Diário Logo

O Diário Logo

Após erro, mãe enfrenta 6h de espera para ser atendida no Vagalume

Ficha da criança foi preenchida incorretamente, faltando uma letra no nome; situação impossibilitou a localização do resultado dos exames

23 de maio de 2024

Família chegou na unidade às 20h34 de terça-feira (21) e só saiu às 2h10 de quarta-feira (22), devido ao erro no preenchimento da ficha | Divulgação/PMMC

Reportagem de: Ana Lívia Terribille

Ao dar entrada com seu filho de 7 anos no Vagalume Saúde Infantil, em Mogi das Cruzes, na terça-feira (21), Sara Marques não imaginava que enfrentaria uma espera de seis horas para o atendimento da criança. O motivo: um erro na ficha da criança.

A mãe informou que chegou à unidade de saúde às 20h34. “Meu filho passou pela triagem e pela consulta médica e foi encaminhado para exames de sangue, urina e raio-X.” Ela disse ainda que os exames foram realizados até as 22h. É aí que começam os desencontros.

Segundo ela, houve uma demora expressiva no retorno com o médico plantonista, e até a madrugada de quarta-feira (22), às 2h10, ainda não haviam sido atendidos e também não possuíam o resultados dos exames.

Sara destacou que, devido à demora, começou a questionar os funcionários sobre o resultado dos exames, que tinham um prazo de 1h30 para ficarem prontos. “Todas as vezes que íamos questionar, os funcionários pediam para aguardar”, relatou.

“Desde o momento da entrada até a saída, tanto meu filho quanto eu e meu marido ficamos sem comer, para não perdermos a consulta”, explicou Sara.

“Começamos a ficar impacientes e falamos que íamos chamar os órgãos de fiscalização, e eles rapidamente se organizaram para obter o resultado dos exames”, acrescentou.

Durante a procura dos funcionários pela ficha, Sara foi informada de que houve um erro no sistema, com os dados do paciente preenchidos incorretamente, faltando uma letra no nome. Devido ao erro, não foi possível localizar os resultados dos exames da criança. “Foi um transtorno que sofremos.”

Ao todo, foram contabilizadas seis horas de espera, já que a família chegou na unidade às 20h34 de terça-feira (21) e só saiu às 2h10 de quarta-feira (22), devido ao erro no preenchimento da ficha.

Outro lado

O Diário procurou a Prefeitura de Mogi das Cruzes para esclarecer o ocorrido. Segundo a organização social de saúde responsável pelo gerenciamento da unidade, houve uma alteração no fluxo da unidade para otimizar os processos.

“Detectamos uma questão neste atendimento e, em resposta, implementamos uma alteração no fluxo da unidade para otimizar o processo entre a liberação dos resultados dos exames e o retorno ao médico. Pedimos desculpas por eventuais transtornos”, finaliza.

Veja Também