de presídio.

Conforme mostrado por O Diário, Pedro foi sepultado às 16h30 desta segunda-feira (6), no Cemitério São Salvador, no Parque Monte Líbano, em Mogii. 

O depoimento de uma parente, testemunha ocular do crime, deixa claro que os executores tinham como único alvo o assassino em série. Ela conta que eram por volta das 8h30 da manhã quando viu o Gol preto que seria usado no crime pela primeira vez. Ele rondava a casa da família. Pouco mais de 1 hora depois, às 9h50, ela narra que Pedrinho estava sentado em uma cadeira na calçada, em frente à residência, quando o mesmo carro apareceu de novo e os surpreendeu.

Dois homens desceram armados, enquanto um continuou no volante. Um deles, disfarçado com uma máscara com o desenho do personagem Coringa, vilão do Batman, então, teria exclamado: “Não é nada com você, não. Pega sua filha e entra para dentro! (sic)”. Foi quando os dois efetuaram vários disparos em direção a Pedro. Quando já estava caído no chão, baleado diversas vezes, o segundo homem, também mascarado, cortou o pescoço da vítima com uma faca de cozinha.

O trio conseguiu fugir do local e a polícia acredita que eles tenham trocado de carro no percurso. O veículo usado na emboscada foi apreendido e passa por perícias. Nele, foi encontrada uma munição de pistola ainda intacta no assoalho do banco do carona.

Em nota, a Polícia Civil afirma que investiga o homicídio do homem de 68 anos, na manhã deste domingo, em Mogi das Cruzes, e narra que PMs foram chamados para atender a ocorrência na rua José Rodrigues da Costa. O caso foi registrado como homicídio qualificado (com emprego de tortura ou outro meio insidioso ou cruel e por motivo torpe) e a localização e apreensão do veículo foram feitas na Central de Flagrantes de Mogi das Cruzes.

Veja Também